Clique para Ouvir
publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 27 Fevereiro , 2015, 23:15

6888721_gHZse (1)-001.jpg

Dormem as casas, dormem os campos.

E, em orações noturnas, um rosário de memórias...

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 26 Fevereiro , 2015, 11:50

É minha intenção, logo que liberto de alguns compromissos, o que deverá acontecer em meados de 2016, recolher, para publicação, através de pesquisa em “Comarcas de Arganil”, notícias e apontamentos referentes a Vila Cova. Também tenho em perspetiva a recolha de excertos de Atas de reuniões da Santa Casa, realizadas a partir de 1856, dando a conhecer, publicamente, factos e episódios que repute de interessantes.

Contudo, ainda que sem a sistematização que o trabalho a que me proponho exigirá, tenho continuamente lido artigos e textos, respetivamente em Comarcas e Atas, e deles cedido, muitas das vezes, conhecimento aos leitores do Miradouro.

Dou-vos conhecimento de mais um excerto de uma Ata, e este a provocar, presumo, algum sorriso dos leitores. Ora, aí vai:

“Aos dois dias do mês de outubro de mil oitocentos e sessenta e quatro, na Casa do Despacho da Santa Casa de Misericórdia desta Vila Cova Sub Avô, reuniram-se membros da Mesa menos o Senhor Provedor por andar ausente. Logo o Secretário, fazendo as vezes de Provedor, logo lida a ata da sessão passada e aprovada por todos e assinada, disse que tendo ele Secretário um requerimento de Maria Trindade, solteira do lugar de Vinhó, pedindo ao Senhor Provedor desta Santa Casa ou a quem por ele a representar, que além da bendita esmola diária que lhe está fazendo a dita Santa Casa, lhe mandassem vir médico ou cirurgião. E pondo eu Secretário este negócio na devida consideração, foi dito que se falasse com Joaquim Nunes, barbeiro experimentado para ir ver a dita doente Maria Trindade e que se lhe pagaria por cada visita duzentos e quarenta reis, o qual Joaquim Nunes foi três vezes ao lugar de Vinhó, ver e administrar remédios à dita doente.

/…/”.

 

Nuno Espinal  

 

jan.jpg

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 24 Fevereiro , 2015, 22:47

067.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 23 Fevereiro , 2015, 23:58

beatrizcosta.jpg

 

De Hermínia Silva, uma das mais famosas intérpretes de sempre do Fado de Lisboa, já fizemos referência da sua presença, mais do que uma vez, em Vila Cova, pela sua ligação familiar aos proprietários da Casa do Convento.

De resto, Hermínia Silva terá mesmo atuado muito generosamente no Salão da Casa do Povo de Vila Cova, em espetáculo cuja receita reverteu a favor de um fundo para melhoramentos de obras na Vila.

O que desconhecíamos em absoluto, tal como, ao que julgamos, muitos leitores do Miradouro, foi da presença em Vila Cova da famosa Beatriz Costa, a célebre “menina da franja”, um dos grandes ícones da cultura popular portuguesa.

Beatriz Costa, que viveu até aos 88 anos (faleceu em 1996), celebrizou-se como atriz, em diversos filmes e espetáculos de revista, e ainda como cantora e até escritora.

A notícia da presença de Beatriz Costa em Vila Cova vem referida num ”Ecos do Alva” de 1971, com o seguinte apontamento:

“Por ocasião das Festas do Mont’Alto em Arganil, onde atuou num programa de variedades, esteve na Casa do Convento a artista Hermínia Silva, acompanhada de seu marido, Sr. Manuel Guerreiro, e da artista Beatriz Costa.”

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 22 Fevereiro , 2015, 19:43

Excelente vitória do Vilacovense que se torna líder a par do Paradela.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 22 Fevereiro , 2015, 13:08

IMG_1170.JPG

 

A Isabel Madeira foi a grande organizadora, com o irmão, o Antero, em apoio. E tudo correu às mil maravilhas. Manhã de sábado, em Lisboa, mais concretamente em espaços da cidade universitária, seriam umas onze e meia, foi o ajuntamento do pessoal. E alguém comentou: “Eh pá, só vejo corvachada!” De facto, éramos uns vinte, alguns a voarem de Coimbra e Aveiro e todos, nem tanto pelo nascimento, ligados a Vila Cova. Corvachada integrante do grupo da “Malta”, conquanto desta feita em modo restrito.

Mais um convívio, que nos reuniu em agradável almoço, ainda que antes com uma novidade, a deixar marca de outra excelência: uma visita cultural ao Museu do Traje, guiada por técnico da casa.  Aplauso geral para esta ideia. Uma visita bem conduzida, que nos deixou informação histórica e valiosa sobre a evolução do traje nos últimos séculos.

Mas, o convívio prolongar-se-ia para além do almoço. A “corvachada” ainda voou para uma esplanada da zona ribeirinha, onde, na mira de voos rasantes de gaivotas, saboreou momentos de agradável cavaqueira. O Tejo em pano de fundo. E Vila Cova, quantas vezes, em relampejos da memória.

 

Nuno Espinal

IMG_1193-001.JPG

IMG_1205.JPG

IMG_1211.JPG

IMG_1213.JPG

IMG_1223.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 20 Fevereiro , 2015, 23:05

DSCI0104 (1).JPG

 

Afastado que foi da passagem à fase seguinte do Campeonato do Inatel, desta época, o Vilacovense surge automaticamente na Taça de Reconhecimento, integrado na série “D” da Distrital de Coimbra, a par do Paradela, Arouce Praia e S. Martinho da Cortiça. Foi com esta última equipa que o Vilacovense, domingo passado, disputou, no seu campo, o primeiro jogo desta Taça Reconhecimento, não almejando mais do que um empate a duas bolas.

Uma partida bem disputada, com bom futebol praticado pela nossa equipa,  em especial na primeira parte, que terminou com uma vantagem escassa do Vilacovense, resultado que não espelhava o excelente futebol e a superioridade que exibiu face ao adversário.

No segundo tempo, o Vilacovense fraquejou de início, situação bem aproveitada pela equipa de S. Martinho que chegou a adiantar-se no marcador. Reagiu o Vilacovense, a ponto de conseguir o empate, acabando por pressionar o adversário e fazendo jus à vitória que traduziria com mais propriedade o que durante os 90 minutos se passou em campo.

 

Ficha Técnica:

 

Constituição da equipa:

 

Guarda-redes: Sérgio;

Defesas: Fábio, Sérgio (bagaço), Mário Reis e Tó-Zé Lopes;

Médios: Renato, Jorge Reis (capitão), Pedro Miguel e Pedro Abreu;

Avançados: Paulo Ribeiro e João Pedro.

 

Golos: 2  de Paulo Ribeiro

 

Substituições:

 

Aos 55 minutos entraram Luís Carlos e Bruno Lopes que substituíram, respetivamente, Fábio e Tó-Zé;

Aos 75 minutos saiu Pedro Abreu e entrou Nelson Amaral

 

Treinador: António Pereira

 

Massagista: Fernando Figueiredo

 

Delegado: José Santos

 

O próximo jogo será disputado no próximo domingo, em Foz de Arouce, contra a equipa local.

 

 

Nuno Espinal/Fábio Leitão

 

DSCI0102 (1).JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 19 Fevereiro , 2015, 22:53

15213827_QumzM.jpg

Foto de arquivo de Nuno Espinal: O padre Januário em convívio, com um garrafão nas mãos. Da esquerda para a direita: Sr. João de Figueiredo, Eng. Silvestre Leitão, Sr. Fernando Gabriel, meus primos Alfredo Ribeiro e José Pinto (de todos os da foto o único que é vivo) e meu avô Quinzinho.

 

 

Recebi do Dr. Nuno Mata o seguinte comunicado, que passo a divulgar:

 

"Exmos Srs (Sras)

Caros amigos(as) e colaboradores(as),

 

O projecto Arganilia, idealizado pelo Prof. João Alves das Neves, pretende ser e tem sido um repositório de informação e cultura da Beira Serra, desde o seu 1º número.

Coube-me, após o seu desaparecimento físico, assumir a continuidade da revista, com as dificuldades inerentes a uma tarefa graciosa e não profissional. Porém, tenho registado ao longo dos últimos 3 números (os que tive a honra de dirigir) a imprescindível e fundamental colaboração de pessoas da Beira Serra, a ela ligadas ou mesmo sem qualquer ligação, mas que viram nesta revista a possibilidade de deixar aos vindouros as suas pesquisas, opiniões e trabalhos culturais e intelectuais. Mas também devo salientar, na esmagadora maioria dos casos, o completo afastamento e desconsideração que a revista tem recebido de organismos oficiais ou associativos, apesar dos inúmeros esforços para que a sua opinião possa ser lida…Ainda que mantenho a esperança de que possam TODOS juntar-se a um projecto de todos. 

Mais um ano se iniciou e com ele a perspectiva de manter viva a revista Arganilia. Por esse facto e desejo, o número de 2015 (a ser possível a sua edição – dependente sempre das colaborações recebidas), terá como tema de capa o Reverendo Padre Januário Lourenço (Vila Cova de Alva, Barril de Alva e Anceriz) e, nomeadamente, a sua contribuição cultural para a Beira Serra através do jornal que editou, Ecos do Alva. Para além deste tema de capa, ficarão como tema livre as restantes contribuições que possam e queiram dar, apenas solicitando que as mesmas se possam ligar, de uma forma ou de outra, à região-alvo da revista.

Os artigos, como sempre, não têm limite de páginas e poderão ser acompanhados por ilustrações/imagens que, por economia de custos, serão impressos em escala de cinzentos.

Agradecendo a vossa paciência e apreço, despeço-me com amizade

Nuno Mata

(Vice-Director da revista cultural da Beira Serra – ARGANILIA)"

 

Informei o Dr. Nuno Mata da minha disponibilidade e interesse em colaborar neste número da Revista Arganilia, movido pelo respeito e admiração que me merece a memória de Padre Januário Lourenço dos Santos.

Incito os leitores do Miradouro a fazê-lo, ou assinando um artigo, ou prestando informações ou ainda enviando fotos que respeitem ao Padre Januário. Para envio da documentação, os leitores do Miradouro poderão aceder, entre outras vias possíveis, ao meu email: “espinal.nuno@gmail.com”.

Farei chegar todas as contribuições ao Dr. Nuno Mata, sendo que o limite de entrega de todo o acervo documental não deva ultrapassar o final do mês de Setembro.

 

Nuno Espinal

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 18 Fevereiro , 2015, 22:46

Coja tem o ceptro, na região, do Carnaval. E conquistou-o especialmente com o cortejo do dia de carnaval, já com larga tradição e que chama à povoação, o que aconteceu uma vez mais nesta última terça-feira, muitos forasteiros.

Muita alegria, os carros alegóricos a satirizarem situações várias, desde as locais às nacionais, e por fim o fogo de artifício, que este ano teve uma duração de cerca de vinte minutos.

Parabéns, pois, ao “Mais Além”, entidade organizadora destes festejos.

 

10994587_990330894330372_7045406139784034784_n.jpg

10169180_990330860997042_7608707416109389395_n.jpg

10516630_990331000997028_346527648534440875_n (1).

10981539_990331097663685_7527324981274433017_n.jpg

10987720_990330644330397_7354338591687825419_n.jpg

10502190_868702353173163_3829193072916317529_n.jpg

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 17 Fevereiro , 2015, 22:03

003 (1).jpg

A vida é tanto e em nada se desfaz

E o tempo nunca, nunca, volta para trás

Tudo esperamos, mas já nada nos apraz

E o tempo urge, nesta luta tão fugaz

 

Todos os dias numa gana desmedida

Saltas da cama para fazer frente à vida

Tantas vontades diferentes à partida

E uma certeza – a incerteza da corrida

 

Sem perceber o tempo passa e desgasta

A força pura que pensamos que nos basta

A pouco e pouco, martiriza e devasta

E nos atira para longe e nos afasta

 

Quando tentamos inverter esse sentido

Que, percebemos, ser o que não foi escolhido

Já não podemos, não há outro. Estás perdido

Sentes de novo esse erro cometido

 

Que te levou a essa angústia a esse medo

E sem querer te empurrou para o degredo

Onde esqueceste a tua alma, o teu segredo

E que te faz fugir de ti num arremedo.

 

A vida é isto – uma perfeita ilusão

Que implantaram com perícia e precisão

Em cada peito, no lugar do coração,

Bem camuflada sem gerar a confusão

 

Para que todos sem saber e sem pensar

Gastem a vida sem prazer a trabalhar

Sempre a correr, sempre a dormir, sempre a sonhar

Todos unidos formatados a pasmar

 

Assim se riem os senhores donos do mundo

De tanta gente sem saber como é profundo

O estilete que espetaram frio e imundo

Nesse futuro que ainda pensam que é fecundo…

 

Silvino Lopes


comentários recentes
os meus sentimentos a família
É COM SINCERA TRISTEZA E DESOLAÇÃO QUE VEJO, TAMBÉ...
ola tenho saudades do meu António neves e um grand...
Estes comentários tão sentidos do Nuno e do Zé, es...
Adeus meu Querido Alberto. Obrigado pela tua amiza...
Meu sentinentmis à famílus.awuele amigo abraço ami...
Como sempre, texto a condizer com a realidade dos...
Tão lindos! Beijinhos e boas férias para todos.
Muito bem.abraço a tds vós amigos de longa data
Fevereiro 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11

21

25
28


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds