publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 16 Janeiro , 2009, 01:03

 

Na sua edição de ontem o blog, “Rouxinol de Pomares”, relembra o desaparecimento dos pináculos do cemitério local e, a propósito, citando o ”Miradouro”, refere que também em Vila Cova houve igual ocorrência, ainda que neste caso os pináculos furtados pertencessem a um chafariz, a Fonte de S. Sebastião.
 
Obviamente que do paradeiro de tais pináculos nada se sabe. Mas tudo leva a deduzir que os dois acontecimentos tiveram em comum os mesmos rapinantes.
 
E o que é curioso é que os vários roubos ocorridos em Vila Cova, (esmolas da capela e igreja, pináculos da fonte e dinheiro do centro de dia) acabam por ter decalque, nos objectos fito dos furtos, noutras localidades e nos mesmos períodos.
 
Daí que se possa deduzir que esta ladroagem está minimamente organizada e “ataca” com objectivos bem planeados.
 
Resta-nos o consolo de saber que os das capelas e das igrejas já foram apanhados e estão sob a alçada da lei.
 
Ainda que a lei, para estes casos, segundo diz a voz do povo, seja demasiado branda…
 
 
Nuno Espinal
 

comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Janeiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13

19
23

26


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds