publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 09 Dezembro , 2007, 00:07

 

-Não é fácil, acreditem, não é nada fácil…
Quem o diz é o Sr. José Raimundo, o Presidente da Flor do Alva.
-Mas temos que ir à luta, temos mesmo que ir à luta, prossegue.
Brilham-lhe os olhos, abre-se-lhe o sorriso e em gesto vigoroso põe-nos em comunhão com o objectivo.
-São precisos quatro instrumentos, diz-nos, punhos cerrados, em movimentos de garra, cheio de convicção: -Uma tuba, dois clarinetes e um sax tenor.
Fala-nos com entusiasmo da escola de música.
-Há miúdos que já estão formados, não os podemos deixar pendurados, temos que os integrar…
Pois é, e aí é que surge o busílis, não é Sr Raimundo? Mais instrumentos, mais fardamentos e…claro, dinheiro precisa-se.
Mas, Sr. Raimundo, ponha lá um plano em marcha. O que falta há-de vir, estou certo.
E como antigamente se dizia: Quando os Vilacovenses querem!...
 
 
 
 
Nuno Espinal
 

 

 

 

 

 


comentários recentes
Muito bem! Gostei. Contudo falta referir muitos pe...
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
Dezembro 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15


25



pesquisar neste blog