publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 25 Janeiro , 2011, 11:01

Reagindo a um apontamento meu, publicado há dias sobres as mimosas, Abílio Pereira questiona na página do Facebook do Miradouro: Perversas as mimosas? Para uns talvez, para outros sagradas.

De facto, as mimosas (acácias) são, na interpretação bíblica, uma árvore com simbologia e conceituada no domínio do sagrado. Mas, não deixando de lhe reconhecer esta condição, trata-se tão só de um mero artificialismo, algo que provem de uma criação interventora do Homem.  

Aquilo que é a realidade marcante ressalta, sobre as mimosas, da sua característica de árvore invasora e resistente, com uma facilidade de propagação impar. Por outro lado, no domínio da afectação dos sentidos, a mimosa é de uma beleza cativante, em especial quando na sua fase de floração. Daí a sua perversidade.

Mas esta evocação do sagrado por parte de Abílio Pereira, leva-me a uma imagem que registei em foto, obtida no último 24 de Junho em Vila Cova. Numas janelas de uma casa da Rua Direita, quando passava a procissão de S. João, deparei com duas colchas estendidas em saudação ao cortejo, numa manifestação de religiosidade e exaltação do sagrado. Na parte superior de uma das janelas uma bandeira de Portugal. É que nessa altura a nossa selecção disputava o Mundial na África do Sul e de acordo com a velha sugestão “scolariana” esta era uma prática de saudar a equipa nacional e exaltar o espírito nacionalista.

Da simbologia desta exposição do sagrado e do profano poder-se-ia sacar esta conclusão: eis-nos na representação de uma prece dirigida ao S. João para que intercedesse pela nossa selecção. Se assim foi, a coisa parece não ter resultado. Os “nuestros vecinos” bem fintaram as prováveis intenções do santo.  

E venha então a moral da história: Nem sempre o poder do sagrado corresponde ao melhor dos desejos profanos. Afinal, caro Abílio, como no caso das mimosas…

 

Nuno Espinal


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Janeiro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14

16
18
22

24
29



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds