publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 10 Junho , 2009, 12:11

O tempo chuvoso e cinzento desmotiva a recordações dos meses de férias de antigamente. Mas é um facto que já estamos em Junho e nesta altura, há mais de quarenta anos, já Vila Cova recebia alguns veraneantes, em especial a rapaziada estudante vinda de Lisboa. A aldeia ganhava outra animação e o rio, no Salgueiral, recebia as primeiras braçadas do ano.

As “chegadas”, quase todas, aconteciam na carreira das 9 e meia da noite, vinda de Coimbra. Lá estavam os familiares, em grande número, a aprontarem efusivos e calorosos afectos, que na hora do reencontro eram instantes de emoções, lacrimosas e sorridentes, envolvidas com a azáfama das bagagens que iam sendo descarregadas, lá do cimo da camioneta, pelas mãos vigorosas do Sr. Zé Carvalho.

Ao outro dia toda a aldeia comentava: sabes quem chegou ontem? Foi fulano…vem bom, vai ficar por um mês…o filho é que fica o Verão todo…

Agosto era o “boom”, gente e mais gente, uma festa.

Hoje é tudo bem diferente. Tudo discreto, sem chama. Somos cada vez menos e cada vez mais distantes.

 

Nuno Espinal

 

Da esquerda para a direita: Toneca (António Gabriel de Almeida) José Luís, Quim Espinal, Tó Cruz, Maria Augusta Vicente, Manuel António, Nuno Espinal, Ana Kaupers, Lisboa Nunes, Elsa Oliveira e Abílio Vicente


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Junho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9



29


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds