publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 24 Fevereiro , 2009, 01:07

 

Ai de nós se alguma vez a juventude perdesse a sua tradicional e secular irreverência. Porque irreverência associo-a a criatividade, a transformação. Indivíduos que atravessaram o seu ciclo juvenil desprovidos de qualquer assomo de irreverência deverão ser, no percurso da sua idade adulta, gente sem futuro, pelo menos desprovidos de interesse social, por passivos até no sentido de impulsores à inovação.

Vem este intróito a propósito de um grupo de jovens que em Vila Cova desfilou no cortejo de carnaval, integrantes do grupo “Bombos de S. Krikalho”. O termo “krikalho”, já por si, tem toda uma carga de descarada maroteira. A ponto de a locutora da Rádio Arganil, depois de o ter pronunciado uma primeira vez, o ter banido, (análise semântica percebida) sempre que anunciava o Carnaval de Vila Cova. Há em “krikalho” o intuito economicista do “dois em um”. E mais não será preciso dizer.

Mas a mim o que me surpreendeu e deixou prestes a estalar de gozo foi o quadro alegórico em que os “Bombos de S. Krikalho” se enquadraram. As fotos dizem tudo e dispenso-me a comentá-las. Toda a cena no desfile, com a chinfrineira saída dos artefactos sonoros, os bonecos sentados nas cadeiras de um suposto templo e o ícone caldense, ficará, até por um certo “non sense”, como uma das de melhor registo dos carnavais de Vila Cova.

Parabéns pela ideia, humor e ousadia.

 

PS: Tenho uma admiração especial por estes jovens de Vila Cova. Estão, como é uso dizer-se, em quase todas: Filarmónica Flor do Alva, Grupo Desportivo Vilacovense e muitas das manifestações que pelo “burgo” vão decorrendo. Ah! Um pormenor que faz todo o sentido referir: estes jovens integram ainda o Grupo Coral que muitas vezes acompanha as Missas em Vila Cova. Fazem-no com fé, com devoção.

Para todos eles, pelo muito que têm feito e fazem pela comunidade, o meu maior aplauso.

 

Nuno Espinal     

 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                        

 


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Fevereiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9


23


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds