publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 02 Julho , 2009, 09:31

 

Na nossa peça de ontem, sobre a passagem de um aeroplano na região, ocorrida no ano de 1932, publicámos apontamentos que a propósito escreveram correspondentes da “Comarca de Arganil”. Um deles, o de Cavaleiros de Baixo (Fajão), referia o seguinte: “É a terceira vez que por aqui passam aves tão gigantescas”.

A frase entregou-me à reflexão, até pelo cotejo entre aquele tão simplório, para os dias de hoje, objecto voador e toda a diversidade de naves espaciais de extraordinárias performances, que, na actualidade, exploram o universo, a velocidades horárias de muitos milhares de quilómetros e autonomia de voo a perder-se de anos.

E esta tão surpreendente evolução tecnológica, ocorrida em menos de um século, multiplica-se em muitos outros domínios, tornando o mundo de hoje irreconhecível comparativamente ao dos anos trinta, em que então um tão “espantoso” aeroplano sobrevoava a região.

E enquanto me absorvia nesta medita, fui confrontado com o quadro de um pequeno grupo de senhoras idosas, todas em silêncio, entregues a si próprias nos seus pensamentos que, não fora males físicos e outros de que por vezes padecem, diria que de verdadeira “áurea mediocritas”, ou seja na ideia de que a vida deve viver-se com o que se tem, sem necessidade de a mais se aspirar.

Tecnologias? Tudo lhes passará, compreensivelmente, ao lado, pouco sabendo dos avanços impressionantes do mundo de hoje, elas que já eram gente ao tempo da passagem do tal aeroplano. A tecnologia, no que de directo praticam e absorvem, é-lhes não mais que um simples clique em interruptor de luz ou as manhãs televisivas de “gouchas” e quejandos.

Nem tão pouco serão, por esta passividade, “imigrantes no tempo” segundo a imagem expressiva de Margaret Mead  (o Conflito de Gerações) de que não me dispenso de apresentar um curto trecho do seu pensamento:

 

“Hoje em dia todos os que nasceram e foram criados antes da segunda grande guerra são imigrantes no tempo – como os seus antepassados o foram no espaço – que lutam para apanhar as condições estranhas da vida numa nova era. Como todos os imigrantes e pioneiros, estes imigrantes no tempo são portadores de culturas mais antigas. /…/Quem quer que sejam estes imigrantes cresceram em céus através dos quais nunca brilhou nenhum satélite. /…/ Neste sentido, de nos termos mudado para um presente para o qual nenhum de nós estava preparado /…/ deixámos os nossos mundos familiares para vivermos numa época em condições que são diferentes de qualquer das outras que nós já conhecíamos. “   

 

Nuno Espinal

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 02 Julho , 2009, 01:37

A Ministra da Saúde, Ana Jorge, estará em Arganil sexta-feira a fim de presidir à apresentação do novo “Serviço de Urgência Básico” que entrou ontem em funcionamento.

Entretanto, sobre este “serviço de saúde” respigámos o seguinte apontamento do Diário das Beiras:

O Serviço de Urgência Básico (SUB) do Centro de Saúde de Arganil entra hoje em funcionamento, destinando-se ao atendimento de situações urgentes numa lógica de proximidade para com as populações. Este novo serviço, que funcionará  24H00, integra a Rede de Referenciação de Urgência/Emergência, conforme o despacho nº 5414/2008, do Ministério da Saúde.

A nível de recursos humanos , o SUB de Arganil integra dois médicos, dois enfermeiros e um técnico de radiologia em serviço permanente. No que respeita aos equipamentos este novo serviço de urgência vai dispor de RX digitalizado, electrocardiógrafo com capacidade para telemedicina, monitor-desfribilhador com ligação directa ao Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do INEM, análises clínicas e equipamento para pequena cirurgia e traumatologia.

 


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Julho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11





pesquisar neste blog
 
subscrever feeds