publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 20 Janeiro , 2008, 15:58

Retirado do “Diário de Coimbra”

 

 

Centro Educativo de Côja deverá receber primeiros alunos em 2009


 

O Centro Educativo de Côja, que vai integrar 1.º ciclo, jardim-de-infância e creche, deverá começar a ser erguido no segundo trimestre deste ano, prevendo-se que no ano lectivo 2009/2010 esteja em funcionamento

Está aberto o concurso público para a construção da escola do 1.º ciclo, pré-escolar e creche de Côja, no concelho de Arganil. O anúncio já foi publicado em Diário da República, devendo as propostas, cujo preço base é de 1.243.750 euros (sem IVA), ser entregues até 16 de Fevereiro, na Câmara Municipal de Arganil.
O futuro Centro Educativo de Côja deverá estar concluído no prazo de 15 meses após a data da consignação da obra, o que significa que, segundo o presidente da Câmara de Arganil, a nova escola deverá começar a ser erguida no segundo trimestre deste ano, estando prevista a sua entrada em funcionamento no ano lectivo de 2009/1010. Constitui o segundo centro a ser erguido no concelho (o primeiro já está em construção em São Martinho da Cortiça, devido às actuais debilidades da rede educativa nesta região do concelho). Trata-se de uma obra prevista na Carta Educativa e que vai integrar os alunos do 1.º ciclo, jardim-de-infância e creche de Côja e, no futuro, de outras freguesias, como Anceriz, Barril de Alva, Benfeita, Cerdeira, Moura da Serra, Pomares, Piódão e Vila Cova de Alva. «Por força da sobrelotação de alguns estabelecimentos de ensino ou pelo mau estado de conservação do edificado, assume-se com um carácter de prioridade máxima a construção de raiz do Centro Educativo de Côja», refere a Carta Educativa, que conclui ainda ser de máxima urgência a remodelação e beneficiação da EB1 de Arganil, apontando, com um carácter de segunda prioridade, a concretização das obras de ampliação e remodelação da EB1 de Sarzedo. Sobre a EB1 de Arganil, Ricardo Pereira Alves conta iniciar as obras de «remodelação profunda» ainda este ano, esperando igualmente no primeiro semestre de 2008 ter concluído o Centro Educativo de São Martinho da Cortiça.
São obras e projectos que revelam «a aposta do município na educação», refere o autarca, afirmando ainda que Arganil é dos concelhos «mais adiantados» no que diz respeito à concretização dos projectos previstos na Carta Educativa. «Significa que temos feito o trabalho de casa e estamos no bom caminho», afirma, lembrando ainda todo o esforço que o executivo tem feito na generalização das refeições aos alunos do 1.º ciclo, no alargamento da rede de transportes e na aposta nas actividades de enriquecimento curricular.
O futuro Centro Educativo de Côja integra um dos três territórios educativos previstos no documento orientador da política educativa do município (juntamente com os de Arganil e São Martinho da Cortiça). O facto de ser a segunda freguesia mais populosa do concelho, funcionando como pólo de centralidade do sector Este do município, e por ser a única freguesia, para além de Arganil, a dispor de um estabelecimento de 2.º e 3.º ciclos são factores que, segundo a Carta Educativa, justificam a criação de um Centro Educativo, a que se junta a sua «localização privilegiada», oferecendo também «soluções aos problemas da rede educativa as freguesias que possam vir a integrar este Centro Educativo».
A nova escola vai integrar várias salas de aula, por forma a evitar que este estabelecimento de ensino entre em situação de ruptura a curto prazo, e vários espaços de apoio, tais como refeitório, biblioteca, salas destinadas às actividades de enriquecimento curricular e um salão polivalente. Constitui mais um passo para a reorganização do sistema educativo do concelho que, de acordo com proposta da Carta Educativa, passará, no ano lectivo de 2010/2011, a contar com apenas quatro estabelecimentos de ensino do 1.º ciclo, contrariamente às quase duas dezenas que existem actualmente.  

publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 20 Janeiro , 2008, 14:52
A foto, de facto, tem pouca qualidade. Mas, vale o gesto de quem a tirou na intenção de colaborar com o Miradouro. E, pelo menos, com a foto ficamos todos a saber. As obras do Bar do Grupo Desportivo Vilacovense vão prosseguindo, tijolo a tijolo, com os apoios possíveis e com a total dedicação dos membros da Direcção.
Para esta obra, da Junta de Freguesia é que nada vem. Da Câmara “idem, idem, aspas, aspas”. Outras serão as prioridades, outros serão os beneficiados.
Vila Cova já está habituada…
 
 
 
 
Fábio Leitão

comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Janeiro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9



27


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds