Clique para Ouvir
publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 31 Julho , 2016, 16:40

IMG_20160730_232818.jpg

 

Realizou-se ontem, em Anceriz, na Igreja local, o casamento da Ancerizense, Andreia Ribeiro, filha do Sr. Luís Ribeiro e da Sr.ª. Dª.  Maria de Fátima Ribeiro e do Vilacovense, Nuno Gouveia, filho do Sr. Nuno Gouveia e da Sr.ª. Dª.  Isabel Gouveia.

As maiores felicidades para os noivos.

 

Fábio Leitão


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 28 Julho , 2016, 10:48

13603792_809626545805797_8434395596830896986_o-1.j

 

Entre as muitas saídas da Filarmónica “Flor do Alva”, com a agenda em agosto preenchida todos os sábados e domingos, referimos esta, por mera indicação da Direção da nossa Filarmónica, saída que ocorrerá dia 7 do próximo mês, a Casteleiro, uma povoação do concelho do Sabugal.

A Flor do Alva continua a ser, e vai perdurar por muitos anos neste desígnio, um agente impar na divulgação e elevação do nome de Vila Cova de Alva.   


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 27 Julho , 2016, 16:25

bomb.jpg

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 24 Julho , 2016, 17:34

IMG_1746.JPG

 

O Grupo Etnográfico e Danças Cantares das Rodas perspetiva criar o “arcabouço” adequado à sua continuidade num futuro, que se deseja, o mais longo possível.

Integrado que está na nossa Santa Casa, pretende, contudo, sem nunca pôr em causa o vínculo que o liga à Instituição, adquirir autonomia financeira, de modo a poder partir para outros voos, concretamente atuações fora de portas, levando a outros lugares representações de uma cultura musical e coreográfica identificadora dos costumes da Tradição do Povo Vilacovense.

Para que o Grupo tenha condições de atuar é imprescindível que disponha de aparelhagem sonora, a qual deverá ser apropriada à amplificação de som em ambientes abertos.  

Para conseguir o suporte financeiro para a aquisição deste equipamento, o Grupo vai organizar um conjunto de ações, uma delas a ser concretizada já no próximo dia 20 de agosto, sábado, em Vila Cova.

Trata-se de uma Festa Popular, que acontecerá no recinto da Praça, e que envolverá atuações do nosso grupo etnográfico, que apresentará novas “danças de roda”, e de um grupo de fados de lisboa, com um repertório de fados muito populares.

E festa popular que se preze não deixará de ter “comes e bebes”. Pois bem! Apropriado ao cariz bem popular da festa, não faltarão as típicas sardinhas assadas, caldo verde, febras, bolos lêvedos e outros condimentos.

A festa tem ainda um importante objetivo: reunir, em confraternização o povo vilacovense residente e ainda todos os que naquele período passam dias de festa em Vila Cova e demais amigos dos arredores.

 

Nuno Espinal

 

IMG_1736.JPG

IMG_1753.JPG

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 21 Julho , 2016, 18:05

SAM_0935.JPG

Completou hoje 75 anos de idade o Sr. Carlos Mendes Oliveira.

Festejou o aniversário nas instalações do Centro de Dia, tendo partilhado um agradável momento com utentes e trabalhadores da nossa Santa Casa.

Parabéns Sr. Carlos de Oliveira. Venham muitos mais aniversários.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 20 Julho , 2016, 03:43

s500x500.jpgMal seria, neste tempo que vivemos de regozijo porque, finalmente, surgem as condições que permitem pormos em andamento as obras de ampliação do edifício do Centro de Dia, que não recordássemos quanto em dívida para sempre estaremos com quem, num gesto de extrema solidariedade, nos cedeu o espaço que permitirá que a ampliação se possa concretizar.  

Quantas vezes a ingratidão não começa no final de um gesto de benfeitoria? Infelizmente, a opacidade que envolve memória é frequente, até porque a própria sociedade de hoje, cada vez mais individualista, é propícia a este sentimento demasiadamente comum que é a ingratidão.

Porque queremos perpetuar a memória, pretendendo que o gesto desta doação seja para sempre recordado, prestamos uma vez mais o nosso agradecimento à pessoa do Sr. José Pedro d’Abreu Mesquita Leitão.

Caro Zé Pedro, ainda hoje tenho presente as palavras com que remataste o pedido que então te dirigi: "faço a doação do terreno atendendo aos objetivos a que se destina".

Um gesto de grande altruísmo e solidariedade a que poucos ou quase nenhuns se disponibilizariam.

Obrigado Zé Pedro.

 

Nuno Espinal

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 18 Julho , 2016, 02:30

DSCF2248.JPG

Um calor abrasador não impediu que no Terreiro da Escola se juntasse bastante povo para, a pretexto de uma sardinhada, participar numa “cruzada”, com um fundamento de grande pertinência: a angariação de fundos para o arranjo do teto da zona do Altar da Igreja Matriz.

E ao útil a juntar-se o agradável. E isto porque, com o incentivo à animação por parte do Sr. Padre Rodolfo, a tarde foi de alegria, de confraternização saudável, do recordar de velhas danças de roda que se dançavam neste recreio da escola.

No meio desta folia, aconteceu um divertido e lucrativo leilão, que no conjunto rendeu mais de 1500 Euros.

Parabéns Vilacovenses! E atenção: ficou já marcado um segundo encontro para o dia de Nossa Senhora da Natividade, em setembro.

 

Manuel Fernandes

 

DSCF2275.JPG

 

sae.jpg

 

DSCF2221.JPG

 

sa.jpg

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 15 Julho , 2016, 01:57

ant2.jpg

 

O Dr. António Simões, licenciado em Ciências da Educação, com especialização em Gestão e Administração Escolar e com uma carreira profissional ligada à “Formação”, tem granjeado a simpatia generalizada dos vilacovenses, não só pelo seu trato afável, mas, muito ainda, pela simplicidade na sua conduta relacional.

Comandante da Corporação dos Bombeiros Voluntários de Penacova e Presidente da Federação dos Bombeiros para o Distrito e Coimbra, foi nesta última condição que concedeu uma entrevista de duas páginas ao “Diário As Beiras”, numa edição recente deste jornal.

As suas avisadas palavras, de experiência e saber, enfocam-se, em grande parte da entrevista, nos incêndios florestais, que têm principal incidência nesta época do ano.

Eis algumas passagens que registamos das palavras de António Simões:

 “A nossa floresta ano após ano está mais abandonada. Terrenos que o ano passado estavam cultivados hoje têm mato. As terras do interior estão cada vez mais desertificadas e tudo contribui para potenciar o aumento dos incêndios. /…/ É um facto que houve este ano um aumento de pluviosidade. Isso é um facto, mas não foge muito à regra dos anos anteriores. Os caminhos estão mais estragados porque os caudais provocaram danos. Mas, a regra é que temos três meses de muito calor e uma floresta muito desertificada. Estão assim criadas as condições para nestes três meses haver grandes incêndios.”

 “Os incêndios por descuido já são cada vez menos, pois há uma maior sensibilização da população naquilo que se refere ao uso do fogo.”

 “A floresta só pode ser tratada se for mais rentável. Ninguém de nós trata o seu bocado de terreno se ele não der nada. A floresta tem de ser encarada como uma prioridade nacional. Se é importante, eu não posso ter pessoas a limpá-la e a receber o ordenado mínimo e sistematicamente ir buscá-las ao fundo de desemprego. Se quero pessoas a trabalhar nas florestas tenho de lhes pagar. Temos várias equipas de Sapadores Florestais, pagas pelo Estado, pagas pelo ordenado mínimo e muito do trabalho que realizam nem é feito na floresta. /…/ Se quero valorizar a floresta tenho de pagar bem e tenho de procurar tirar daí rendimento para pagar.”

 

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 14 Julho , 2016, 00:42

IMG_1960.JPG

Aconteceu hoje, dia 13, a assinatura do contrato celebrado entre as Santas Casas da Misericórdia de Lisboa e a de Vila Cova de Alva, contrato que tem como facto relevante a concessão de um financiamento, não reembolsável, no valor de 135.908,43 euros, à nossa Santa Casa.

O Fundo Rainha D. Leonor, que serve para apoiar as Misericórdias a concluírem respostas sociais prioritárias, já contemplou, desde que foi criado em 2014, cerca de 30 Instituições, entre as 398 Misericórdias ativas existentes em Portugal.

Na sessão de assinaturas de hoje foram contempladas, para além da Misericórdia de Vila Cova, mais seis Misericórdias, entre as quais a de Góis.

Pedro Santana Lopes esteve presente, na sua condição de Provedor, como representante da Santa Casa de Misericórdia de Lisboa, entidade detentora do Fundo.

Na assinatura dos contratos, Nuno Espinal e António Santos representaram a Santa Casa de Misericórdia de Vila Cova de Alva ,respetivamente, como Provedor e Secretário da Mesa Administrativa.

 

IMG_1961.JPG

 

IMG_1955.JPG

IMG_1963.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 12 Julho , 2016, 01:54

IMG_1858.JPG

 

O futebol dominou o fim de semana passado, e tornou-se mesmo um acontecimento de domínio quase absoluto no domingo. Nada que perturbasse, contudo, o número impressionante de devotos que, em Coimbra, acorreu às procissões em veneração da Rainha Santa, nomeadamente a de sábado, entre a Igreja de Santa Cruz e a Sé Nova, e que contou com a participação da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Vila Cova de Alva.

 

IMG_1913.JPG

 

 

IMG_1866-001.JPG

IMG_1936.JPG

IMG_1886.JPG

 

 


comentários recentes
os meus sentimentos a família
É COM SINCERA TRISTEZA E DESOLAÇÃO QUE VEJO, TAMBÉ...
ola tenho saudades do meu António neves e um grand...
Estes comentários tão sentidos do Nuno e do Zé, es...
Adeus meu Querido Alberto. Obrigado pela tua amiza...
Meu sentinentmis à famílus.awuele amigo abraço ami...
Como sempre, texto a condizer com a realidade dos...
Tão lindos! Beijinhos e boas férias para todos.
Muito bem.abraço a tds vós amigos de longa data
Julho 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
16

17
19
22
23

25
26
29
30



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds