publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 03 Outubro , 2010, 09:35

É compreensível que os Vilacovenses gostem de ver referida a sua Filarmónica nos variados meios de publicidade e comunicação que fazem eco das suas actuações e presenças.

Para além do mais a não menção do nome da “Flor do Alva”, quando das programações em qualquer evento em que esteja presente (do seu ou de qualquer outro agrupamento ou interventor artístico), é, perante todos os outros agrupamentos e artistas mencionados, um acto de verdadeira desigualdade de tratamento e desconsideração, merecedor de toda a reprovação.  

Vem isto a propósito de uma notícia publicada no “Jornal de Arganil” de 30 de Setembro de 2010, na sua página 5 e na coluna intitulada “Notícias de Pomares”, sobre a festa da Foz da Moura em honra de S. Francisco, realizada nos dias 1, 2 e 3 do corrente.  

Sobre a presença da “Flor do Alva” naquelas festividades total ausência de menção. Poderia ser desculpável, apesar de criticável por menor cuidado, que o autor da notícia, um tal “A. N.”, omitisse a presença da nossa filarmónica por uma mera gafe.

Mas, sendo conhecida a polémica que envolve alguns Pomarenses com a sua Filarmónica, estamos em crer que a notícia é na sua omissão intencional e, assim sendo, ofensiva dos mais elementares princípios éticos e de respeito que a Filarmónica Flor do Alva e a Comunidade Vilacovense merecem.

Não queremos arrastar para este reparo, e que isto fique bem claro, as comunidades de Pomares e de Foz da Moura, por quem sentimos a maior estima e respeito. De resto, ainda há bem pouco tempo a “Flor do Alva” realizou um memorável concerto em Pomares tendo sido magnificamente recebida pela sua população.

Nem tão pouco o próprio veiculador da notícia, o “Jornal de Arganil”, a quem Vila Cova e a Flor do Alva muito devem.

Serve apenas este reparo para não calar a indignação sentida perante o modo como foi intencionalmente tratada a Filarmónica “Flor do Alva” e, por repercussão, a própria Comunidade Vilacovense, e porque ainda queremos publicamente afirmar que não confundimos um “Todo”,  que tanto respeitamos e admiramos (as Populações da Freguesia de Pomares) com uma insignificante “parte”, sem ética e para nós desprezível.

 

Um Grupo de Vilacovenses

 

Foto: Vista Geral de Pomares  (“Rouxinol de Pomares”)     


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Outubro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

16

20

24
27
28



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds