publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 08 Janeiro , 2010, 08:15

É para mim um privilégio, pelo que de honrado me sinto, ser empossado no próximo Sábado como membro dos corpos sociais da Associação Ambiental Alerta. Sempre fui e serei sensível às questões ambientais e tenho trazido ao “Miradouro” abordagens que as destacam, quer quando se inserem numa dimensão que é de todos os lugares deste mundo, quer quando se referem particularmente ao que ocorre em espaços que nos são próximos e até “intra muros”.

Entretanto, a necessidade de conservar a natureza não é alheia, bem pelo contrário, à defesa do ambiente, já que um ambiente agredido afectará sempre a natureza, pela introdução de elementos antrópicos, os quais lhe são hostis.

É por isso que referimos a decisão da Câmara de Arganil de candidatar o espaço da “Fraga da Pena” a um concurso que elegerá “as sete maravilhas da natureza em Portugal”, salientando a relação entre natureza e ambiente, ainda que a natureza adquira aqui uma perspectiva redutora, que se fica pelo imediatismo da paisagem. A natureza tem de facto um mais lato conceito, que está para além da paisagem, paisagem quando especialmente apelativa ao sentimento estético. A própria palavra “maravilha” utilizada no título do concurso remete para uma restrição do conceito natureza e suscita as candidaturas à apresentação de meros modelos paisagísticos, na tal perspectiva de apreciação estética. Contudo, nada a reprovar porque quem ditas as regras deste concurso assim o quis. E, “en passant”, nada a reprovar relativamente à escolha da Câmara, já que a “Fraga da Pena” até recolhe total consensualidade, assim o julgo, em termos de apreciação estética, de entre os munícipes.

Mas, o que importa salientar é que mais que a paisagem, na sua impressão imediatista e meramente visual, há que defender a natureza na sua envolvência mais lata, em plena  consciência da defesa e aplicação de princípios ambientais.

Mas aqui há défices de intervenção que se imputam às autoridades e comportamentos censuráveis que responsabilizam o próprio cidadão. E desgraçadamente, perante a nossa impotência, atitudes deploráveis dos grandes poderes deste mundo. A recente cimeira de Copenhaga é, nos seus resultados, um verdadeiro drama para a humanidade.

E recresce a apreensão: Que vai ser do futuro deste planeta azul?…

 

Nuno Espinal

 


comentários recentes
Muito bem! Gostei. Contudo falta referir muitos pe...
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
Janeiro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
16

19




pesquisar neste blog
 
subscrever feeds