publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 08 Julho , 2008, 01:14

 

As “Actas” são documentos de valor histórico que transcendem, em muitos casos, o âmbito histórico da própria Instituição a que pertencem . É o que acontece com as Actas, registadas em vários livros, da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Vila Cova de Alva.
Basta fazer uma leitura de algumas para confirmarmos esta proposição.
Tomámos, daí, a iniciativa de fazermos a leitura de todas as Actas em Arquivo da Instituição, escritas em português na sua forma actual, para sistematizarmos as informações que viermos a recolher, como contributo para a história não só da Instituição como também de Vila Cova.
Ficarão por analisar Actas escritas em português arcaico, para o qual não temos formação que nos permita a sua leitura.
 
Entretanto, damos a conhecer aos leitores do Miradouro um trecho de uma Acta de 1931, elucidativo da importância histórica e caracterização social da época.
Era, então, Provedor o Sr. Manuel Gomes Antunes.
 
“Aos dois de Agosto de mil novecentos e trinta e um, pelas onze horas, se reuniu a Mesa Gerente e a maioria da Irmandade /…/ foi pelo Provedor apresentado o seguinte. Que tinha mandado convocar a Assembleia Geral em face do Médico se lhe queixar que não podia continuar a exercer o cargo de Facultativo desta Santa Casa, pela módica quantia que lhe estão dando. Nesta conformidade propunha, em nome da Mesa, que o Médico fosse aumentado para (1.200$00) mil e duzentos escudos, com o encargo de assistir a partos, e fazer todo o serviço de cirurgia aos Irmãos desta Santa Casa e a pessoas de família que tenham em casa. O enfermeiro que também fosse aumentado em virtude do excessivo trabalho que tem e cumpridor dos seus deveres – para (400$00) quatrocentos escudos.
Depois do Provedor explicar as vantagens que teriam os Irmãos com a sua proposta, também nós devemos fazer um sacrifício, aumentando algumas verbas dos Estatutos para ajudar a custear estas despesas /…/”.
 
Jóias e quotas foram, de facto, aumentadas e, ao que se sabe, sem contestação dos irmãos. Se fosse hoje!
 
 
Nuno Espinal
 

 


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Julho 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

17

24

28


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds