Clique para Ouvir
publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 31 Outubro , 2013, 22:01

 

 

Surgiram-me da negritude da noite.

-Ui, que medo!

Franqueei-lhes a casa, não fossem amaldiçoar-me, quem sabe, esconjurar-me, fuzilar-me até, com poderoso e tremendo mau-olhado.  

Nada disso!

Enfeitiçaram-me sim, mas em magias a colorir-me o resto da noite.

Depois, lá se foram…

 E eu tanto lhes agradeço os sorrisos…

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 31 Outubro , 2013, 18:57

 

 

 

Constituição da equipa:

 

Guarda-redes-Bruno Oliveira

Defesas-Fábio Santos (Nelson Amaral após o intervalo), Tó Cruz, Luís Carlos Quaresma e Joel Leal;

Médios-Jorge Reis, Ricardo Santos (Diogo Poço aos 70 minutos), Sérgio Fonseca Luís Carlos Costa após o intervalo), Filipe Tavares (David Lourenço após o intervalo) e Jorge Sousa (Bruno Lopes aos 60 minutos);

Avançado- João Correia (António José aos 76 minutos).

 

O golo foi apontado por Luís Carlos Costa no aos 55 minutos.

 

Treinador-Rui Mota.

Massagista-Fernando Figueiredo.

Delegado-José Santos.

 

Domingo o Vilacovense não terá jogo oficial, já que se joga a primeira eliminatória da taça, da qual o Vilacovense foi apurado diretamente para a fase seguinte.

 

No próximo dia 10 o Vilacovense recebe o Pomarense.

 

Fábio Leitão

 

 

 

 

Rui Mota treinador do Vilacovense


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 29 Outubro , 2013, 23:08

 

 

O declínio demográfico, nas regiões do interior (Beiras e Trás-os-Montes em especial) parece incontornável. E não se prevendo políticas que invertam a evolução, a perda demográfica em 2040 poderá ser de um terço, relativamente aos números atuais, segundo um estudo das Universidades de Aveiro, Coimbra, Beira Interior e dos Politécnicos de Castelo Branco e Leiria.

A razão para este fenómeno é de todos conhecida: Morre-se nestas regiões e não há nascimentos.    

É evidente que tudo isto se relaciona com a falta de população em idade fértil. Os jovens emigram, debandam das suas terras e a taxa de natalidade é praticamente nula.

Vejamos o caso da recém-criada União das Freguesias de Vila Cova e Anseriz. Pelo censo de 2001 a União, se já existisse com validade administrativa, contava 721 residentes (533 da Freguesia de Vila Cova a somar aos 188 da Freguesia de Anseriz). Já em 2011, no censo efetuado, a União contava 659 residentes (513 da Freguesia de Vila Cova e 146 da Freguesia de Anseriz). No cômputo total um perda de 62 residentes, ou seja uma variação percentual, entre 2001 e 2011, de menos 8,6%.

Ora, considerando-se a projeção já referida da perda demográfica de um terço (cerca de 33%) a União das Freguesias contará em 2040 com uma população de cerca 440 residentes.

De facto, a acontecer esta previsão, uma perda confrangedora, com consequências pouca promissoras para o futuro dos que nessa altura cá viverão.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 28 Outubro , 2013, 22:28

 

Quem na Igreja do Convento pretenda dirigir-se ao “coro” percebe que a escadaria que lhe dá acesso está construída num buraco escavado numa das paredes laterais do templo. Mas vamos à sua história:

 

Inicialmente, e foi sempre assim no tempo dos frades, o único acesso ao "coro" era feito por uma porta de serventia com o edifício conventual, ou seja, a Igreja não tinha qualquer ligação direta ao "coro".

Quando o edifício e a Igreja passaram a ter proprietários diferentes (a Igreja na posse da Santa Casa de Misericórdia e o edifício residencial propriedade de privados) gerou-se, cerca de 1883, entrepartes, um conflito, resultante do não cumprimento de um acordo firmado.

Com efeito, o proprietário do edifício residencial, Dr. Alexandre de Cupertino, entre outros desrespeitos de cláusulas de um acordo a que seu pai, Conselheiro José Cupertino, entretanto já falecido, tinha acedido, criou dificuldades ao livre-trânsito para o “coro” a eclesiásticos, músicos e membros da Mesa da Santa Casa, contrariando, assim, o que estava acordado.

A situação criada levou a que a Mesa da Misericórdia, para acabar de vez com o problema, resolvesse construir uma escadaria que permitisse o acesso direto entre Igreja e Coro. E assim foi feito. A escadaria lá está, escavada numa das largas paredes laterais do templo.

 

Nuno Espinal

Foto: Silvino Lopes

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 27 Outubro , 2013, 18:45

 

 

Em dia de muito sol, algum calor e com boa assistência, o Vilacovense recebeu no seu campo a equipa de Alvoco. Jogo não muito conseguido por qualquer das equipas, ainda que o Vilacovense, apesar do equilíbrio manifesto em quase todo o encontro, se tenha superiorizado a espaços e justificado a vitória, até porque foi a equipa que mais oportunidades de golos criou.

Boa arbitragem, em jogo que decorreu sob o signo da correção.

 

NE


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 26 Outubro , 2013, 18:26

Acedendo ao pedido de vários irmãos, a Missa de anversário da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Vila Cova de Alva passa a ser celebrada sábado, dia 9 de Novembro, às 14 horas e trinta minutos, e não dia 8, sexta feira, como anteriormente tinha sido anunciado.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 23 Outubro , 2013, 21:48

 

 

A deslocação do Vilacovense à Bobadela foi encarada com a máxima cautela, face à reputação inquestionável da equipa da casa. A contribuir para tanto sabia-se das boas provas que o Bobadelense já tinha exibido. Equipa jovem e bem organizada, o Bobadelense tinha a seu favor uma melhor e natural adaptação ao seu próprio campo, um dos de maior dimensão no universo do INATEL.

Mas o Vilacovense soube superar as dificuldades esperadas e, com uma boa exibição, mostrou ser uma equipa superior, o que de resto foi comprovado nas muitas oportunidades de golo que criou, com o único senão de uma menor eficácia em termos de remate.

Vitória mais do que merecida do Vilacovense e exibição convincente e a prometer um bom campeonato.

Uma nota de destaque para o guarde redes Bruno que, no início do segundo tempo, defendeu uma grande penalidade.

 

Constituição da equipa:

 

Guarda-redes: Bruno;

Defesas: Joel Leal, António Cruz (cap.) Luís Carlos Quaresma e Paulo Ricardo (António José);

Médios: Jorge Reis, Ricardo Santos, Luís Carlos Costa (Serginho), David Lourenço (Renato) e Jorge Sousa (Diogo);

Avançado: João Correia (Bruno Lopes).

 

Suplentes não utilizados: Rui Mota e Fábio Santos.

 

Golos apontados por: Paulo Ricardo aos 35 minutos e Jorge Sousa aos 50 minutos.

 

Treinador: Rui Mota.

 

Delegado: José Manuel Santos.

 

Massagista: Fernando Figueiredo.

 

O próximo jogo disputa-se no domingo, dia 27, às 15 horas, em vila cova de alva, contra o GD Alvoco.

 

Nuno Espinal/Fábio Leitão


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 23 Outubro , 2013, 20:56

 

 

Cumprindo a tradição, a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia comemorará o seu aniversário no dia 8 de Novembro, com a celebração de uma Missa que será presidida pelo Sr. Padre Rodolfo Leite, Missa que acontecerá às 11 horas na Igreja do Convento e que integrará, para além de uma curta procissão, uma reza de responsos em sufrágio a irmãos falecidos.

 

(Foto de arquivo)


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 22 Outubro , 2013, 16:55

 

Comentário de Nuno Mata sobre a peça ontem publicada de Manuel Fernandes:

 

Meu caro Manuel Fernandes, a sua mágoa não é mais do que o resultado de uma parva macrocefalia que invade este país de norte a sul! Ostentam-se os elefantes brancos nas capitais e ostracizam-se as formiguinhas da periferia, mas sempre com doces cantares de cigarra. De facto começa a instalar-se a falta de entusiasmo dos (muito) poucos que tentam evitar a total extinção - o como agora é moda, a agregação - das nossas vilas e aldeias não-sedes de concelho. Já não há, inclusive, paciência nenhuma para discursos de cassete que, depois e na prática, em nada resultam, Resta-nos, portanto, assistir à triste agonia das nossas terras a quem tudo comem, como diria Zeca. Justificando-se com o progresso e a melhoria da qualidade de vida, desapareceram os concelhos, as freguesias, as escolas, os correios, os postos de saúde, as casas da criança... e, curiosamente, não se vislumbram nem progresso e nem qualidade de vida... Tenho pena que o entusiasmo oficial da atribuição do galardão Aldeia de Xisto a Vila Cova de Alva não tenha sido acompanhado (como previ e aqui escrevi) com o efectivo apoio!! Estoiraram os foguetes e agora não resta ninguém para apanhar as canas! Um abraço,

 

Nuno Mata


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 21 Outubro , 2013, 18:00

 

Duarte Martinho, concorrente (Vila Cova de Alva)

 

 

Pela 1ª vez esta maravilhosa e histórica Vila recebeu esta prova (tão conhecida e divulgada em França), a que chamam «corridas de caixas de sardinha» e que atrai multidões.

Organizada pelos Trilhos do Zêzere, que teve este ano como parceiro oficial «AS ALDEIAS DO XISTO», realizou-se na ladeira da Ermida de São João de Alqueidão, ao longo duma descida de 800 metros (a fazer em duas vezes) com curvas e contracurvas arrojadas, uma das nove corridas do Campeonato de “carrinhos de rolamentos”.

Felizmente que tudo correu bem e não houve acidentes para os 55 concorrentes vindos de centro do país - Cantanhede, Coimbra, Oliveira do Hospital, Mouronho, Coja, zona de Pombal e do Zêzere, Casal de São João e de Vila Cova de Alva.

Parabéns ao Paulo Antunes (Casal de São João) e ao Duarte Martinho (Vila Cova de Alva), que com 12 anos apresentou um “bólide” simples, como eram os primitivos quando vi pela 1ª vez estas provas, mas eficaz. O Paulo até ganhou o 1º Prémio da sua categoria. Apreciei também a Maria, única concorrente feminina de Oliveira do Hospital, assim como o Ronaldo, de Cantanhede que apesar dos seus 5 anos fez uma excelente prova.

 Tempo maravilhoso para esta prova desportiva, mas assistência fraquíssima, somente umas 20 pessoas de Vila Cova e ao todo umas 50. Que tristeza! Assim não se pode falar em TURISMO NA SERRA DO AÇOR! O responsável da prova no final felicitou todos os concorrentes, elogiou o esplêndido local e agradeceu ao Provedor da Misericórdia de Vila Cova de Alva, na pessoa do Dr. Nuno Espinal, a única pessoa que o ajudou na realização desta prova.

Escreveram à Junta de Freguesia e até hoje não tiveram uma resposta. Ninguém da Junta, do Concelho, nem da Imprensa Local. Que se passa afinal? Se os de fora gostam e elogiam as nossas belezas naturais e criam nelas eventos turísticos, por que razão lhes viramos as costas? Algo está errado! O TURISMO faz-se com pessoas, com bom acolhimento e com obras! Parabéns à organização.

 

Manuel Fernandes

 

Fotos: Silvino Lopes e Manuel Fernandes

 

 

 

Sr. Luís Brasileiro, coordenador da organização "Trilhos do Zêzere"

 

Paulo Antunes, concorrente de Casal de S. João
 
 
 
 

 


comentários recentes
os meus sentimentos a família
É COM SINCERA TRISTEZA E DESOLAÇÃO QUE VEJO, TAMBÉ...
ola tenho saudades do meu António neves e um grand...
Estes comentários tão sentidos do Nuno e do Zé, es...
Adeus meu Querido Alberto. Obrigado pela tua amiza...
Meu sentinentmis à famílus.awuele amigo abraço ami...
Como sempre, texto a condizer com a realidade dos...
Tão lindos! Beijinhos e boas férias para todos.
Muito bem.abraço a tds vós amigos de longa data
Outubro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

15

24
25

30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds