publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 18 Dezembro , 2009, 23:27

Vão longínquos os dois Natais que passei em Vila Cova. O primeiro, já lá vão mais de 50 anos, foi motivado pelas férias escolares do Natal. Vivia então nessa altura em Bencanta, Coimbra. Lembro-me que, quando me despedi do meu Pai, deitado no leito de enfermo, apenas me fez um aceno, muito cabisbaixo, muito dorido pela ausência que esses dias lhe motivavam. Inocente, não me apercebi da dimensão dessa postura. O facto de fazer uma viagem, o mudar de ares, eram por si só razão para alguma euforia da minha parte. Depois, lá vinha a noite de Natal, com os preparos festivos tão próprios dessas horas, num afã muito enternecedor que ainda hoje cultivo com muito empenho. Por essa altura o meu avô comprava um cordeirinho para que eu e meu irmão o levássemos em oferenda para o Menino Jesus. E as horas que antecediam a Missa do Galo passávamo-las numa perfeita adoração do animal, passando horas com ele ao colo, afagando-o incessantemente. Naquelas poucas horas criávamos pelo cordeirinho um laço tão forte que apenas faltava dormir com ele na nossa cama. E lá íamos depois à Missa do Galo, revezando-nos com o transporte do animal sobre o nosso pescoço, qual cachecol que nos aquecesse naquelas noites gélidas das cercanias da Serra. E por aí fora com o desembrulhar das prendas, com as iguarias sobre a mesa e tanta, tanta emoção. No dia de Natal após o almoço, rumava-se então à praça para que, em roda do cepo que ardia, se procedesse ao leilão das oferendas. Chegada a vez do cordeirinho, aí ficávamos lavados em lágrimas, motivadas pela separação que o ritual impunha. Uns últimos carinhos no ternurento animal e o desencanto a apoderar-se de nós. Depois era o voltar a normalidade e o anseio pelo regresso a casa. Regresso esse que não aconteceria.

O meu Pai faleceria a dois de Janeiro.

Um Bom Natal para todos os que têm Vila Cova no coração.

Quim Espiñal

 


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Dezembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

16
19




pesquisar neste blog
 
subscrever feeds