publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 06 Setembro , 2011, 17:45

 

Agosto é mês, em Vila Cova, em que revejo velhos amigos de tempos da juventude. A noite proporciona ambiente adequado a encontros e tertúlias. Reforçamos laços de afetividade através de diálogos, de conversas, em que de tudo se fala e tudo se discute.

Entretanto vem Setembro, as noites já refrescam, acontece a debandada para as cidades e retorna o velho silêncio nas ruas da terra, a ausência.

Em cada casa, a televisão é íman das atenções. Cá fora absoluto vazio. E dentro da casa de cada um?

Não questiono a valia da televisão que, num contexto geral, chega ao domínio público com uma profusão de informação variada, o que antes do seu surgimento não existia.

Mas a televisão é um meio de interação mediada. Por si só não chega. Estende-se através do tempo e do espaço, mas não liga os indivíduos diretamente. Tem um só sentido. Comunica-nos informação, torna-nos recetores passivos dessa informação. È insuficiente. Pode até ser manipuladora. Daí que, por vezes, precisemos de mais. Receber a informação e propiciá-la ao debate, à controvérsia.

Agosto já lá vai. Setembro está quase. Em casa, à noite noticiários da TV, analistas da TV. Por isso, quantas vezes não vou precisar do telefone e de um desses meus amigos das noites de Agosto em Vila Cova?

 

Nuno Espinal


comentários recentes
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Só para salientar o segundo golo do COJA é perfeit...
No Facebook está o vídeo do segundo golo caso algu...
Parabéns à Clarinha. Também tenho uma neta, que se...
Setembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

16

18
21
24

30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds