publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 01 Novembro , 2008, 23:19

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 01 Novembro , 2008, 19:39

A história do “Ti Zé da Laura”, de contornos trágico-cómicos, teve um desfecho feliz. Como feliz foi o rescaldo das vivências, nestes episódios da Guerra 1914-1918, dos irmãos (na foto) António e Albertino Nunes Mota. Também viveram peripécias bélicas em França (passe o eufemismo) como combatentes na 1ª Guerra Mundial, regressando, contudo, ilesos, apesar dos perigos porque passaram.
O Sr. António Nunes Mota (pai do Sr. José Nunes Pereira da Fonseca) foi alfaiate em Vila Cova, tendo posteriormente transferido a sua oficina de trabalho para Lisboa. Já seu irmão Albertino manteve-se ao serviço das Forças Armadas, tendo incorporado a Banda Musical do Exército. Após a reforma militar foi mestre da Flor do Alva.
Mas, guerras são guerras e nem todos têm sorte igual. A morte foi o destino de um soldado vinhozense. A Comarca de Arganil noticiava numa das suas edições de 1917:
“Morre em França o primeiro soldado do concelho de Arganil, António da Silva, de Infantaria 23, Natural de Vinho que tinha embarcado para França em 23 de Fevereiro de 1917”.
 
 
 
Nuno Espinal

comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Novembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9

18

25



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds