publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 23 Maio , 2009, 03:21

 

Durante anos, mesmo que com várias gerências, foi mantendo o nome: Bar de São Sebastião. Agora deu-se a mudança. Passou a “Durraro’s Bar”. Vamos escrever este nome, contudo, na sua inspiração portuguesa: “Bar Do Raro”. Assim até se percebe a intenção. Dois dos seus gestores são da família que vive no local chamado “Do Raro”. Não se percebe é o anglicismo. Haverá alguma razão que o justifique? Por mero marketing não lhe vejo sentido. Apenas o tradicional semelhar, julgo eu, ao que lá fora existe.
 
Mas enfim, passemos antes ao que de mais significativo o Bar desde já nos oferece. A possibilidade de o podermos frequentar.
Já o visitei. Sinceramente não desgostei. Um espaço leve, simpático, moderno, acolhedor. O Balcão está enquadrado e revela, com as cores, algum bom gosto. A iluminação merece, contudo, mais atenção. Sem grandes despesas pode contribuir, se melhorada, para um ambiente de maior conforto. A acústica é que é uma verdadeira pecha. Cimento e ferros criam um autêntico emaranhado de ecos. Não é fácil, assim, manter uma conversa em tom de voz normal. E, quantos mais conversadores, mais gritada a conversa se torna. O problema, no entanto, não é irresolúvel. Recursos caseiros podem mesmo solucioná-lo.
 
Relativamente à gastronomia, o Bar promete. Para além dos petiscos normais, haverá em cada dia um prato especial. Ontem, por exemplo, foi dia de “muelas”. E outros pratos estão no rol. Dobrada, bucho, petinga, caracóis e outros mais.
 
Mas, o Bar não se fica por aqui. Pretendendo ser um espaço de convívio e confraternização quer sê-lo em ambiente descontraído e lúdico. Por isso investirá em acções que reforçarão essa finalidade, estando, como exemplo, o karaoke programado como um dos divertimentos a apresentar.
 
Por tudo o que o “Durraro’s Bar” já representa, os parabéns e desejos de bons êxitos aos seus responsáveis. E aqui ficam os seus nomes: Andreia Henriques, Margarida Dias (as duas na foto) e Paulo Ribeiro.
 
 
 
Texto e fotos: Nuno Espinal   
 

 


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Maio 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13


28



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds