publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 16 Outubro , 2008, 14:19
 

 

Foi muito apreciada pelos confrades presentes na Missa, celebrada para o III Capítulo da Confraria do Bucho, a homilia proferida pelo Padre Cintra. A razão prende-se pela ligação feita, por aquele celebrante, entre a Confraria e a mensagem estritamente religiosa.
Eis parte das palavras ditas:
 
“O Senhor serve-se das nossas práticas humanas para, através delas, se nos manifestar mais facilmente. Constituís uma associação denominada de “Confraria”, que é composta por “confrades”. A palavra confrade tem na sua raiz etimológica o termo “irmão”. O irmão é aquele que tem uma origem comum. É uma expressão consagrada em instituições que têm, como razão de ser da sua existência, o esforço de realização, em comunhão, daquilo a que se propuseram nos seus objectivos. Há que procurar cumprir, em obras, o que significam as palavras.
Nós somos o produto de uma cultura na sua acepção mais ampla e, por isso, multifacetada e transmitida em agentes culturais transmissores daquilo que recebemos, embora em constante mutação evolutiva, tendo em conta o padrão determinado no espaço e tempo e constituinte da nossa identidade.
Faz parte integrante de qualquer associação que se propõe objectivos de realização, o encontrarem-se para viverem e conviverem em ordem a vivências culturais partilhadas e enriquecedoras, tendo em conta o que cada um coloca ao serviço do outro como oferta gratuita dos dons recebidos também gratuitamente.
Sendo a vossa associação marcada pela promoção de um alimento para o corpo, típico desta região e confeccionado nesta tão bela e hospitaleira terra deVila Cova de Alva e tendo em conta a Palavra Evangélica “nem só de pão vive o homem…” aqui vieste, a este templo sagrado, para encontrar no alimento do espírito o sentido para o alimento do corpo.
/…/
Que este convívio fraterno nesta terra dedicada a Nossa Senhora da Natividade nos conceda, através d’Ela, de Seu Filho Jesus Cristo, mais sentido de esperança para as nossas vidas.
Do coração vos desejo a consecução dos vossos objectivos que vos trouxeram a Vila Cova de Alva.
 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 16 Outubro , 2008, 07:48

 

Em quase todos os acontecimentos que vão fazendo parte das vivências mundanas do concelho a “mesa de repasto” é ponto crucial dos programas de festa, tanto mais que, para além de proporcionar a saciedade de sabores e apetites, é muitas vezes espaço e tempo dos fatais discursos, protagonismos e visibilidades.
Ausentes do espaço do festim, os/as cozinheiros/as, esses, ficam-se no anonimato, entregues ao esforço da cozinha, em voluntarismo com que disponibilizam as suas mestrias culinárias.
No dia do III Capítulo, o pessoal da “Flor do Alva” juntou-se em mais um almoço em que confraternizou. Gente de sentimento, quis honrar as que lhe proporcionaram o respectivo manjar. O modo é bem simples. A publicação da foto destas magníficas no Miradouro. E com um obrigado de todos.
 
 
Nuno Espinal  

 

 


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Outubro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9


22

27
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds