publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 27 Agosto , 2010, 09:40

A gente de Vinhó regozija. Um filho da terra é candidato à Presidência da República. Todos se ufanam com o feito. Compreensível. É que Vinhó também passa a ser notícia. Como, por exemplo, em peça retirada do jornal “i”, na última edição de fim de semana:

 

“O candidato do PCP às eleições presidenciais de 2011 é um 'fenómeno' de popularidade na sua terra natal, em Vinhó, concelho de Arganil, onde se desloca com frequência, apurou a agência Lusa na localidade.

Na despovoada localidade, actualmente com pouco mais de 100 habitantes, situada a cerca de sete quilómetros de Côja, na freguesia de Vila Cova do Alva, todas as pessoas contactadas pela reportagem da Lusa se desfizeram em elogios ao filho da terra que entrou na corrida a Belém.

"Relaciona-se com todos. É uma pessoa especial que fala e convive connosco", contou com entusiasmo Carlos Almeida Lopes, que reside junto à capela da aldeia e convive regularmente com Francisco Lopes.

"Ele nasceu cá e estudou até à quarta classe e depois foi para Lisboa, mas sempre que pode vem cá e gosta de participar e ajudar nas iniciativas da aldeia", referiu ainda Carlos Lopes, antigo trabalhador da EDP.

Armando Silva, emigrante na Bélgica, fala do candidato comunista "como uma excelente pessoa, educada, que tanto fala ao pobre como ao rico, e interessada em saber como vão as colectividades" da aldeia.

"Conheço-o praticamente desde que nasci. Sempre teve boas relações com o pessoal cá da terra", sublinhou.

A candidatura de Francisco Lopes é "um elogio para a terra", nas palavras de Idalina Madeira da Silva, no que é corroborada por Deolinda da Conceição Neves: "numa aldeia pequena como esta toda a gente fica satisfeita".

Noutro ponto da aldeia, António Marques Gaspar, de 74 anos, refere-se também de forma entusiástica a um homem que até "nem é do mesmo partido"."Só tenho bem a dizer dele e da sua família que era muita boa gente. É um bom rapaz e toda agente gosta dele", afirmou.

Deputado eleito pelo círculo de Setúbal, Francisco Lopes, operário electricista, de 54 anos, integrou desde cedo as fileiras do PCP e tornou-se o candidato escolhido pelo Comité Central do partido para disputar as presidenciais de 2011.”

 


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Agosto 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9


28



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds