Clique para Ouvir
publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 31 Outubro , 2013, 22:01

 

 

Surgiram-me da negritude da noite.

-Ui, que medo!

Franqueei-lhes a casa, não fossem amaldiçoar-me, quem sabe, esconjurar-me, fuzilar-me até, com poderoso e tremendo mau-olhado.  

Nada disso!

Enfeitiçaram-me sim, mas em magias a colorir-me o resto da noite.

Depois, lá se foram…

 E eu tanto lhes agradeço os sorrisos…

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 31 Outubro , 2013, 18:57

 

 

 

Constituição da equipa:

 

Guarda-redes-Bruno Oliveira

Defesas-Fábio Santos (Nelson Amaral após o intervalo), Tó Cruz, Luís Carlos Quaresma e Joel Leal;

Médios-Jorge Reis, Ricardo Santos (Diogo Poço aos 70 minutos), Sérgio Fonseca Luís Carlos Costa após o intervalo), Filipe Tavares (David Lourenço após o intervalo) e Jorge Sousa (Bruno Lopes aos 60 minutos);

Avançado- João Correia (António José aos 76 minutos).

 

O golo foi apontado por Luís Carlos Costa no aos 55 minutos.

 

Treinador-Rui Mota.

Massagista-Fernando Figueiredo.

Delegado-José Santos.

 

Domingo o Vilacovense não terá jogo oficial, já que se joga a primeira eliminatória da taça, da qual o Vilacovense foi apurado diretamente para a fase seguinte.

 

No próximo dia 10 o Vilacovense recebe o Pomarense.

 

Fábio Leitão

 

 

 

 

Rui Mota treinador do Vilacovense


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 29 Outubro , 2013, 23:08

 

 

O declínio demográfico, nas regiões do interior (Beiras e Trás-os-Montes em especial) parece incontornável. E não se prevendo políticas que invertam a evolução, a perda demográfica em 2040 poderá ser de um terço, relativamente aos números atuais, segundo um estudo das Universidades de Aveiro, Coimbra, Beira Interior e dos Politécnicos de Castelo Branco e Leiria.

A razão para este fenómeno é de todos conhecida: Morre-se nestas regiões e não há nascimentos.    

É evidente que tudo isto se relaciona com a falta de população em idade fértil. Os jovens emigram, debandam das suas terras e a taxa de natalidade é praticamente nula.

Vejamos o caso da recém-criada União das Freguesias de Vila Cova e Anseriz. Pelo censo de 2001 a União, se já existisse com validade administrativa, contava 721 residentes (533 da Freguesia de Vila Cova a somar aos 188 da Freguesia de Anseriz). Já em 2011, no censo efetuado, a União contava 659 residentes (513 da Freguesia de Vila Cova e 146 da Freguesia de Anseriz). No cômputo total um perda de 62 residentes, ou seja uma variação percentual, entre 2001 e 2011, de menos 8,6%.

Ora, considerando-se a projeção já referida da perda demográfica de um terço (cerca de 33%) a União das Freguesias contará em 2040 com uma população de cerca 440 residentes.

De facto, a acontecer esta previsão, uma perda confrangedora, com consequências pouca promissoras para o futuro dos que nessa altura cá viverão.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 28 Outubro , 2013, 22:28

 

Quem na Igreja do Convento pretenda dirigir-se ao “coro” percebe que a escadaria que lhe dá acesso está construída num buraco escavado numa das paredes laterais do templo. Mas vamos à sua história:

 

Inicialmente, e foi sempre assim no tempo dos frades, o único acesso ao "coro" era feito por uma porta de serventia com o edifício conventual, ou seja, a Igreja não tinha qualquer ligação direta ao "coro".

Quando o edifício e a Igreja passaram a ter proprietários diferentes (a Igreja na posse da Santa Casa de Misericórdia e o edifício residencial propriedade de privados) gerou-se, cerca de 1883, entrepartes, um conflito, resultante do não cumprimento de um acordo firmado.

Com efeito, o proprietário do edifício residencial, Dr. Alexandre de Cupertino, entre outros desrespeitos de cláusulas de um acordo a que seu pai, Conselheiro José Cupertino, entretanto já falecido, tinha acedido, criou dificuldades ao livre-trânsito para o “coro” a eclesiásticos, músicos e membros da Mesa da Santa Casa, contrariando, assim, o que estava acordado.

A situação criada levou a que a Mesa da Misericórdia, para acabar de vez com o problema, resolvesse construir uma escadaria que permitisse o acesso direto entre Igreja e Coro. E assim foi feito. A escadaria lá está, escavada numa das largas paredes laterais do templo.

 

Nuno Espinal

Foto: Silvino Lopes

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 27 Outubro , 2013, 18:45

 

 

Em dia de muito sol, algum calor e com boa assistência, o Vilacovense recebeu no seu campo a equipa de Alvoco. Jogo não muito conseguido por qualquer das equipas, ainda que o Vilacovense, apesar do equilíbrio manifesto em quase todo o encontro, se tenha superiorizado a espaços e justificado a vitória, até porque foi a equipa que mais oportunidades de golos criou.

Boa arbitragem, em jogo que decorreu sob o signo da correção.

 

NE


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 26 Outubro , 2013, 18:26

Acedendo ao pedido de vários irmãos, a Missa de anversário da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Vila Cova de Alva passa a ser celebrada sábado, dia 9 de Novembro, às 14 horas e trinta minutos, e não dia 8, sexta feira, como anteriormente tinha sido anunciado.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 23 Outubro , 2013, 21:48

 

 

A deslocação do Vilacovense à Bobadela foi encarada com a máxima cautela, face à reputação inquestionável da equipa da casa. A contribuir para tanto sabia-se das boas provas que o Bobadelense já tinha exibido. Equipa jovem e bem organizada, o Bobadelense tinha a seu favor uma melhor e natural adaptação ao seu próprio campo, um dos de maior dimensão no universo do INATEL.

Mas o Vilacovense soube superar as dificuldades esperadas e, com uma boa exibição, mostrou ser uma equipa superior, o que de resto foi comprovado nas muitas oportunidades de golo que criou, com o único senão de uma menor eficácia em termos de remate.

Vitória mais do que merecida do Vilacovense e exibição convincente e a prometer um bom campeonato.

Uma nota de destaque para o guarde redes Bruno que, no início do segundo tempo, defendeu uma grande penalidade.

 

Constituição da equipa:

 

Guarda-redes: Bruno;

Defesas: Joel Leal, António Cruz (cap.) Luís Carlos Quaresma e Paulo Ricardo (António José);

Médios: Jorge Reis, Ricardo Santos, Luís Carlos Costa (Serginho), David Lourenço (Renato) e Jorge Sousa (Diogo);

Avançado: João Correia (Bruno Lopes).

 

Suplentes não utilizados: Rui Mota e Fábio Santos.

 

Golos apontados por: Paulo Ricardo aos 35 minutos e Jorge Sousa aos 50 minutos.

 

Treinador: Rui Mota.

 

Delegado: José Manuel Santos.

 

Massagista: Fernando Figueiredo.

 

O próximo jogo disputa-se no domingo, dia 27, às 15 horas, em vila cova de alva, contra o GD Alvoco.

 

Nuno Espinal/Fábio Leitão


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 23 Outubro , 2013, 20:56

 

 

Cumprindo a tradição, a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia comemorará o seu aniversário no dia 8 de Novembro, com a celebração de uma Missa que será presidida pelo Sr. Padre Rodolfo Leite, Missa que acontecerá às 11 horas na Igreja do Convento e que integrará, para além de uma curta procissão, uma reza de responsos em sufrágio a irmãos falecidos.

 

(Foto de arquivo)


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 22 Outubro , 2013, 16:55

 

Comentário de Nuno Mata sobre a peça ontem publicada de Manuel Fernandes:

 

Meu caro Manuel Fernandes, a sua mágoa não é mais do que o resultado de uma parva macrocefalia que invade este país de norte a sul! Ostentam-se os elefantes brancos nas capitais e ostracizam-se as formiguinhas da periferia, mas sempre com doces cantares de cigarra. De facto começa a instalar-se a falta de entusiasmo dos (muito) poucos que tentam evitar a total extinção - o como agora é moda, a agregação - das nossas vilas e aldeias não-sedes de concelho. Já não há, inclusive, paciência nenhuma para discursos de cassete que, depois e na prática, em nada resultam, Resta-nos, portanto, assistir à triste agonia das nossas terras a quem tudo comem, como diria Zeca. Justificando-se com o progresso e a melhoria da qualidade de vida, desapareceram os concelhos, as freguesias, as escolas, os correios, os postos de saúde, as casas da criança... e, curiosamente, não se vislumbram nem progresso e nem qualidade de vida... Tenho pena que o entusiasmo oficial da atribuição do galardão Aldeia de Xisto a Vila Cova de Alva não tenha sido acompanhado (como previ e aqui escrevi) com o efectivo apoio!! Estoiraram os foguetes e agora não resta ninguém para apanhar as canas! Um abraço,

 

Nuno Mata


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 21 Outubro , 2013, 18:00

 

Duarte Martinho, concorrente (Vila Cova de Alva)

 

 

Pela 1ª vez esta maravilhosa e histórica Vila recebeu esta prova (tão conhecida e divulgada em França), a que chamam «corridas de caixas de sardinha» e que atrai multidões.

Organizada pelos Trilhos do Zêzere, que teve este ano como parceiro oficial «AS ALDEIAS DO XISTO», realizou-se na ladeira da Ermida de São João de Alqueidão, ao longo duma descida de 800 metros (a fazer em duas vezes) com curvas e contracurvas arrojadas, uma das nove corridas do Campeonato de “carrinhos de rolamentos”.

Felizmente que tudo correu bem e não houve acidentes para os 55 concorrentes vindos de centro do país - Cantanhede, Coimbra, Oliveira do Hospital, Mouronho, Coja, zona de Pombal e do Zêzere, Casal de São João e de Vila Cova de Alva.

Parabéns ao Paulo Antunes (Casal de São João) e ao Duarte Martinho (Vila Cova de Alva), que com 12 anos apresentou um “bólide” simples, como eram os primitivos quando vi pela 1ª vez estas provas, mas eficaz. O Paulo até ganhou o 1º Prémio da sua categoria. Apreciei também a Maria, única concorrente feminina de Oliveira do Hospital, assim como o Ronaldo, de Cantanhede que apesar dos seus 5 anos fez uma excelente prova.

 Tempo maravilhoso para esta prova desportiva, mas assistência fraquíssima, somente umas 20 pessoas de Vila Cova e ao todo umas 50. Que tristeza! Assim não se pode falar em TURISMO NA SERRA DO AÇOR! O responsável da prova no final felicitou todos os concorrentes, elogiou o esplêndido local e agradeceu ao Provedor da Misericórdia de Vila Cova de Alva, na pessoa do Dr. Nuno Espinal, a única pessoa que o ajudou na realização desta prova.

Escreveram à Junta de Freguesia e até hoje não tiveram uma resposta. Ninguém da Junta, do Concelho, nem da Imprensa Local. Que se passa afinal? Se os de fora gostam e elogiam as nossas belezas naturais e criam nelas eventos turísticos, por que razão lhes viramos as costas? Algo está errado! O TURISMO faz-se com pessoas, com bom acolhimento e com obras! Parabéns à organização.

 

Manuel Fernandes

 

Fotos: Silvino Lopes e Manuel Fernandes

 

 

 

Sr. Luís Brasileiro, coordenador da organização "Trilhos do Zêzere"

 

Paulo Antunes, concorrente de Casal de S. João
 
 
 
 

 


comentários recentes
parabéns Dª Lucília silva tudo de bom
também para si um bom ano novo senhor Nuno Espinal...
Obrigado, um bom ano também para si, Um grande abr...
Partilho, caro Espinal. Um bom ano, amigo
Na minha aldeia - Torroselo -, o leilão de oferend...
Parabéns! Bjs
os meus sentimentos a família
É COM SINCERA TRISTEZA E DESOLAÇÃO QUE VEJO, TAMBÉ...
ola tenho saudades do meu António neves e um grand...
Outubro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

15

24
25

30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds