publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 28 Janeiro , 2008, 23:56
Caro Nuno
 
Foi com curiosidade que li o artigo sobre a origem da Fonte dos Passarinhos. Confesso que não fazia a mínima ideia e imagino que poucos a conhecerão. Ao ler o artigo, não pude deixar de me recordar o quanto o meu saudoso Pai gostava daquele recanto. Chegava ao ponto de, no seu mês de férias, Setembro, organizar um grupo de voluntários para fazer a limpeza do recinto (fazia o mesmo na Fonte de Stª Teresa). Mas não é tudo: no dia do regresso a Lisboa fazia questão de trazer alguns garrafões daquela água. Para ele, e não só, o bacalhau com batatas e couves de Vila Cova, tudo cozido com água da Fonte dos Passarinhos, era um verdadeiro "manjar dos Deuses".
/…/

Antero Madeira.

publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 28 Janeiro , 2008, 00:21
A Fonte dos Passarinhos é uma verdadeira referência e até ex-libris de Vila Cova. Lugar apetecido dos vilacovenses, é itinerário obrigatório para quem a nossa terra, pela primeira vez, visita. Torna-se, assim, um lugar de todos conhecido e memorizado pelos que, espacial e temporalmente afastados, procuram de Vila Cova recordações de afectos, imagens e sabores.
O que quase ninguém saberá é sobre a origem daquele tão aprazível recanto. Pois bem! É precisamente sobre o surgimento da Fonte dos Passarinhos que vamos transcrever dois deliciosos apontamentos, publicados, em datas muito próximas, na Comarca de Arganil. Corria o ano (vejam só) de 1924. Nesse ano, pela lei nº 1639 de 25 de Julho a povoação do Barril era desanexada da freguesia de Vila Cova que, por sua vez, deixava de ser de Sub-Avô para passar a denominar-se Vila Cova de Alva.
 
Eis os “escritos” da Comarca, o primeiro, de um correspondente do Sarzedo, publicado em 18 de Setembro daquele ano de 1924:
 
Lembrem-se todos desta verdade: “Nosso Senhor nunca criou quem desamparasse”. Como sabem o Barril desprendeu-se, há pouco, de Vila Cova, constituindo uma freguesia à parte. Querem saber como o Divino Pai do Céu recompensou a povoação de Vila Cova do prejuízo sofrido? Num destes dias fez-lhe “arrebentar” mesmo junto da povoação, uma nascente d’água pura, fresca, cristalina, que causou a alegria e a admiração de toda aquela gente, que há tanto tempo anda a pedir uma fonte, sem ninguém a ouvir. Olhem que isto não é pêta: ouvimo-lo a pessoas que nos merecem confiança. Ora, quem neste tempo dá água e água boa…já é amigo a valer. Se há povoações que estão na graça de Deus, Vila Cova é uma delas. Não “arrebentar” assim uma fonte no Sarzedo meninos! Nós já não queríamos que fosse mesmo junto da povoação: bastava que ela “arrebentasse” ali para o cimo do Estragado, que todos nós lá íamos buscá-la.
Uma nascente d’água fresca nesta altura! É a felicidade da terra! Parabéns, santa gente de Vila Cova! Muitos parabéns!
 
Ora, na Comarca seguinte escrevia assim o correspondente (seria o Trovão?) de Vila Cova:
 
Costuma dizer-se que “santos do pé da porta não fazem milagres” e é bem verdade. Leram a correspondência do Sarzedo datada de 18 do corrente que dizia que a nossa fonte tinha “arrebentado”? Pois é verdade, “arrebentou” e muito bem, principalmente nesta época, em que todos aqui estávamos lutando com tanta falta dágua. Podemos todos levantar muitas vezes as mãos ao Redentor pela grande graça que nos concedeu. Tomara o ilustre Zé Pereira que lá no seu Sarzedo lhe aparecesse uma “buraquinha” como a que nós agora temos ali. Aí não brinca. E muito obrigadinho pelos justificados parabéns que nos deu, sim? A água é puríssima, fresquinha e em abundância. A donas de casa andam contentíssimas por já terem água para gastos das suas casas. E o caso é para isso. A nossa nova fonte é junto da serventia da Datão e já a crismaram uns de Fonte dos Passarinhos, outros de Fonte da Telha e outros de Fonte dos Amores.
 
 
 
 
Nuno Espinal/Palmira Barreiras
 

comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Janeiro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9



27


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds