publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 14 Fevereiro , 2010, 12:17

Não é fácil lidar com crianças e digo-o pelo reconhecimento de, nesta lide, me sentir bem inábil. E muito menos fácil quando o que se pretende ensinar nem sempre é algo fruído, algo prazenteiro.

Eis o caso, por exemplo, da aprendizagem de música. Aprender música, solfejar, estar pregado a uma cadeira a soprar um pífaro, durante duas ou mais horas, isto, para uma criança, poderá ter o seu quê de fastidioso, de maçador.

Mas…

Na “Casa da Música” da Flor do Alva esta teoria perde, em absoluto, consistência. Basta constatá-lo. Foi o meu caso. Assisti ao ensaio das crianças que aos sábados, de tarde, vão ganhando saber e gosto pela música. Fazem-no em ambiente desinibido e, sente-se, estão ali por prazer.

Motivo para esta adesão da miudagem? Um nome: Maestro António Simões. Amável, compreensivo, gesto meigo, palavra amiga, sabe conquistar, atrai o gosto das crianças.

São cerca de dez, os que compõem este grupo da pequenada da “música” oriundos de Vila Cova e arredores.

 

“O principal objectivo é a formação de um coro infantil. A aprendizagem instrumental é uma primeira etapa. Agora há que ensaiar, é tudo uma questão de tempo. Em princípio, em 25 de Abri, farão a sua apresentação aos vilacovenses.” disse-nos António Simões .

 

 

 

Nuno Espinal

    

 


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Fevereiro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9

15

24
27



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds