Clique para Ouvir
publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 30 Junho , 2016, 08:27

IMG_1845.JPG

Deixamos aos leitores fotos do estado atual das obras em Vila Cova, referentes às “antigas cavalariças do Convento e à “Praia Fluvial”.

Brevemente publicaremos novas fotos, acompanhadas de informações escritas que possam dar mais detalhes sobre o andamento das obras.

Entretanto, podemos desde já referir que uma das fotos mostra-nos o estradão que antecede a entrada na praia.

Nas outras fotos vê-se um espaço coberto de areia, que precede a entrada no rio, e outro espaço, ainda em estado térreo, que será arrelvado.

 

Nuno Espinal

 

 

IMG_1841-001.JPG

IMG_1846.JPG

IMG_1839.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 29 Junho , 2016, 08:40

IMG_1837.JPG

Umas boas sardinhadas, com os demais ingredientes típicos nos pratos, e o resto fica a cargo do Sr. Padre Rodolfo Leite, porque ele tem, num jeito que lhe é muito natural, a receita adequada para uns momentos de boa disposição e risota.

Foi assim nos dois convívios que aconteceram, recentemente, nas confraternizações proporcionadas pelos Centros Paroquiais de Coja e Benfeita, presididos por inerência, pelo Padre Dr. Rodolfo Leite, em que tive o prazer de ter sido um dos convidados.

De micro na mão, nestas novas tecnologias de micros sem fios, o Padre Rodolfo circunda as mesas dos repastos, com ditos cheios de graça, provocando, aleatoriamente, o comentário deste ou daquele e envolvendo todos em verdadeiro convívio.

Como alguém me dizia, há um estilo muito próprio nestas confraternizações: o estilo “rodolfiano”.

Ora, caros amigos vilacovenses, preparem-se! Já pouco falta para podermos usufruir deste estilo “rodolfiano”.

Dia 17 de julho está prevista uma sardinhada em Vila Cova, organizada pelo Sr. Padre Rodolfo.

O convívio, no mais puro processamento “minimal” de recursos, mas com tudo o que de melhor se deseja, visa um objetivo, que configura uma causa a que não podemos, de modo algum, ficar alheios: a angariação de um contributo para obras no teto da nossa “Matriz”, no espaço do altar.

Vamos, pois, contribuir! Há que aproveitar enquanto o Sr. Padre Rodolfo pastoreia a nossa Paróquia.

E mais não digo…

 

Nuno Espinal

Fotos: Manuel Fernandes

 

DSCF0716.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 26 Junho , 2016, 12:47

IMG_1765-001.JPG

O dia de sábado estava perspetivado como o que maior enchente arrastaria ao recinto da Praça. Mas, não foi assim. A Praça estava longe de uma enchente. E tudo devido ao jogo que Portugal disputou com a Croácia.

 O apito do árbitro, a dar o jogo por concluído, ocorreu já perto das onze. Depois, as comemorações, as entrevistas, os comentários, tudo junto a prolongar no tempo o apego à televisão. E se os vilacovenses ainda compareceram, de fora quase ninguém manifestou presença.  

Mas, o jogo de Portugal não explica tudo. Há que refletir sobre outras questões que poderão ter contribuído para uma outra adesão às festas.

Por um lado, a publicidade que este ano se revelou pouco efusiva, porque restrita ao cartaz, de resto lançado em cima da hora, não explorando outros meios de difusão no concelho.

Por outro, um modelo já repetitivo e algo gasto em termos programáticos, a requerer novos motivos, na base de uma criatividade que vá ao encontro de diferenciados gostos, até pelos estratos etários da população.

Entretanto, uma breve referência aos “palcos” destes dois dias de festa. Os grupos contratados, os “Banda Kappa” e os “CRF”, apresentaram sonoridades muito agradáveis, com repertório apelativo à “bailação”.  

A “Flor do Alva”, sexta feira, esteve em bom plano, apesar das dificuldades em reunir os seus músicos, já que se exibiu em dia de trabalho, com a ausência de alguns dos seus habituais executantes.

Uma palavra de apreço ao seu maestro Ricardo Calado. Com todas as dificuldades que hoje se reconhecem na nossa filarmónica, por escassez de executantes, o maestro Ricardo Calado, com o seu empenhamento e grande dedicação consegue, com o elenco disponível, que a Flor do Alva, onde quer que atue, se apresente com dignidade e boa “performance” interpretativa.

Maestro Ricardo Calado que se disponibilizou a pôr em pauta os arranjos instrumentais da marcha popular que juntou o Grupo Etnográfico da Santa Casa e um grupo de músicos da Flor do Alva. O próprio maestro Ricardo Calado ensaiou esta marcha, que foi apresentada no sábado, e que teve letra, de resto muito bem conseguida, de Silvino Lopes.

Está lançado o mote para realizações futuras, que juntarão os dois grupos, a Flor do Alva e o Grupo Etnográfico.

Obviamente que as vocações principais da Flor do Alva e do Grupo Etnográfico em nada serão afetadas, nomeadamente o Grupo Etnográfico com as suas Danças e Cantos de Roda, as quais foram apresentadas no sábado, conforme programação das festas deste “S. João 2016”.

Hoje a festa prossegue com os “Sons e Suadelas” e a “Banda MJ”.

 

Nuno Espinal

 

IMG_1717.JPG

IMG_1761.JPG

 

IMG_1738.JPG

 

IMG_1725.JPG

IMG_1767-001.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 24 Junho , 2016, 13:52

IMG_1686.JPG

IMG_1693.JPG

 

IMG_1685.JPG

IMG_1696.JPG

IMG_1699.JPG

 

 

IMG_1702.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 24 Junho , 2016, 13:46

IMG_1680.JPG

IMG_1684.JPG

IMG_1670.JPG

IMG_1674.JPG

IMG_1677.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 24 Junho , 2016, 00:40

IMG_1615.JPG

Prosseguem as obras nos edifícios das chamadas “cavalariças do convento” que, nesta primeira fase, se concentram nas respetivas frentes.

Entretanto, podemos desde já anunciar que, na próxima semana, as obras referentes à praia fluvial de Vila Cova estarão em pleno curso, pelo que em agosto os vilacovenses já se poderão orgulhar, segundo o que nos foi referido, de um melhoramento, há muito ansiado.

O Miradouro irá acompanhar o desenvolvimento destas obras.

 

NE


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 21 Junho , 2016, 18:12

IMG_1617.JPG

Já foi tornado público, atarvés de cartazes colocados em locais estratégicos, o programa da festa de São João em Vila Cova. Três dias de manifestações lúdicas e culturais, para além das comemorações religiosas, no próprio dia de São João, ou seja sexta feira,  dia 24, com a tradicional Missa  a ser rezada na Capela de Alqueidão, seguida da procissão, sempre integrada de muitos andores.

Da parte ligada ao divertimento, há a salientar, na Praça, o concerto da Flor do Alva, na sexta, por volta das 19 horas e, à noite, baile com a Banda Kappa.

No dia 25, sábado, às 9 e meia da noite, exibe-se o Grupo Etnográfco "Danças de Roda", da Irmandade da Santa Casa e às 10 e meia a banda CRF.

Domingo, às 4 e meia da tarde o Grupo "Sons e Suadelas" e à noite, a partir das 10, o Grupo MJ.

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 21 Junho , 2016, 17:21

IMG_1611.JPG

Dia a dia, o sol, no seu ocaso, recorta o horizonte em viagem que que se cursa da esquerda para a direita, na caminhada para o verão e da direita para a esquerda, na caminhada para o inverno.

Aqui, em Vila Cova, no meu circunstancial observatório, vou assistindo, com as intermitências ditadas pelo meus (ou não) estares, a esta deriva, que se extrema, em cada ano, ou no solstício de verão, como ontem aconteceu, ou no solstício de inverno, o que acontecerá a vinte e um de dezembro.

“O dia mais longo do ano”, ouve-se dizer. E mais se diz: “começou o verão”.

 E o sol, que ontem bateu o horizonte junto ao cedro da Matriz, já agora inflete a sua marcha, em direção à mata do Convento.

Ano a ano tudo tão rigorosamente matemático, tudo tão divinamente determinado!

 

Nuno Espinal

 

IMG_1608.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 18 Junho , 2016, 19:29

IMG_1596-001.JPG

 

O Grupo de Etnografia de Danças e Cantares das Modas de “Roda” tem, como objetivo, nesta sua fase inicial recriar, de forma autêntica, as Modas de Roda, que deixaram de ser usualidade desde há uns quarenta anos para cá.

Mas, ainda que a sua vocação seja esta, isso não impede o Grupo de, sempre que seja oportuno, atendendo às comemorações de época, exibir outro tipo de peças musicais e danças, desde que integradas no repertório da tradição portuguesa.

É assim que exibirá, no próximo dia 25 de junho, a partir das nove e meia da noite, na Praça, integrado nas festas de São João, em Vila Cova, uma marcha típica dos santos populares, devidamente acompanhada por músicos da “Flor do Alva”.

Terminada esta peça, o Grupo apresentará, então, as suas Danças e Cantares de Roda, incentivando à participação dos demais vilacovenses presentes.

A Marcha dos Santos Populares, que tem versos alusivos a Vila Cova da autoria de Silvino Lopes, já ontem foi ensaiada sob a direção do maestro Ricardo Calado.

 

Nuno Espinal

 

IMG_1598.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 15 Junho , 2016, 03:41

Dança de roda Vila Cova (2).jpg

Desta foto ressaem afetos, ternura e saudade.

Ah sim, a Sr.ª Dª. Odete Madeira! Recordo-a com imenso carinho. A sua serenidade, o trato afável, o sorriso amigo.

Ainda há uns cinco anos, ou, talvez, um pouco mais, quando a saúde ainda a disponibilizava à conversa, relembro-me desta sua tão simples frase, dita no desfilar de um memorial de “coisas” da Vila Cova dos tempos da foto:

“Era tudo tão bonito…os piqueniques, as idas ao rio, os convívios, as passeatas à noite…tudo tão bonito e tão simples!”.

Ainda hoje ressinto os sorrisos com que então nos deliciámos nesse rol de recordações…

Para mim, a saudade é isto mesmo. Um sorriso que se desenha na recordação.  

O sorriso que facilmente prevejo nas respeitosas senhoras de hoje, jovens e crianças nesse tempo, ao contemplarem a foto que elas mesmo protagonizaram: Lucinda, Maria Luísa, Adelaide, Guida, Helena, Isabel.

Deixo-vos um momento (uma típica roda desses tempos) a que podemos somar outros e muitos mais momentos. Nas recordações, os momentos são como as cerejas, somam-se uns atrás dos outos. Este e outros momentos, dos imaginários de cada um e em partilha de sorrisos...

 

Nuno Espinal

(Um obrigado, pelo envio da foto, à Adelaide Pessoa)

 

 


comentários recentes
os meus sentimentos a família
É COM SINCERA TRISTEZA E DESOLAÇÃO QUE VEJO, TAMBÉ...
ola tenho saudades do meu António neves e um grand...
Estes comentários tão sentidos do Nuno e do Zé, es...
Adeus meu Querido Alberto. Obrigado pela tua amiza...
Meu sentinentmis à famílus.awuele amigo abraço ami...
Como sempre, texto a condizer com a realidade dos...
Tão lindos! Beijinhos e boas férias para todos.
Muito bem.abraço a tds vós amigos de longa data
Junho 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

16
17

19
20
22
23
25

27
28


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds