publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 05 Maio , 2012, 19:25

Iniciámos uma pesquisa pela “Comarca de Arganil Digital”, com o objetivo de acervar todas as notícias que respeitem a Vila Cova, a fim de as classificarmos por assuntos e destacarmos as que nos se afigurem mais importantes.

Das primeiras vinte edições já vasculhadas, ao ano de 1901, descobrimos apenas uma referente a Vila Cova, na edição 17ª, de 16 de Junho que, com o título “Trovoadas”, passamos a transcrever:

 

“O sr. dr. Albino de Figueiredo, deputado por este círculo, conhecedor da enorme catastrophe que assoberbou os seus conterrâneos, tem sido incansável para lhes minorar a sua sorte, factos que nos merecem os nossos aplausos.

O sr. Albino de Figueiredo foi na sexta feira recebido por Sua Magestade a rainha a senhora Dª. Amélia no paço da Necessidades, pela 1 hora da tarde, depondo nas mãos da augusta senhora duas representações, uma dos povos da freguesia de Coja e outra dos da freguesia de Villa Cova, d’este concelho, pedindo proteccção para s victimas das trovoadas que ultimamente devastaram os campos d’aquelas povoações.

Sua Magestade recebendo o sr. Figueiredo com uma amabilidade altamente captivante, prometteu dispensar algum auxílio aos infelizes agricultores e recommendar com interesse o seu pedido ao sr. presidente do conselho.

O sr. dr. Figueiredo foi também ao paço d’Ajuda implorar a Sus Magestade a rainha a senhora D. Maria Pia, que dispense em favor das victimas das trovoadas de Arganil qualquer quantia do cofre dos inundados.”

 

Algumas notas de esclarecimento, relativamente a este texto:

-O Dr. Albino de Figueiredo, de nome completo Albino d’Abranches Freire de Figueiredo, foi Conselheiro, Governador Civil e Deputado da Nação, “nasceu em Santarém em Abril de 1856, faleceu em Lisboa em Março de 1942”. (in Nuno Mata, “Ruas de Coja, Traçado e Toponímia).  

Torna-se proprietário da Casa do Convento (de Vila Cova) em 1893, herdando-a juntamente com seu irmão, Bernardo de Figueiredo, mas tornou-se o único proprietário depois de comprar a parte herdada pelo irmão Bernardo. (in Victor Cardoso, “O Convento de Santo António de Vila Cova de Alva”).  

É bisavô da Dr.ª Margarida Teresa d’Abranches Freire de Figueiredo, atual proprietária, conjuntamente com sua mãe, Sr.ª D.ª Natália de Figueiredo, da Casa do Convento.

-D.ª Maria Pia tornou-se rainha de Portugal pelo seu casamento com o rei D. Luís. Criou o “cofre dos inundados”, para apoiar as vítimas de violentas cheias que, em 1876, assolaram o país e que foi constituído pelos donativos de gente rica. Manteve-se este “cofre”, em anos posteriores, gerido pela rainha, para acudir a vítimas de invernos rigorosos e tempestades danosas.

 


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Maio 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12


20
25



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds