publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 06 Setembro , 2009, 12:24

Victor Nunes é uma referência do concelho, em especial da freguesia de Coja, (natural da Esculca) por tudo aquilo que tem dado ao fado de Coimbra, através de uma voz com um timbre admirável e que os seus 74 anos mantêm na íntegra.

Ontem foi homenageado no Pavilhão Gimno-Desportivo de Coja, pela Junta de Freguesia local, num jantar que reuniu mais de 100 amigos e admiradores seus.

Houve discursos, nos quais se incluíram os dos Presidentes da Junta e da Câmara e, após o jantar, dois grupos vindos da eterna cidade do Mondego interpretaram fados de Coimbra, perante uma assistência que, em religioso silêncio, se deleitou com cantos quase todos tradicionais e alguns do período contestatário ao regime da ditadura.

 

NE

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 06 Setembro , 2009, 01:21

Poema ao meu Pai--Manuel Carlos "O Renato"

               

FELIZ ANIVERSARIO.

 

Conheci o cheiro dos teus cabelos brancos,

embevecido pela sabedoria,

filha dos longos anos,

gerado pela pureza e pela beleza de cada dia,

de cada ano, que irradia a busca dos nossos planos.

 

Conheci tuas mãos que as minhas afagaram

de forma branda e de avisos serenos,

amenos de felicidade e de compreensão

assim como um poema ou uma canção.

 

Conheci o teu sorriso, o mais puro e verdadeiro,

sem metade, sem sombras, apenas único,

por inteiro, vindo da mente quente de um ser querendo ser assim,

como o último, assim, como o primeiro.

 

Conheci neste pouco tempo o tudo de ti

em todos os momentos vividos e sentidos

na saudade que hoje choro e me faz sentir.

 

Na alegria por ter sido eu e ainda ser teu,

no prazer por ter a minha vida entrelaçada à tua e

na certeza crua de que não sou e não serei mais eu.

 

Muitos Parabéns PAI

Amo-te

 

Manuel Ribeiro e Laurine

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 05 Setembro , 2009, 09:02

A equipa do Sr. José Martinho está em plena actividade na construção de um parque infantil no Largo da Escola. A obra, que deverá estar concluída até finais deste mês e é da responsabilidade da Junta de Freguesia, está envolta em alguma polémica com os argumentos de que não há em Vila Cova número de crianças que a justifique e de que as suas acessibilidades são pouco encorajadoras a pessoas idosas que poderiam acompanhar os netos em função de vigilância. Por outro lado há os que a defendem com o fundamento de que basta haver uma única criança para que a construção dos vários equipamentos que a compõem se justifique.

 

NE

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 04 Setembro , 2009, 12:35

Sinto-me envaidecido com o número de visitas que acedem ao “Miradouro”. É natural que assim seja, julgo, e não tenho qualquer rebuço em o manifestar. A vaidade, em limites consensualmente toleráveis, é sintoma de amor-próprio, indissociável da nossa própria afirmação social.

Ora, nesta senda, é absolutamente aceitável que promova, sempre que tal estiver ao meu alcance, algum dos chamarizes que podem contribuir para que esse número de visitas aumente.

Tenho em meu poder um texto, devidamente assinado, escrito por alguém que, numa óptica totalmente partidária, tece considerações muito pouco abonatórias, por vezes de uma crítica feroz, a candidatos autárquicos do concelho de Arganil e da freguesia de Vila Cova. A publicá-lo, tenho a certeza, multiplicaria consideravelmente o número de visitas ao Miradouro. Não o vou fazer, contudo. Prezo, e a ele me submeto ajuramente, o princípio da exclusão total de textos de “partidarite” política. O Miradouro pretende ser um factor de união, com abertura total à opinião e à crítica, é certo, mas nunca na perspectiva partidária. E pronto. Sobre isto estamos esclarecidos.

Mas ainda assim não me coíbo de contar uma pequena história que diz bem da necessidade de evitarmos belisques às sensibilidades, ainda que o ambiente, neste caso, passe dos partidos políticos à paixão futebolística.

Aqui há uns tempos a minha Briosa foi ao estádio da Luz e deu três ao Benfica. Recordam-se? Exultei, como está bem de perceber, com tamanha proeza e manifestei a minha euforia num texto no Miradouro. Pois é! Só que houve benfiquistas que amuaram e, como os do Glorioso são muitos, as “audiências” ao Portal baixaram consideravelmente. Pazes feitas, tudo voltou ao mesmo e eu aprendi a lição.

É que, se até no futebol quanto mais com "partidos"...

Ah! Só mais um pequeno detalhe. O Portal Miradouro é propriedade da Santa Casa de Misericórdia de Vila Cova de Alva. Um pequeno detalhe, mas que faz toda a diferença, relativamente a outros blogues e portais.

 

Nuno Espinal

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 03 Setembro , 2009, 08:24

Estávamos nos anos cinquenta. Vila Cova era, então, bem diferente.

Uma população de 400 a 500 pessoas, fechada, muito ensimesmada, afeita aos avoengos valores da época, os que a moral vitoriana consagrava, o império do respeito, num ramerrame quotidiano em que a agricultura dominava e ocupava a quase totalidade da força de trabalho.

Na pacatez e vivência costumeira do dia a dia, do ano a ano, surgiu, certa vez, uma esquisita “coisa”, nunca antes vista, que despertou o entusiasmo dos mais jovens e fez desconfiar a respeitada patriarquia da aldeia.

A tal coisa era afinal, nem mais, nem menos que uma mera “mesa de ping-pong”.

Dedicou-se a rapaziada, os jovens da aldeia, à prática e usufruição do correspondente jogo. Ora, após uns joguitos, umas “pinguepongadas”, os mais hábeis começaram logo a sobressair, a merecer a admiração dos outros.

João (nome fictício) era um dos modelos, era mesmo o melhor. Entusiasmou-se. E, todos os momentos em que, aos afazeres, se escapulia, lá ia ele, veloz que nem uma seta, bem direitinho ao obcecado estádio da sua glória.

Soube o pai, o Ti António, desta sua impertinência. Entrou em desvario. ” O quê, pode lá ser? Eu dou-lhe a parvoeira! Vícios? Era só o que me faltava! Deixa lá que já vais saber…

Pensou-o e nem perdeu muito tempo. Certa vez, irrompeu, furibundo, na improvisada sala de jogo e logo, ali logo, apanhou o João em pública exibição das proezas. A intempestividade da investida foi de tal ordem que em resposta obteve desde logo um total silêncio e um percebido medo. A raquete de João estatelou-se sem apelo. A bola, a pequena bola branca, até parece que, de medo, se pisgou lá bem para os fundos.

Ti António dirigiu-se, encarniçado de raiva, ao rapaz. Agarrou-o, uns vigorosos abanões, os colarinhos da camisa esfarelada de António numa fona e, fulminante, vociferou-lhe:

“Ah malandro. Já para casa! Ai de ti, ai de ti se te apanho aqui outra vez! Ai de ti! Ficas proibido, ouviste bem, ficas proibido de jogares esta coisa maldita do…pim pam pum.

 

 

Nuno Espinal

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 02 Setembro , 2009, 03:11

Estranhamente, os incêndios que têm ameaçado a zona florestal, nas cercanias de Vila Cova, surgem já de noite, quando as condições naturais são as menos propícias para as suas deflagrações.

Foi assim que aconteceu anteontem, cerca das 22 horas, em zona da estrada que acede à Capela do Alqueidão e ontem, cerca da meia noite, entre a Digueifel e Vila Pouca da Beira, em área coberta de pinheiros e eucaliptal.

A prontidão com que acorreram os bombeiros contribuiu para que as chamas não alastrassem e os incêndios fossem rapidamente circunscritos.

Fica a suspeita de fogo posto ou de imprevidência humana, até porque a fresquidão das noites, que já se faz sentir na região, em nada terá sido propícia à ocorrência destes incêndios.

 

N.E. 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 01 Setembro , 2009, 12:17

Há dias, o Sr. Armando Lourenço, comentava, em conversa entre amigos, a importância que lhe significou o “Miradouro” quando esteve radicado, por razões profissionais, em Angola. Confesso que me soube bem ouvir estas palavras, as quais, a par de outros comentários de apreço, são para mim um incentivo, em especial quando, em dias de cansaço, se me torna por vezes quase penoso arranjar ideias para o espaço “Notícias”.

Do mesmo modo, registo as mensagens (abaixo publicadas) que foram enviadas pelo Sr. Manuel Ribeiro, também ele ausente do país por imperativos profissionais e, ao que presumo, leitor constante do Miradouro, pela avidez com que recebe notícias da sua Vila Cova.

Aos dois o meu muito obrigado, um obrigado que torno ainda extensivo a todos os que têm do Miradouro um “amigo” do dia a dia.  

Nuno Espinal

 

Mensagens recebidas do Sr. Manuel Ribeiro

“GOSTEI…é preciso chatear

Com todo o respeito, venho felicitar o Dr. Nuno Espinal pelo seu artigo (é preciso chatear).

Nós, povo de Vila Cova de Alva, estamos muito atrasados em relação aos nossos vizinhos.

Temos que lutar e ter esperança.

Muito obrigado Dr. Nuno.

À MALTA JOVEM

 

Força ai Juventude!”

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 01 Setembro , 2009, 07:49

XXVIII FICABEIRA (FEIRA INDUSTRIAL, COMERCIAL E AGRÍCOLA DA

BEIRA SERRA) E FEIRA DO MONT’ALTO 2009

 

PROGRAMA

 

Dia 04 de Setembro – Sexta-Feira

 

09h00 - Inicio do III Torneio de Ténis (Campo de Ténis do Parque de Campismo de Sarzedo).

16H00 - Inauguração da Exposição de fotografia e pintura “Sentidos”, de Fábio Marques, na

Sala Guilherme Filipe – Casa Municipal da Cultura

18h00 – Sessão Solene de Abertura da XXVIII edição da Ficabeira e Feira do Mont’Alto 2009,

no Salão Nobre dos Paços do Concelho

19h00 - Inauguração XXVIII edição da Ficabeira e Feira do Mont’Alto 2009

22h00 - Angélico

01H00 – Fecho da FICABEIRA

 

Dia 05 de Setembro – Sábado

 

09h00 - III Torneio de Ténis (Campo de Ténis do Parque de Campismo de Sarzedo).

15H00 - Abertura da FICABEIRA

17h00 – Jogo de apresentação da equipa Sénior da Associação Atlética de Arganil, com a

equipa do Nogueirense (Campo Dr. Eduardo Ralha, em Arganil)

22h00 Deolinda

00h00 – Espectáculo Piromusical

01H00 – Fecho da FICABEIRA

 

Dia 06 de Setembro Domingo

 

09h00 - Inicio do III Torneio de Ténis (Campo de Ténis do Parque de Campismo de Sarzedo).

10H00 – Inicio do Torneio de Iniciados com a participação das equipas do Nogueirense,

Brasfemes, e Académica de Coimbra, no campo de futebol Dr. Eduardo Ralha, em Arganil

15H00 - Abertura da FICABEIRA

16h00 – Finais do Torneio de Iniciados

22h00 -Toy

01H00 – Fecho da FICABEIRA

 

Dia 07 de Setembro Feriado Municipal – Segunda-feira

 

09h00 - Inicio do III Torneio de Ténis (Campo de Ténis do Parque de Campismo de Sarzedo).

10h00 - Concurso de Gado Bovino de Trabalho, a realizar no Paço Grande

15H00 - Abertura da FICABEIRA

16h00 - Sessão solene comemorativa do Dia do Concelho, a ter lugar no Salão Nobre da

Câmara Municipal de Arganil.

17h00 – Final e entrega de prémios do III Torneio de Ténis (Campo de Ténis do Parque de

Campismo de Sarzedo).

18h00- Inauguração do Centro Escolar de Côja.

22h00 - Rita Guerra

01H00 – Fecho da FICABEIRA

 

Dia 08 de Setembro Terça-feira

 

19H00 - Abertura da FICABEIRA

21h30 – Gomape Music

23h00 – Fecho Ficabeira

23h00 – Serenata Monumental com o Grupo Cancioneiro de Coimbra, na escadaria do edifico

dos Paços do Município de Arganil

Encerramento dos festejos

 


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Setembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

17

20



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds