Clique para Ouvir
publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 30 Junho , 2015, 00:20

178.JPG

 

 

 

Já a noite mergulha na fundura

Em que o silêncio cresce

 

Caminha sereno o rio

 

Charcos de prata em luminárias de lua

E a quietude de um choupo e outro e outro ainda

 

Ouço um coaxar

E um cão ladra ao longe

Como se o longe perto fosse

 

Tão nítido o som do silêncio

Ouço as vozes do silêncio

 

Nuno Espinal

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 29 Junho , 2015, 01:13

As ações de entretenimento, em que pretendemos envolver os nossos utentes, passam pela criação de algo que se relacione com o desenho, a pintura e jogos diversos e que os obriguem a alguma movimentação física e mental. Mas, temos perfeita consciência de que os seus constrangimentos os impedem de atividades que possam transpor algo de mais físico ou cerebral. Falamos de utentes, na generalidade, com mais de oitenta anos, alguns com mais de noventa até. E a questão aqui passa pelas suas capacidades funcionais, com limitações de autonomia e independência, que reclamam ajuda nas atividades básicas dos seus quotidianos.

Mas, o idoso, de acordo com definição da própria Organização Mundial de Saúde, enquadra-se a partir da idade cronológica dos 65 anos, isto nos países considerados desenvolvidos.

Ora, há uma faixa considerável de residentes na Freguesia que ultrapassa a idade dos 65 anos de idade e que estão longe de situações de precaridade física ou mental.

A Santa Casa tem, nas obrigações que lhe competem como Instituição de Solidariedade Social, o inquestionável dever de proporcionar a essa faixa etária possibilidade de usufruir de atividades nas áreas dos exercícios físico e cultural.

Já o faz na área do exercício físico, através de uma ação partilhada com a Câmara. Pretende agora, por iniciativa sua, fazê-lo na área de ações culturais e lúdicas.

Daí que vá lançar um primeiro projeto o qual se concretizará pela formação de uma Tuna ou Grupo Coral.

Fica, para já, a ideia lançada com a intenção de sensibilizar potenciais interessados.

Em breve, com desenvolvimento, daremos notícias.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 26 Junho , 2015, 19:18

O nosso apontamento, publicado quarta-feira com o título “S. João: Noite de terça-feira”, foi contemplado na secção de “destaques” do Sapo Blogs, consideração que muito nos honra, até pelo número de visitas que obteve: cerca de mil e duzentas.

É já a terceira vez que recebemos esta avaliação, o que é significativo sobre a qualidade que pretendemos incutir no nosso “sítio”, como forma de honrar, principalmente, a Instituição e localidade que, nesta área da comunicação, representamos.

Assumo, com muito orgulho, a minha quota-parte de responsabilidade na feitura, dia a dia, das páginas do Miradouro.

Mas, quero associar a esta distinção a colaboração, entre outros, do Sérgio Brás, do Fábio Leitão, da Manuela Antunes e da Andreia Tavares.

E claro, não poderei nunca esquecer, até pelo estímulo que nos abona, o número de leitores fiéis ao Miradouro, essenciais para a sua perduração, nos seus mais de oito anos de existência.

A todos um muito obrigado.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 25 Junho , 2015, 23:42

CARTAZ-MARCHAS--POPULARES-2014.jpg

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 25 Junho , 2015, 08:23

088.JPG

090.JPG

097.JPG

101.JPG

105.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 25 Junho , 2015, 08:19

050.JPG

065.JPG

080.JPG

081.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 25 Junho , 2015, 07:37

063.JPG

074.JPG

077-001.JPG

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 24 Junho , 2015, 23:17

070.JPG

Hoje, dia de S. João, o Santo consagrado nas festividades que nestes dias ocorreram em Vila Cova, foi, entre todos os da programação, o que mais se integrou na tradição.

De manhã Missa, celebrada na Capela do Alqueidão, seguida de Procissão, e à tarde concerto da Flor do Alva e leilão. Procedeu-se ainda à entrega de prémios dos vários concursos realizados.

Termina, assim, e com grande êxito, a Festa de S. João em Vila Cova. Os novos mordomos já estão nomeados e, é quase garantido que muitas ideias já começam a fervilhar para o ano 2016.

Mais uma referência aos Mordomos da Festa de S. João do ano 2015. Utilizando uma expressão popular, trabalharam que se desunharam e só assim lhes foi possível o êxito pela organização de todo o conjunto de manifestações da Festa. Parabéns a todos e os nossos mais rasgados aplausos.

 

Nuno Espinal

057.JPG

058.JPG

059.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 24 Junho , 2015, 09:56

002.JPG

 

Parte I:

Eram cerca das 8 da tarde. Três sardinhas assadas estendidas em broa, caldo verde, bifana e dois copos de tinto, eis o rol bem típico de que me servi. Muito povo presente, gente animada, rosmaninho a arder e a ser saltado e a confraternização com amigos, muitos vindos de fora. A ocasião a proporcionar “selfies”, que se multiplicaram por todo o recinto.

Um apontamento a salientar e de justiça: Para que tudo resultasse a contento lá estavam os mordomos, infatigáveis, sem parança. É com este punhado de jovens e com mais alguma gente que Vila Cova ainda se vai isentando da aparência de um mero lugar de inertes vivos. Louve-se-lhes a atitude.

 

Parte II:

Às dez e meia surge a música, com afamado conjunto, ao que me badalaram. O peso da minha condição de “cota”, passados que foram alguns dos primeiros acordes, fez-me “pirar de mansinho” (passe este laivo de linguagem modernista, a contradizer a auto definição).

Entretanto, à meia-noite, do varandim de minha casa, vejo o fogo-de-artifício: breves relampejos coloridos nos céus de Vila Cova.

Sim eu sei! À mesma hora, um imponente fogo-de-artifício, de milhares de euros, profusamente transmitido nas televisões, era exibido no Porto.

Mas se me perguntarem, entre um e outro, qual dos fogos mais me atrairá, eu respondo contrariando o que a normal lógica sugere: Antes o do S. João de Vila Cova.

É que os olhos da alma também vêem. Eis pois a razão: muitas histórias de festas de” São João”, muitas recordações.

 

Nuno Espinal

1962692_10200735804033908_5643551838787932093_n.jp

 

032.JPG

 

IMG_2951 (1).JPG

 

007.JPG

 

030.JPG

045.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 23 Junho , 2015, 09:50

011.JPG

 Um duo que primou pela afinação: Os vilacovenses Bruno e Liliana

 

 

Comecemos por avocar um nome em voga e que caracterizou adequadamente a circunstância: evento.

E o evento, na noite de terça feira, foi: Karaoke.

Presentes no evento umas 70 pessoas, distribuídas (e fazendo jus à normalidade) pela periferia do recinto, que no caso concreto se chama “Praça”.

E se os assistentes não eram assim tantos, já os artistas, que ao palco subiram, não foram assim tão poucos.

Aplauda-se-lhes a coragem e, para alguns, a arte, já que, com raridade, nem cantavam nada mal.

Mas, amigos: Um havia que foi rei da sessão por fazer gala do mais puro e conseguido estilo Zé Cabriano. Aquilo foi um arrepio constante aos tímpanos. Das centenas de notas que fez ressoar não houve uma que não fosse ao lado. Um verdadeiro descalabro cantante (pseudo cantante), a provocar, em cada ofensa sonora esgares de constrangimento.

Mas, atenção: Lá que nos divertiu, divertiu…

E é esta a verdadeira essência do karaoke: o divertimento. Por isso a noite foi conseguida. Cumpriu-se a Festa!

 

Nuno Espinal


comentários recentes
Parabéns Vila Cova do Alva e toda a sua gente.Um g...
eu gostaria muito de estar a ai para ajudar porque...
Também digo em relação à minha terra - "Torroselo...
parabens para a dona natalia e muitos anos de vida
Os meus sentimentos a familia gostava muito desta ...
Já agora que pintem a fachada da igreja...serviço ...
Parabéns, D. Albertina, pelos seus 95 anos e desej...
parabens e muitos anos de vida gosto muito de si
parabéns dª Albertina muito anos de vida pela fren...
Junho 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11

16
18
20

27

28


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds