publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 15 Novembro , 2009, 22:12

Está afixada publicamente convocatória, aos associados da Santa Casa de Misericórdia de Vila Cova de Alva, para uma Assembleia Geral, que se realizará dia 29 de Novembro, no Edifício do Centro de Dia, com a seguinte Ordem de Trabalhos:

Discussão e Votação do Orçamento e Programa de Acção para o ano de 2010. 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 15 Novembro , 2009, 10:02

 

Chama-se António Simões e vem de Seia, com um conjunto de credenciais e currículo que são um verdadeiro certificado de que a Flor do Alva vai continuar garantida, em qualidade musical, (relativize-se a dimensão) nos próximos tempos. O ensaio de ontem, Sábado, já deu para deixar percebido que assim vai ser.

A expectativa, entre os executantes da Filarmónica, era grande. Cedo se atingiu o “estar” do novo maestro. Cordato, afável, de trato diplomático, sério no trabalho.

A música, para ele, deve ser entendida na espiritualidade que sai da cada nota, para que a moldura da orquestra, a cada momento, cante a expressão musical da partitura.

Deixem cantar as notas, repetia insistentemente.

Percebe-se-lhe uma atitude pedagógica, na crítica que nunca descurará em termos toleráveis e no elogio adequado e motivador, quando, por exemplo, dirigiu estas palavras à jovem do xilofone:

Tocas muito afinado. As notas estão lá todas, sem falhas. Claro, falta-te técnica, tens de aprender a suavizar mais a batida.  Mas, isso é um aspecto que havemos de corrigir…

Tocaram -se músicas do actual repertório, deu-se o lamiré de umas novas, estas já trazidas pelo maestro. Músicas por exemplo dos “Abba”, que todos conhecem de ouvido.

O ensaio prossegue, gera-se uma empatia crescente, a confiança recíproca alicerça-se.

Vamos ter Música "à séria", dizia-me José Raimundo, com aquele seu sorriso de mias uma batalha ganha…  

 

Nuno Espinal

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 15 Novembro , 2009, 08:34

As cerimónias religiosas que anualmente consagram a Santa Casa de Misericórdia e evocam os irmãos falecidos da Irmandade realizaram-se ontem, Sábado, na Igreja do Convento, com o já habitual alheamento da população.

De entre os vários actos deste acontecimento religioso há a destacar uma curta procissão que descendo ao segundo patamar da Igreja retorna ao Templo, com algumas paragens em que o celebrante, o Sr. Padre Cintra, invoca algumas reflexões e súplicas, e que na simbologia católica é denominada de “Percursos da Vida”.  

Refira-se ainda que o Sr. Padre Cintra, numa sua intervenção discursiva aos fiéis, destacou o papel dos dirigentes da Santa Casa, muitas vezes “vítimas de injustas atitudes e ingratidão de alguns”.

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 14 Novembro , 2009, 14:06

O nome não é bem assim, mas pela parecença fonética chamam-lhe Dani.

É senegalês e trabalha nas obras em Coja.

Quando em campo, envergando a camisola do Vilacovense, ouve-se dos adeptos palavras de incitamento como «força Chissoco», «a bola é tua Chissoco», «corre Chissoco».

O Dani corre que se desunha, às vezes mais que a própria bola. E no seu estilo peculiar vai concitando a simpatia geral, até porque é um raro africano nestes campeonatos do Inatel.

Esta vivência, que acaba por ser dos nossos quotidianos, vale pelos afectos.

Racismos? Xenofobias? Discriminações? Para estas questões, uma simples resposta: “vai de retro satanás”.

 

Nuno Espinal

(Na foto: Dani com o Sr. Carlos Antunes, Presidente do Vilacovense)

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 13 Novembro , 2009, 09:20

Os dias, ainda de temperatura amena, têm-no permitido. Ali passam horas, conversam disto e daquilo, casas da Rua da Ribeira e árvores da Mata do Convento em cenário de fundo.

Todos os dias as cumprimento, por vezes com algum espaço para alguma cavaqueira, quase sempre as recordações.

“A sua mãezinha – era tão bem disposta! E o seu avô, o Quinzinho? Que jóia de pessoa. A sua avó, essa, era um bocadito mais torta! Lembra-se do meu homem? Aquilo é que eram tempos! Ai , tantas saudades, tantas saudades! " 

Há dias não estava a Dª Isaura. Um problema surgido levou-a aos Hospitais da Universidade. Passou lá uma noite…

“Então Dª Isaura?”

“Felizmente, sinto-me bem. Parece que o pior, para já, passou. E fui muito bem tratada. Muito bem tratada. Médicos, enfermeiros, todo o pessoal, não podiam ser melhores! Gente boa! É verdade. Gente mesmo boa!”

Neste mundo de tanto dito maledicente juro-vos que me soube bem ouvir isto. Soube-me mesmo bem…

 

Nuno Espinal

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 12 Novembro , 2009, 15:52

Coitado do S. Martinho! Associam-no a castanhas, a água-pé, a jeropiga, a rambóia, até a dias de Verão, num muito variado léxico de coisas prosaicas, sem que, em concreto, quanto à sua virtuosidade e religiosidade nada seja dito! Pergunte-se a um dos mais devotos fiéis o que sabe do santo e a resposta não fugirá a associações àquelas imagens. Este Santo, de tão articulado a coisas de similitudes hedónicas, quase nem parece Santo.

Contudo, foi um homem, no seu tempo, de grande afirmação solidária. Acima de tudo amigo dos desprotegidos e dos pobres. E a tal ponto o foi que é hoje em França o Santo mais popular entre todos. Como que um Santo António dos franceses.

É por isso que ontem, dia de celebração do santo, em que se comem castanhas e se bebe vinho novo, água-pé e jeropiga o magusto dos utentes da Santa Casa fez todo o sentido. Celebravam, é certo, a Tradição. Mas, neste dia 11 de Novembro a Tradição é S. Martinho. E S. Martinho é Solidariedade.

 

Nuno Espinal

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 11 Novembro , 2009, 10:19

Quando lhe batemos à porta nunca se nega. Sempre pronto a ajudar. E oferece-nos os préstimos naquilo que sabe e faz muito melhor que nós.

 

“Se a Santa Casa apoia a minha mãe, era o que faltava que eu não apoiasse a Santa Casa.”

 

Nome: Luís Manuel Pais dos Santos.

 

Obrigado amigo!

 

 

 

Assina: Mesa Administrativa da Santa Casa de Misericórdia de Vila Cova de Alva

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 10 Novembro , 2009, 08:58

Missa/Igreja do Convento/2008

 

Perante a ausência de população no acto litúrgico celebrado, perguntava-me alguém, faz agora um ano, se havia justificação plausível para a celebração da Missa que anualmente é mandada rezar pela Santa Casa de Misericórdia e a qual serve, primacialmente, de evocação de todos os irmãos “ex ante” falecidos.

 

No fundo, pretendia equacionar, esse meu interlocutor, ao que presumi, se não estávamos perante o esgotamento de uma Tradição, já que o próprio povo, ao não participar o acto, (eram muito poucos os fiéis na missa) não estava a desconsiderar a razão de existir dessa mesma Tradição.   

 

De facto, a Tradição é uma herança que uma comunidade recebe de antepassados seus e, por vontade própria, ou lhe dá continuidade e a permanece, ou, dela se alheando, não a substanciando, a deixa extinguir-se.

 

Mas, aqui o caso é outro. A haver Tradição quem a permanece, ou não, é apenas e não mais que a própria Santa Casa. Como alguém que manda rezar missa por alma de familiares seus, assim, também, a Santa Casa o fará pela alma de “irmãos” seus. Dará continuidade, pois, até por imperativo de religiosidade, à sua Tradição.

 

A Missa terá lugar no próximo Sábado, dia 14, às 10 horas e 30 minutos, na Igreja do Convento e será celebrada pelo Sr. Padre Cintra.  

 

 

Nuno Espinal

 

Procissão/Igreja do Convento/2008


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 09 Novembro , 2009, 01:22

Aldeia das Dez 0     Vilacovense 1

 

O Vilacovense, na sua deslocação a Aldeia das Dez, cumpriu quanto baste e arrecadou o que lhe competia: a vitória. E assim fosse em todos os jogos, ainda que a exibição estivesse bem aquém do que se sabe ser possível e expectável por parte da equipa. Mas há uma razão que pesa e justifica esta menos conseguida exibição: a reduzida dimensão do campo, praticamente nos mínimos toleráveis pelas regras.

Nestas circunstâncias, o jogo foi quase sempre afunilado, com excessiva concentração de jogadores, passes mal medidos e a bola, em vezes em exceso, a sair pelas laterais.  

Ganhou o Vilacovense e ganhou bem, já que se mostrou a equipa mais estruturada, em especial no sector defensivo. A vitória foi conseguida com um golo obtido por Paulo Sérgio, na conversão de uma grande penalidade, por mão de um adversário dentro da grande área, passavam cerca de 25 minutos da segunda parte.

Nada a apontar à equipa de arbitragem, de resto com um trabalho simplificado face à correcção os jogadores.

 

A equipa alinhou:

 

Guarda-Redes: Paulo Henriques;

Sector Defensivo: Kikas, António Cruz, Marco Oliveira e Filipe;

Meio Campo: Marco Paulo, Wilson, Paulo Sérgio e Hugo Ferreira (António Assunção aos 72 minutos);

Avançados: Rui Mota (Dani aos 54 minutos) e Marco António.  

 

Massagista: Fernando Figueiredo.

Director presente: Carlos Antunes.

 

 

Nuno Espinal

 

 

 

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 09 Novembro , 2009, 00:12

O Miradouro pode informar com segurança que o maestro Ricardo Calado deixou, desde hoje, Domingo, a regência da Flor do Alva, ainda que a Direcção da Filarmónica não tenha emitido até ao momento qualquer comunicação formal sobre o assunto.

O maestro Ricardo Calado, que desde 6 de Janeiro de 2008 tomou a batuta da Flor do Alva, ainda hoje dirigiu  a nossa Filarmónica, na sua participação nas comemorações do 115º aniversário da Filarmónica de Barril de Alva.

A saída de Ricardo Calado que, ao que sabemos, vai passar a dirigir uma Filarmónica de Seia, não nos colhe de surpresa já que ele próprio nos tinha dado a informação, em Setembro passado, de que ia deixar a Flor do Alva.

Ao que ainda pudemos apurar, no próximo Sábado o ensaio da Flor do Alva já contará com um novo maestro.

 

Nuno Espinal

     

 


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Novembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9

18




pesquisar neste blog
 
subscrever feeds