publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 22 Novembro , 2007, 23:49
 
   

Há duas figuras ímpares na recolha de dados sobre a história de Vila Cova: Carlos Gabriel e Padre Januário Lourenço dos Santos. E há todo um trabalho a fazer-se na junção da documentação histórica, por eles produzida, que se encontra dispersa em apontamentos, muitos deles publicados em jornais, a fim de ser feita a respectiva sistematização.
Há quem refira que muitos escritos do Padre Januário, sobre investigação histórica de Vila Cova, foram levados pela família após a sua morte. Eu próprio fotografei alguns pormenores das escavações que o Padre Januário fez na área da Capela do Alqueidão, nas quais colaborei com os manos Mesquita Leitão, há mais de trinta anos. Essas fotos, por exemplo, estavam na posse do Padre Januário, no seu escritório da Casa Paroquial, segundo ele próprio me referiu não muito tempo antes da sua morte. Ora, a ser verdade que a família levou esses escritos e demais documentação da história de Vila Cova, há que tentar que os mesmos sejam devolvidos à comunidade vilacovense. O Presidente da Junta, como legítimo representante da comunidade, teria aqui um papel fundamental a desempenhar.
É que um Povo sem História é um Povo sem Memória. Não deixemos apagar a Memória.
 
 
 
Nuno Espinal

 


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Novembro 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
13
16

23

30


pesquisar neste blog