publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 08 Julho , 2012, 00:28

publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 07 Julho , 2012, 09:19

"Que medidas vão tomar as pessoas que não estão de acordo?

Convinha que fosse uma medida consensual e com data definida para o seu lançamento.

Devia ser convocada a população para lhe ser explicado o que estão a perder e porquê. Quem pode fazer esta convocatória?

É preciso que o povo de Vila Cova de Alva não esqueça que já correu com os franceses, com foices e forquilhas na mão... agora, nem um muro consegue derrubar"...

Ana Correia Luís (Ani).

 

Nota da redação do Miradouro

Olá Ani, saúdo-te e registo o teu pertinente comentário, que me foi enviado pelo nosso comum amigo, Antero Madeira. Permite-me, apenas, um pequeno reparo:

Terá sido no quadro da 3ª invasão francesa, quando o exército invasor, comandado por Massena, já em fuga, após estrondosas derrotas, acampou nos arredores de Vila Cova, que foram perpetradas incursões criminosas à nossa aldeia, que assinalam um episódio assaz sangrento na história de Vila Cova. Pilhagens e brutais assassinatos (cerca de quinze vilacovenses foram barbaramente mortos) foram cometidos, perante uma população indefesa, que nada podia fazer senão recatar-se, já que os franceses (cerca de três mil) tinham nas sua superioridade numérica e força das armas total domínio e preponderância. O martírio durou alguns dias, até os franceses, mal pressentirem a aproximação do exército português, prosseguirem a sua fuga. O episódio das “foices e forquilhas” que referes deve ter a ver com outra situação, possivelmente a da defesa do sino da Igreja do Convento.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 05 Julho , 2012, 18:08

...O Programa das Aldeias do Xisto" tinha como vectores fundamentais “a recuperação das tradições, a valorização do património arquitectónico construído, a dinamização das artes e ofícios tradicionais e a defesa e preservação da paisagem envolvente."

Então, o que se passa com a escadaria da Igreja do Convento?

De Xisto para argamassa e pintura?

Não me parece a melhor escolha numa Aldeia considerada Aldeia do Xisto!

Valorizar? Proteger? Defender?

Só mesmo os Vilacovenses e os amigos de Vila Cova de Alva ! Vamos lá....

 

Ana Cristina Nascimento

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 04 Julho , 2012, 18:38

 

Em relação às obras de requalificação da escadaria da 'igreja do convento” permite-nos dizer o seguinte: mais uma vez, sob a cobertura da beneficiação, as autarquias avançam procurando a solução mais imediata e fácil nem sempre a mais correcta, como o uso do reboco e pintura em vez da limpeza da pedra e recuperação da mesma, de forma a permitir aos habitantes e visitantes desta bela terra usufruírem da sua beleza. Será ainda possível que o bom senso possa prevalecer sobre as decisões já tomadas mas que se revelaram prejudiciais ao património que todos queremos ver preservado? Esperamos ter contribuído para uma solução positiva desta situação e que em breve a escadaria volte ao esplendor que fazem desta terra uma 'aldeia do xisto'.

Teresa Abreu e João Castela Pacheco

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 04 Julho , 2012, 17:46

É com profundo pesar que participamos o falecimento da Sr.ª Dª. Maria dos Anjos Paiva Correia, natural de Vila Cova, filha do Sr. Alberto Paiva e da Sr.ª Dª. Adelaide (das Regadas), já falecidos.

A Sr.ª Dª. Maria dos Anjos tinha 58 anos de idade e faleceu na Suíça.

Apresentamos à família as nossas sentidas condolências.

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 03 Julho , 2012, 20:36

Pois é: as conversas que se ouvem entre vilacovenses vão dando a entender que, na esmagadora maioria, o povo está descontente com as obras na escadaria da Igreja do Convento. E há já quem avance uma proposta. Organize-se uma manifestação que fará ouvir esse descontentamento junto ao edifício da Câmara Municipal de Arganil.

A ver vamos o que vai acontecer.

Ah!, um recado para o Executivo de Junta de Freguesia: Espera-se que emerja e que seja o principal porta-voz da vontade do povo.

Estamos todos em crer que isso vai acontecer.

Viva Vila Cova!

 

Antero Madeira, Nuno Espinal, Manuel Fernandes, Alberto Leal e outros mais.

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 02 Julho , 2012, 19:43

Desta Gália, onde me encontro presentemente, tenho seguido de perto a polémica das "Escadas do nosso Convento". Não posso acreditar que, pela força do dinheiro, por modernices ou por respeito a projetos que se incluíram em obras, de que o Povo não teve conhecimento e nem aprovou, se continuem as obras de restauração das antigas e lindas escadas do Convento de Vila Cova de Alva, obras estas que são uma aberração.

Também eu me sinto vilacovense, pela minha mocidade que passei em Vila Cova, por laços familiares, já que o meu avô paterno era de Vila Cova, e por isso sinto uma revolta miudinha em saber que hoje tudo se faz sem consultar o POVO. Basta de tantas afrontas! Sejamos orgulhosos do nosso património, da nossa Terra e levantemo-nos para clamar bem alto que queremos viver numa Vila com dignidade em que se respeitem os valores da tradição e do património histórico. Vejam o que aconteceu à nossa bela Igreja Matriz! O Estado tomou conta dela e agora vemos os belos cantochões do teto a desfazerem-se e a caírem e nós sem nada podermos fazer!!!

 Tenho estranhado muito o silêncio da Junta de Freguesia! Por quê? Será que concordam com estas obras?

 Vilacovenses, façamos um baixo assinado e oponhamo-nos a esta afronta patrimonial.

 

Manuel Fernandes

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 01 Julho , 2012, 11:45

 

 

Hoje, Domingo, dia 1 de Julho, a nossa Filarmónica irá participar nas Festividades em Galizes em Honra de Nossa Senhora da Visitação.

 

Fábio Leitão


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 01 Julho , 2012, 11:40

É sempre com prazer que consulto o "Miradouro de Vila Cova".

Vi, com muita satisfação, que se procura reviver as tradicionais festas populares, particularmente, " Santo António "  e " S. João ".

Gosto do empenho posto na defesa do património arquitectónico do Convento, particularmente quanto à exigência na reposição da tradicional escadaria toda ela em xisto e tão barbaramente adulterada, com o particular consentimento de quem tinha a  obrigação de defender a sua preservação.

 

Abílio Pinto


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Julho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10

16
18
20

23

30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds