publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 21 Abril , 2009, 00:55

Texto: Carlos Antunes

 

Mais um jogo disputado com muita vontade de vencer, mas por falta de sorte o Vilacovense não saiu de Alqueidão com uma vitória, o que entristeceu jogadores e equipa técnica pois foi um bom jogo, com muitas oportunidades de golos para ambas as partes, mas há que salientar a equipa de arbitragem a favorecer a olhos vistos a equipa da casa.

Numa tarde de sol, com alguns adeptos do Vilacovense que, apesar da longa distância, não deixaram de apoiar e incentivar a sua equipa.
No decorrer da partida o Vilacovense parecia estar a jogar em casa e logo aos 18 minutos Marco Gonçalves pôs o Vilacovense em vantagem no marcador. Aos 25 minutos a equipa da casa empatou o jogo o que não desmotivou o Vilacovense. Aos 32 minutos a equipa da casa volta a alterar o marcador ficando na frente (2 -1). Antes do intervalo (aos 41 minutos), o Vilacovense volta a marcar com um golo de António Cruz (capitão de equipa) que faz o empate a dois golos. Na segunda parte o jogo continua a ser bem disputado entre ambas as equipas, mas com a ausência de golos.

Aproximadamente aos 75 minutos, com um dos graves erros da equipa de arbitragem, o Vilacovense fica reduzido a 10 jogadores com a expulsão de Marco Gonçalves que pela terceira foi atingido com gravidade (podendo causar grave lesão ao nosso atleta) e ao apelar o bom senso do árbitro da partida que era a terceira vez que estava a ser agredido consecutivamente este mostra-lhe o segundo amarelo o que dá origem ao vermelho e posteriormente a expulsão do jogador sem razão. Encontrando-se o nosso jogador lesionado no terreno de jogo, necessitando de assistência, o árbitro dá ordem de entrada ao nosso massagista Fernando Figueiredo, o qual comparece, qual não é o espanto de todos, quando o Sr. árbitro auxiliar levanta a bandeirola e pede a expulsão do massagista, sem este ter feito nada para tal, apenas cumpria ordens do árbitro da partida e foi expulso sem qualquer esclarecimento do árbitro, mais uma injustiça em campo prejudicando o Vilacovense.

O Vilacovense, mesmo reduzido a dez elementos, não esmoreceu e continuou a jogar para um só objectivo...a vitória. Aos 87 minutos Marco Paulo com um potente remate leva a bola à trave, com mais uma grande falta de sorte.
 Foi uma boa partida, tendo a equipa de arbitragem como factor principal no resultado prejudicial ao Vilacovense. Uma curiosidade a salientar é que os árbitros, sempre que o Vilacovense se desloca a Alqueidão, são sempre os mesmos.

 

Constituição da equipa:

 

Guarda-redes: Paulo Henriques;
 Defesas: Kikas, António Cruz (capitão), Filipe e Sérgio Gaspar;
 Médios: Bruno Carvalho, Marco Gonçalves, Marco Martins, Paulo Ribeiro;
 Avançados: Wilson e Rui Mota.
 Suplentes: Hugo Ferreira.
 Substituições: Sai Sérgio Gaspar e entra Hugo Ferreira aos 70 minutos.
 Massagista: Fernando Figueiredo.
 
 
Directores presentes:

 

Carlos Antunes, António Cruz (jogador) e Paulo Ribeiro (jogador).
 

Próximo jogo: G.D.Vilacovense - Paradela (Lorvão) terá início às 16h00 no campo do Vilacovense.
  

 


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Abril 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9

14

23



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds