publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 03 Outubro , 2008, 00:28

 

Tudo parece indicar que a cerimónia de Entronização do III Capítulo da Confraria do Bucho, com data marcada em 11 de Outubro para Vila Cova, se venha a realizar na Igreja da Santa Casa de Misericórdia. Após terem estudado várias alternativas para a realização daquele acto, membros da Direcção da Confraria e da Comissão Organizadora do III Capítulo parecem inclinar-se, por maioria, para aquele edifício histórico, conquanto com condições nada comparáveis às de que dispõe a Igreja do Convento.
Muitos vilacovenses interrogam-se do porquê do Episcopado de Coimbra em não permitir a utilização da Igreja do Convento de Vila Cova para a cerimónia de entronização, cerimónia em nada ofensiva ao espírito sagrado que é, obviamente, e esse aspecto ninguém tem o direito de questionar, primado de uma templo católico. De resto, ainda há poucos anos, foram exibidos espectáculos na Igreja de Folques, como a “Ópera do Malandro” e o “Auto de Maria Parda”, que merecem, estes sim, interrogações e muitas dúvidas do ponto de vista de preservação do sagrado.
A não utilização da Igreja do Convento, nesta cerimónia, impede que aquele templo seja motivo de alguma visibilidade, que poderia contribuir para que o estado de degradação contínua em que se encontra merecesse a atenção de entidades com capacidade de intervenção ao nível da sua recuperação.
Conquanto esta contrariedade, os organizadores do III Capítulo da Confraria mantêm-se optimistas relativamente ao melhor êxito que pretendem para este acontecimento.
 
 
Nuno Espinal
  

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 03 Outubro , 2008, 00:01

Maria Palmira Morais Barreiras
 
Natural de Stª Eulália, é casada com o vilacovense Laurentino Marques da Costa.
É licenciada em História, pela Universidade de Coimbra, com pós-graduações em Ciências Documentais na área de Biblioteconomia e em Cultura no âmbito das Autarquias.
Foi funcionária da Câmara Municipal de Arganil durante 25 anos, sendo responsável pelos serviços das Bibliotecas de Arganil durante 15 anos e da de Coja durante 10 anos.
Na situação de aposentada actualmente, dedica o seu voluntariado à causa da solidariedade social, sendo membro da Mesa Administrativa da Irmandade da Santa Casa de Vila Cova do Alva.

comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Outubro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9


22

27
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds