publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 13 Julho , 2012, 23:52

 

 

 

O rio Alva tem encantos escondidos, muitos deles revelados só quando temos oportunidade de "viajar" por ele de barco, canoa, kayak. Estar nas margens deste rio oferece-nos uma tranquilidade acima da média.

 Mas, como diz o ditado, "não há bela sem senão" e eis que a mão humana, mais uma vez, acaba por estragar o que de bom tínhamos e valores (€) mais altos pairam sobre o Alva transformando a tranquilidade num estado de nervos... é triste estar em cima de um caneiro, por exemplo, de toalha estendida e, de repente, "a maré enche"... descargas feitas a belo prazer e a qualquer hora daquele "magnífico monumento" que estrangulou e aos poucos tira a beleza natural do nosso rio. Para quem ama a natureza e gosta de disfrutar do bom que ela nos oferece tudo isto é visto como uma atrocidade sem limites. Um desrespeito mesmo! Para além do mais e se são bons observadores, há mais a relatar, reparem nos amieiros na zona de Vila Cova do Alva e ao pé do Urtigal... quando a água fica retida no "monumento" e não lhes chega a tempo de lhes dar a vida que merecem e exigem... e exigimos! E os peixes...? Por mim, estou a ficar cada vez mais preocupada…

 

Rosa Gouveia


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Julho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10

16
18
20

23

30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds