publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 17 Novembro , 2008, 23:53

 

- Jogo disputado no campo do Santo António de Alva numa tarde cheio de sol, com um grande número de adeptos acompanhar o Vilacovense.
 
Equipa inicial:
Paulo (guarda-redes), Kikas, Brito, Cruz, Fábio, (defesas), Filipe, Hugo, Marco Paulo, Wilson (médios), Mota e Marquito (atacantes)
Suplentes: Fábio, David, Hugo Gouveia, Nando, Antunes e Bruno Santos
Treinador/Jogador: Madeira
Desta vez o Vilacovense empatou o jogo… mas com sabor a derrota, em virtude das imensas oportunidades criadas e falhadas de forma incrível… autênticos milagres para a equipa adversária que sempre jogou para o empate.
Isso tornou-se mais evidente quando no final do jogo os jogadores do St. António de Alva festejaram euforicamente o empate no seu terreno, como se de uma vitoria se tratasse.
Não hà memória na história do Vilacovense que uma equipa lutasse tão arduamente pela vitória e com imensas oportunidades de baliza aberta para fazer o golo e não ganhasse!
Mas a sorte foi muito adversa a este rico grupo de jogadores.
Mas, como se diz, é futebol!
 
- 1.ª Parte
- Futebol jogado com muita vivacidade, com lances rápidos de ambas as equipas, com maior predominância de ataque e as melhores oportunidades da equipa visitante.
- A primeira parte equilibrada,
 
- 2.ª Parte
Começou com uma substituição na equipa do Vilacovense, tendo entrado Hugo Gouveia e saído Mota.
E foi no segundo período que o domínio da equipa de Vila Cova de Alva foi total, a lutar constantemente pela vitória, mas a sorte não esteve com os jogadores e num lance fortuito de contra ataque até podiam perder o jogo.
Algumas das oportunidades ficarão na memória dos jogadores…como foi possível saírem com o resultado em branco?
Mas, força rapazes… a equipa tem futuro!!!
- Arbitragem polémica a prejudicar o Vilacovense, com dois golos justos e limpos mas invalidados pelo juiz de linha, que por erro grave assinalou injustamente foras de jogo. Há também tardes “não” para os fiscais de linha, esta foi uma delas (honra se faça, por reconhecerem os erros no final do jogo, pois também têm o direito de errar).
 
José Nobre
 
Guarda Redes adversário permanentemente em acção
 
 

 


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Novembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9

18

25



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds