publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 08 Julho , 2012, 23:51

 

 

No dia 25 de Janeiro de 2013, a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Coja (BVC) comemorará 50 anos, marco significativo da vida desta instituição cojense e onde militaram tantos dos seus habitantes ao longo de cinco décadas.

 

Ainda que distantes dessa data, os BVC decidiram comemorar a efeméride com uma série de iniciativas, pelo que foi constituída uma Comissão Organizadora das comemorações, constituída pelo Presidente da Assembleia Geral, Carlos Alberto Carvalho Castanheira, Presidente da Direcção, Jorge Manuel Matos Silva, Presidente do Conselho Fiscal, José Joaquim Antunes Fernandes, Comandante e 2º Comandante dos BVC, Paulo Alexandre Quaresma Tavares e João Pedro da Silva Joaquim, respectivamente. Para além destes elementos, fazem ainda parte da Comissão João Luís Quaresma Nunes, dada a sua extensa ligação aos BVC, Sérgio Santos, um amigo da Associação e Nuno Mata.

 

Ao momento, a Comissão procura concretizar o programa de celebrações que deverão ocorrer em vários momentos e em vários locais, já que os BVC há muito ultrapassaram as fronteiras da freguesia que lhe serve de sede, programa esse que será apresentado publicamente em breve, assim como a constituição da Comissão de Honra para as comemorações.

 

Considerando-se que a instituição é de todos os habitantes da sua área de intervenção e que esta comemoração deve ser sentida e vivida por todos, a Comissão agradece e apela desde já para todo o apoio que possa ser dado aos diversos eventos que serão realizados, cantando a voz única os “parabéns” aos que diariamente e há 50 anos se prontificam a salvar vidas e pertences.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 08 Julho , 2012, 10:32

 

 

Seduz-me esta foto. De meados dos anos cinquenta, eis-nos em viagem a um saudoso passado. Um desfrutar contemplativo, nesta mostra de um quadro típico de uma época. As casas em simetria já perdida, as colchas em saudação à procissão, as crianças em número impressionante, as chiques senhoras em zelo à cruzada, a Irmandade, os loureiros e até a velha escadaria em xisto da Igreja do Convento. Tudo se foi, tudo se vai…

Os tempos mudaram, fui ativo na luta pela mudança, dei (e continuo a dar) vivas à liberdade, vivas à democracia.

Mas, nem tudo o que se diz que “é” acaba por “sê-lo”!

Os poderes decidem, permanentemente decidem, e nós, os "cá de baixo", impotentes, frustrantemente impotentes.

Ah esta dominadora democracia representativa!

 

Texto: Nuno Espinal

Foto: Arquivo de Antero Madeira


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 08 Julho , 2012, 00:28

comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Julho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10

16
18
20

23

30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds