publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 29 Maio , 2011, 10:47

 

Os anos vão passando, os “entas” vão crescendo, mas esta “Malta” mantém um espírito folgazão e sempre irreverente, que remete os mais novos para um autêntico gueto da diferença.

Ontem foi dia do “IV Reencontro”. Os abraços, fortes abraços a marcarem o início do convívio. Veio o almoço, risadas a subirem de tom, depois a foto, a da tradição, desta vez bem no coração de Vila Cova, no histórico “pelourinho”.

Depois a “Malta” invade a casa de Vasco Ramos. É então que o Zé Oliveira Alves se embrulha numa velhinha capa de estudante e arranca uns sentimentalões fados de Coimbra, superiormente cantados ao estilo de “Zé Cabra”, acompanhados em coro por toda a “Malta”.

A coroar um “efeerreá” com toda a cagança e pujança.

“Coimbra tem mais encantos na hora da despedida”… Coimbra e a Malta! E na hora da despedida um “ até para o ano malta…”

 

Nuno Espinal

 

 

 

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 29 Maio , 2011, 10:24

 

 

 

Tudo a corria acima das expectativas, com muito público, atractivas ofertas dos expositores e excelentes exibições dos grupos convidados, (Tuna da Cantares de Coja e Rancho Folclórico de casl de S. João encantaram o úblico) quando uma nem muito pronunciada trovoada, acompanhada, contudo, de um persistente aguaceiro entre as 20 e as 22 horas, terminou abruptamente a apreciadíssima exibição da Filarmónica de Arganil, pôs muita gente em debandada e forçou a que o espectáculo do grupo de fados acabasse por ter de se realizar dentro da Capela da Misericórdia, pequena demais para todos aqueles que ainda assim tornaram a afluir ao recinto da Praça.

 

Foi pena. O esforço e trabalho investidos mereceriam outra compensação. Mas a natureza é pródiga nestes contratempos. Ainda assim, apesar desta contrariedade, a noite de Sábado da “Mostra” manteve um grande nível, com um excelente espectáculo de fados de Coimbra e Lisboa, meritoriamente interpretados pelo Grupo de Fados de Loriga, apoiados na apresentação pelo nosso conhecidíssimo homem do RCA, José Conde.

 

Nuno Espinal

 

 

 


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Maio 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13

15
21

24



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds