publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 26 Novembro , 2007, 23:52

É já sintomático. Jogo que o Vilacovense dispute tem de se confrontar com catorze jogadores. Onze da equipa adversária e três da equipa de arbitragem. E quando o árbitro em campo é o mesmo que apitou o jogo de Domingo, na Bobadela, então o Vilacovense já nem tem que se iludir. O prejuízo é-lhe fatal.  
Ainda assim, com todos os escolhos que lhe couberam, o Vilacovense acabou por vencer esta partida, vitória que traduz a superioridade que manifestou em muitas fases do jogo.
No primeiro tempo o Vilacovense teve que correr atrás do prejuízo já que o Bobadela inaugurou o marcador. O golo do empate foi obtido por Bruno Carvalho, aos 35 minutos, à entrada da pequena área, após passe de Hugo Ferreira. 
O segundo tempo é especialmente marcado pelos minutos cinquenta, com três golos em seis minutos, dois para o Vilacovense aos 52 e 53 e um do Bobadela aos 58. O 2º do Vilacovense foi marcado por Marco Paulo, através de livre e o 3º por Gonçalo Lobo em recarga, após cruzamento de Bruno Carvalho. 
 
Constituição da equipa: Guarda-redes: Paulo Henriques;
Defesas: Kikas, Bruno Brito, António Cruz e Fábio Leitão;
Médios: Carlos Gomes capitão,substituído aos 5 minutos por Fernando Ribeiro que por sua vez voltou a sair sendo
substituído aos 90 minutos por David Coelho), Hugo Ferreira, Marco Paulo (substituído aos 63 minutos por Sérgio Gaspar), Bruno Carvalho e Gonçalo Lobo;
Avançado: Marco Gonçalves
Suplentes não utilizados: Helder Esculcas, Fernando e Bruno Santos.

O próximo jogo do Vilacovense será disputado no próximo dia 2 ás 15h0,0 no campo João Rafael d’Abranches Figueiredo, ás 15h00 e a equipa visitante será o Aldeia das Dez.
 
 
 
 
Nuno Espinal/Marisa Antunes
 

publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 26 Novembro , 2007, 22:19

É conhecida como a “Prazeres da Meda”, mas o seu verdadeiro nome é Maria dos Prazeres Mendes Esponso. Os seus 91 anos, que completou hoje, dão-lhe sabedoria de sobra que a eximem como contadora de histórias.
Claro, o passado, aquele que é mesmo do “antigamente”, está-lhe nos pódios da memória, e como se recorda dos tempos alegres e felizes da Vila Cova da sua mocidade!...
Os bailaricos, os carnavais, são coisas lindas do passado, mas ainda hoje é capaz, se oportunidade houver, de dar o seu pezinho de dança.
De quando em quando gosta de ler e graças a uns bons olhos, que nunca lhe foram maleita, mantém no dia a dia as suas rendas e bordados.
E é assim que vai somando dias à sua bonita e nonagenária vida.
Que some muitos mais Dª Prazeres…
 

comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Novembro 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
13
16

23

30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds