publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 15 Setembro , 2008, 23:59

 

João de Abranches Freire de Figueiredo e José Fernandes Martins: um aperto de mão de felicitações recíprocas. É que ambos entraram na Universidade. O João na Universidade de Coimbra, no curso de Medicina, o José no curso de Administração e Marketing, na Universidade de Oliveira do Hospital. Parabéns aos dois e a nossa certeza de que esta nova etapa do percurso académico será vencida pelos dois com o empenho, a responsabilidade e capacidade que se lhes reconhecem.
Ao João e ao José um grande ”eferreá” do Miradouro.  
 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 15 Setembro , 2008, 08:29

 

Foi uma tarde muito bem passada a que a “Flor do Alva” ofereceu aos vilacovenses, nas festividades da Padroeira da terra. E apesar da actuação ter sido afastada do público (no pátio de entrada da Casa do Povo), com a estrada inclusivamente de permeio, o “concerto” manteve a habitual empatia, graças à qualidade exibida pela Filarmónica, ao poder de comunicação do Maestro Ricardo Calado, que chega a criar momentos de hilaridade ao entregar a batuta aos jovens Matilde e Tiago, e ainda à actual recepção do povo para com a sua “Flor do Alva”.
Tudo isto, conjugado a outros ingredientes, leva a que o resultado de qualquer actuação da Filarmónica perante os vilacovenses seja sempre êxito garantido. E ainda bem que assim é. Os músicos e maestro sentem-se motivados, como motivados se sentem os dirigentes da Banda, Presidente incluído, merecedor pelo seu dinamismo e entrega dos maiores aplausos.
Findo o “concerto” e já depois do leilão, protagonizado no convite à compra, como é habitual, pelo Sr. Rogério Fernandes, veio o piquenique, um momento de saborear típicas sardinhas assadas e febras e reforçar o convívio, que foi apanágio do dia inteiro.
A Festa terminou com a arruada da Flor do Alva até à sua sede, a interpretar, em homenagem a Nossa Senhora da Natividade, um conhecido cântico “mariano”. Foi bonito.
 
Uma palavra final aos organizadores desta Festa da Padroeira de Vila Cova. Todos jovens,  não é a primeira vez que se entregam à organização de festividades, com resultados que estão à vista.
Parabéns raparigas e rapazes!
 
Nuno Espinal
 
       

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 15 Setembro , 2008, 00:01

 

O Padre Cintra sintetizava, no fim da Missa, o sentimento comungado por todos os que estiveram presentes na Igreja Matriz:
 
“O brilho desta cerimónia deve-se muito a todos estes jovens que compuseram este grupo coral e ao seu Maestro Ricardo Calado. Faço votos para que esta actuação seja o início de muitas outras.”
 
Acto imediato os fiéis irromperam em aplausos, a deixarem vincado um forte apoio e aprovação a todo aquele grupo de cerca quinze jovens que, em estreia e em apenas dois ensaios, apresentou um repertório cheio de cor, vida e inovação.   
 
A actuação deste grupo coral, pertencente à Sociedade Filarmónica Flor do Alva, foi de facto um momento forte nas cerimónias religiosas da parte da manhã, deste Domingo, 14 de Setembro, consagrado pelos vilacovenses à sua Padroeira, Nossa Senhora da Natividade.
 
E seria o andor da imagem de Nossa Senhora da Natividade o centro de um outro momento de aplausos, antes do início da Missa, logo após o Padre Cintra ter procedido à sua bênção. O andor foi ofertado, tal como já referimos em peça anterior, pela vilacovense residente no Porto, Dª Maria Adelaide Leitão Gabriel e foi incorporado na Procissão que se seguiu à Missa, substituindo, assim, o andor da Senhora do Encontro anteriormente utilizado, por não existir uma imagem da Senhora da Natividade adequada a ser levada em Procissão
 
A Missa e Procissão, que arrastaram muito povo, constituíram momentos de grande beleza, sendo de destacar o empenho de um grupo de senhoras na ornamentação da Igreja Matriz,  que veio realçar o constante ambiente de grande encantamento e misticismo típicos daquele Templo.
 
Nuno Espinal

 


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Setembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9

16
18

27



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds