Clique para Ouvir
publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 30 Outubro , 2014, 23:04

15943046_Kgp0z.jpg

 

No próximo dia 8 de Novembro, sábado, às quinze horas, será celebrada a tradicional Missa, na Igreja do Convento, que evocará a Irmandade da Santa Casa e rezados os responsos em sufrágio a irmãos falecidos.

Os ofícios litúrgicos estarão a cargo do Sr. Padre Rodolfo Leite, que presidirá ainda à procissão que percorrerá o átrio da Igreja do Convento e os primeiros lanços da escadaria acessória.

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 29 Outubro , 2014, 23:18

É do foro popular a ligação do “sagrado” à religiosidade. Mas, o sagrado, em conceito amplo, não se esgota estritamente no religioso. Existem espaços, objetos, momentos da nossa história de vida a que nós atribuímos uma “sacralização”, por qualidades e razões que são nossas, que nos são peculiares. É evidente que este “sagrado profano” diverge do “sagrado religioso”, quanto mais não seja no tempo e na dimensão, já que o primeiro é pessoal e efémero, contrariamente à temporalidade milenar e tendencialmente eterna do sagrado religioso e ao sentimento pessoal e coletivo com que é venerado. Este encerra uma dimensão sublime na sua transcendência ao divino.

Declaradas as devidas diferenças, já me sobram à vontade e coragem para, de um meus autoconstruídos “sagrados”, falar. Precisamente o da “Fonte dos Amores” em Vila Cova. Não será a primeira vez a que a ele me refiro neste nosso “Miradouro”. Mas, para os que dele nada sabem aqui vai um breve historiar.

À Fonte dos Amores, naqueles anos “60”, só se lhe acedia por barco. Saídos do Salgueiral em direção ao Porto de Avô, umas remadas acima da Ponte, e na margem esquerda do nosso idílico Alva, lá estava aquele recatado pedacinho, onde esguichava um fio de água. Água fresca e purinha. Mas, não só. Dizia-se que tinha efeitos superiores. Ou seja, quem dela bebesse, era certo e sabido, se com a namorada (ou namorado) se fizesse acompanhar, ficaria trespassado pelas setas do cupido para toda a vida. Ora aí está! O mito e o rito associados à sacralização do espaço.

Há dias, em conversa com um dos da “Malta”, recordávamos tempos de juventude nas férias escolares passadas em Vila Cova. E nas passeatas da memória, lá fomos até à Fonte dos Amores.

-Gostava de lá voltar, beber umas goladas daquela água, dizia-me ele. Mas ouvi dizer que aquilo está inacessível, continuou. Mato e mais mato

-Mas o que é que lá ias fazer? retorqui-lhe. Enamoramentos nesta altura?

-Isso não, respondeu-me. De amores estamos falados…é viagem feita e sem retorno… mas, sabes? Tenho consagrado na memória aquele espaço.

Fizemos um silêncio, interrompido pelas palavras desfraldadas que lhe ouvi:

-Fonte dos Amores? Amores já se foram e a Fonte será que ainda existe?

Novo silêncio. Até que:

-Nesta nossa atual etapa da vida, talvez o melhor seja “Fonte das Saudades Sagradas”!

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 28 Outubro , 2014, 22:42

Ainda que este “site” não se envolva na vivência política/partidária do Concelho, não pode, contudo, ignorar acontecimentos que, mesmo que inscritos naquela temática, constituam algo referente a nomes de pessoas.  

E porque assim é, publicamos um texto que nos chegou, de uma estrutura partidária, com a afirmação de que continuaremos a manter a mesma atitude de afastamento relativamente às questões político-partidárias e às polémicas que as envolvem.

 

 Eis o texto:

 

Muito boa tarde,

 

Como presidente da recém-eleita Comissão Política Concelhia do CDS-PP de Arganil, venho por este meio dar conhecimento da criação da estrutura no nosso concelho.

 

Gostaria em primeiro lugar, de louvar o trabalho que tem desenvolvido no seu Blog, que é sem dúvida uma mais valia para promover o nosso concelho.

 

Em segundo lugar, quero mostrar-me disponível para responder a qualquer questão que tenha em relação à estrutura do CDS em Arganil, isto caso pretenda publicar no seu Blog a notícia da criação da estrutura, que foi a eleger no passado Sábado, 25 de Outubro de 2014 na sede do CDS-PP de Oliveira do Hospital.

 

O meu nome é Tiago Galvão, frequento o último ano de Relações Internacionais na Universidade de Lisboa e irei presidir a concelhia de Arganil nos próximos 2 anos.

 

Presidente: Tiago Galvão

Vice Presidente: Nuno Santos

Vice Presidente: Renato de Carvalho

Secretário: Carlos Ferreira Luis

1º Vogal: Carlos Galvão

 

 

Sem mais assunto,

Com os melhores cumprimentos,

 

O presidente, Tiago Galvão


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 27 Outubro , 2014, 17:59

DSC03102 (1).JPG

Faleceu o Sr. Padre Manuel Cintra.

Pároco em Vila Cova, durante vários anos, deixa amigos na nossa terra e a sua morte é por todos sentida com pesar e saudade.

Faleceu após dois anos de sofrimento, vitimado por uma doença de que se previa, mais tarde ou mais cedo, a sua fatalidade.  

O corpo está em câmara ardente na Capela de Santa Ana, e o funeral está marcado para as 14 horas e 30 minutos de amanhã, com Missa de Corpo Presente na Igreja de Oliveira do Hospital.

À família e à comunidade católica da região apresentamos as nossas condolências.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 26 Outubro , 2014, 22:37

mag.jpg

 

Já se tornou um hábito que, por esta altura do ano, a Flor do Alva faça os pagamentos aos seus músicos e que, para a circunstância, nas brasas de uma fogueira, ateada no espaço do Chafariz de S. Sebastião, asse umas castanhas acompanhadas com a adequada jeropiga, para que o momento seja partilhado com um mais animado ambiente. Só que, também é habitual que por esta altura já se sinta uma aragem bem fresquinha, a convidar ao calor da fogueira.

Mas a realidade este ano foi bem diferente. A noite morna nem por isso aproximou os nossos filarmónicos da fogueira. Quanto às castanhas, essas lá marcharam sem negaças e, bem regadas com jeropiga, sempre deram um ar de graça e de encenação de um S. Martinho antecipado.

 

Fotos: Fábio Leitão   

 

unnamed.jpg

 

mag2.jpg

 

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 26 Outubro , 2014, 18:17

A equipa de Seixo da Beira apresentou-se com um bom nível exibicional e proporcionou um bom treino ao Vilacovense, que continua a perspetivar um bom campeonato.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 24 Outubro , 2014, 18:24

O Grupo Desportivo Vilacovense vem pelo presente, transmitir que a atual direção do G. D. Vilacovense desde que iniciou funções em 2010, nunca equacionou a não participação do clube em qualquer época desportiva, ou não tivesse sido a nossa participação no torneio de Verão em Vila Franca da Beira, realizado em Agosto passado, um recomeço da nova época desportiva à qual todos os atletas da época 2013/2014 foram convidados a participar ainda que tenham comparecido em reduzido número.

 

Assumimos a demora na reorientação da equipa para a presente época devido a questões internas que se prendiam com o inicio da nova época, e que foram solucionadas apenas no decorrer do mês de Setembro.

 

No entanto, este comunicado surge na sequência da noticia publicada neste blogue que dava conta do inicio da época desportiva 2014/2015, no qual a palavra “desertores”, não foi bem vista ou classificada por alguns ex- atletas, também não nos caberá a nós classificar o sentido dado a tal palavra, apenas queremos com isto reforçar que esta direção sempre se empenhou em tratar bem os seus atletas e em promover o espírito de equipa e camaradagem por que somos reconhecidos no campeonato do Inatel.

 

Já em vários comunicados o referimos e voltamos a frisar que a Direção está extremamente grata a todos quantos passaram por esta Instituição ao longo das várias épocas desportivas quer como atletas quer como treinadores.

 

Não é nossa intenção comentar opiniões públicas sobre conteúdos de um texto deste blogue, que muito nos tem ajudado na divulgação da nossa atividade, nomeadamente na pessoa do seu coordenador Dr. Nuno Espinal a quem também estamos gratos por toda a colaboração.

 

A todos esta direção está grata pela colaboração que prestaram e continuam a prestar à nossa Instituição, aos nossos ex- atletas desejamos os melhores sucessos profissionais, assim como o desejamos para os atletas que nesta época irão vestir as cores da nossa camisola, a todos desejamos uma excelente época desportiva.

 

Saudações Vilacovenses

 

A Direção


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 24 Outubro , 2014, 18:20

DSCI1479.JPG

No próximo domingo o Vilacovense defronta o Vasco da Gama de Seixo da Beira, a partir das 15 horas, em jogo de preparação. 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 22 Outubro , 2014, 23:29

Carolina_Beatriz_Ângelo.jpg

 

O Henrique Gabriel propõe que publiquemos, em adenda ao nosso apontamento “Igualdade de Géneros?”, publicado sábado passado, uma referência a uma senhora, Carolina Beatriz Ângelo, que granjeou lugar na História Contemporânea Portuguesa, ao ser a primeira mulher a votar no País, por mérito da sua sagacidade e, acima de tudo, pela luta em que se empenhou como sufragista.

A I República portuguesa impedia o sufrágio feminino, só o permitindo aos cidadãos que tivessem mais de 21 anos de idade, soubessem ler e escrever e fossem chefes de família, sem especificar, por deslize do legislador, o género a que pertenciam.

Ora, Carolina Beatriz Ângelo que era médica e chefe de família, por força de ter enviuvado, utilizou o argumento de que possuía os requisitos legais que lhe davam o direito de poder votar.

E votou mesmo, isto em 1911, contra a vontade da elite do poder que não tolerava direitos iguais entre homens e mulheres, em muitas manifestações de cidadania, nomeadamente o direito ao voto, o qual, em 1913, por já prevista alteração da lei, especificava que só os «chefes de família do sexo masculino» podiam eleger e ser eleitos.

Esta senhora faleceu muito nova, com 33 anos de idade, mas ainda assim teve um historial de muita dedicação e coragem como militante feminista.

Aqui fica a nossa homenagem e um obrigado ao Henrique Gabriel pela achega que nos deu.

Já agora uma curiosidade: Sabem quem é trineto, por descendência materna, desta senhora? O próprio filho do Henrique Gabriel,  o Vasco Ferreira, que todos os anos, no período de férias escolares, passa uns dias em Vila Cova, em casa dos avós paternos.

E já agora outra curiosidade: a Dra. Carolina Beatriz Ângelo foi casada com um médico de nome Januário Barreto, trisavô do nosso Vasco Ferreira. Sabem de que Instituição foi, este senhor, co-fundador? Nem mais nem menos do que da Instituição que tem por nome Sport Lisboa e Benfica, da qual foi Presidente à data de 1906.

E haja cuidado com juízos precipitados! É que, ao que sei, o Vasco Ferreira, filho do Henrique, até é do Sporting.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 20 Outubro , 2014, 23:26

Foi alterada a hora da Missa de Corpo Presente em memória da Drª. Leonor Alves, que passou, por imperativo da disponibilidade do Pároco celebrante da Igreja de Nossa Senhora de Lourdes, em Coimbra, das 10 horas para as 11 horas e 30 minutos.


comentários recentes
Parabéns Vila Cova do Alva e toda a sua gente.Um g...
eu gostaria muito de estar a ai para ajudar porque...
Também digo em relação à minha terra - "Torroselo...
parabens para a dona natalia e muitos anos de vida
Os meus sentimentos a familia gostava muito desta ...
Já agora que pintem a fachada da igreja...serviço ...
Parabéns, D. Albertina, pelos seus 95 anos e desej...
parabens e muitos anos de vida gosto muito de si
parabéns dª Albertina muito anos de vida pela fren...
Outubro 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

14
16
17
18

21
23
25

31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds