publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 25 Outubro , 2007, 23:43

 

Terá sido no quadro da 3ª invasão, quando o exército invasor, comandado por Massena, ocupava posições no Alva, que terá ocorrido um dos episódios mais sangrentos da história de Vila Cova, quando de uma incursão de franceses, que pilhavam tudo o que podiam e assassinavam brutalmente populações totalmente indefesas.
De “Excertos Críticos”, de Cláudio Chaby, retira-se este apontamento, que atesta a sanha assassina dos franceses sobre um presbítero, nascido e residente em Vila Cova:
 
«Um velho gotoso e presbítero e bacharel José Freire de Faria, residente em Vila Cova, como por gotoso fugisse deitado sobre um carro de bois, foi obrigado a apear-se e, a poder de golpes, a subir uma ladeira, no alto da qual lhe retalharam a coroa em quatro partes e lhe abriram o ventre, dando-lhe uma morte horrorosa, à vista do próprio pai, que também foi vitimado pelos facínoras»
 

comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Outubro 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9


27



pesquisar neste blog