publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 11 Abril , 2008, 01:51

 

Anos/Recenseamentos

 

 

Freguesias

1911

1920

1930

1940

1950

1960

Arganil ( concelho)

22004

21417

19343

22002

21736

19237

Anceriz

428

452

378

376

358

331

Arganil

2923

3114

2926

3361

3577

3247

Barril do Alva

...

...

474

308

510

491

Benfeita

1987

1653

1367

1814

1585

1409

Celavisa

1987

1653

1367

1814

1585

1409

Cepos

473

476

473

538

529

440

Cerdeira

619

603

483

648

581

535

Coja

1987

1891

1834

1946

2069

1925

Folques

1409

1350

982

1293

1119

959

Piodão

934

909

756

1070

1125

1088

Pomares

2483

2398

1997

2093

2052

1700

Pombeiro da Beira

2266

2148

1956

2201

2313

1966

S. Martinho da Cortiça

1843

1968

1600

2061

2085

1969

Sarzedo

1055

965

745

1057

1080

795

Secarias

396

393

303

409

393

368

Teixeira

843

825

601

795

793

651

Vila Cova do Alva

1433

1364

735

920

792

774

 

Não temos dados sobre as razões das alterações demográficas ocorridas nos censos que publicamos.
Apenas, pela leitura do quadro, algumas interrogações e observações nos são suscitadas. Por exemplo, o decréscimo populacional que se verifica no concelho, nos anos vinte, será uma consequência da mortandade da pneumónica? Foi o concelho muito afectado pela pneumónica?
Em Vila Cova a epidemia obrigou a medidas de excepção já que terá sido “nomeada uma comissão destinada a angariar donativos para debelar a pneumónica” e “em 13 de Novembro de 1919 a Junta de Freguesia recebia um cheque de 300$00, enviado pela Direcção Geral da Saúde para combater a pneumónica”.  
O que temos como um dado certo, e o quadro é elucidativo, é que em 1924 o Barril era desanexado da Freguesia de Vila Cova o que explica a grande queda populacional ocorrida na nossa Freguesia, de resto a maior de entre todas, em termos percentuais, desde sempre ocorrida no concelho. 
O censo de 1911 atribui a Vila Cova o maior número populacional da sua história, mais ou menos o triplo do que se verifica hoje, consequência, desde os anos 80, do fenómeno da emigração, que tem direccionado em especial os mais jovens para os grandes centros urbanos.
 
 
Nuno Espinal 

comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Abril 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

18


28


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds