publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 10 Setembro , 2009, 15:57

As noites de Agosto foram passeadas, estrada abaixo, estrada acima, por vários grupos, que aproveitavam a temperança refrescante e amenizadora dos abrasados calores do dia. Éramos alguns, mesmo muitos para o habitual esvaziado da terra.

O meu grupo de passeantes estendia as suas passadas até ao entroncamento, onde permanecia em tertúlia no miradouro.

Conversávamos sobre tudo e, já cinquentões e até sexagenários, divertíamo-nos com as narrativas das muitas histórias, algumas retiradas do nosso álbum de recordações dos verões de Vila Cova.

Entretanto, chegados os últimos dias do mês foi-se dando a debandada.

Ainda assim, as noites, já mais frescas, têm-se continuado convidativas ao passeio. Os três, que desse grupo restamos, temos mantido estas “movidas” nocturnas, com prazer reforçado pelas últimas noites de um luar cheio e prateado.

Mas não tarda que uma implacável fresquidão nos force ao aconchego da casa, com as chaminés a fumegarem negas à friagem que o Outono, já breve, nos vai trazer.

É assim a vida, há quem diga. E diz mais: O Natal está quase aí, pr’ó Natal é só um instante…

 

E isto apoquenta-me. O tempo é tão rápido e breve!

 

 

Nuno Espinal

 


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Setembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

17

20



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds