Clique para Ouvir
publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 31 Janeiro , 2012, 23:43

 

Vilacovense 2 St. António do Alva 2

 

Um jogo agradável de ser seguido, apesar de algum descontrolo emocional a desvirtuar os momentos finais da partida, com relevo para a atitude de um jogador da equipa adversária, a pontapear a bola conta o banco de suplentes do Vilacovense, o que lhe provocou a expulsão e alguma agitação, com os nervos à flor da pele, o que poderia ter descambado em situações pouco recomendáveis.

Aceita-se o resultado, já que as oportunidades de golo acabaram por ser repartidas.

A equipa de St. António, formada por jogadores muito jovens, mostrou-se aguerrida e contrariou a maior experiência e capacidade da equipa de Vila Cova.

 

Constituição da equipa:

 

Guarda-Redes: Adriano Silva

Defesas: João, António Cruz (capitão) Marco Oliveira e Fábio Leitão (Sérgio Fonseca aos 70 minutos);

Médios: Nelson Amaral (Eduardo Gírio aos 65 minutos), Wilson Saraiva, Sérgio Gaspar e Bruno Carvalho;

Avançados: Paulo Ribeiro e António Pereira (Hugo Costa aos 80 minutos).

 

Suplentes não Utilizados: Rui Lourenço e Bruno Santos

 

Os golos foram apontados por Paulo Ribeiro aos 30 e aos 65 minutos.

 

Treinador: Rui Mota

 Massagista: Fernando Figueiredo

 Delegado: José Santos

 

O próximo jogo, grande derby local, oporá o Lourosa, a jogar no seu campo, ao Vilacovense. Em virtude de a nossa equipa folgar na próxima jornada, o jogo só se disputará dia 12 de Fevereiro.

 

Nuno Espinal/Fábio Leitão


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 30 Janeiro , 2012, 18:59

Faleceu em Lisboa a Sr.ª D.ª Maria Emília dos Santos, que tinha 89 anos de idade.

Era viúva do Sr. Augusto Gabriel (grande músico da Flor do Alva) e mãe dos Srs. Fernando Santos, que reside em Oliveira do Hospital, do Sr. Manuel Santos (falecido há alguns anos na África do Sul) e da Sr.ª D.ª Celeste Maria Silva, com quem vivia atualmente em Lisboa.

O funeral realiza-se amanhã para o cemitério de Vila Cova, devendo o corpo chegar à Igreja Matriz cerca das 17 horas.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 30 Janeiro , 2012, 18:43

 

 

Hoje é dia de aniversário do Sr. Silvino Martins. Noventa anos de idade. Um grande abraço e muitos Parabéns.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 30 Janeiro , 2012, 18:04

Na Foto: Zé Conde e Natália Novais

 

 

Recebemos da Sr.ª D.ª Natália Novais e dos Srs. João Ferreira e José Conde, os seguintes documentos que passamos a divulgar:

(A ordem de divulgação dos documentos e a numeração atribuída é da responsabilidade do Miradouro)

 

Documento 1

 

Boa Tarde

 

Informamos V/Exas. que deram entrada hoje, dia 30 de Janeiro de 2012 nas Instalações do Rádio Clube de Arganil e dirigido à Direcção desse mesmo organismo, as seguintes cartas de demissão:

De Natália Novais (Vice-Presidente, Produtora e Apresentadora de cerca de 8 programas perfazendo mais de 50 horas mensais);

De João Ferreira (Vogal e Direcção Técnica);

De Zé Conde (Director de Programas, Produtor e Apresentador de cerca de 6 programas perfazendo mais de 100 horas mensais, assim como angariação e cobrança de publicidade, gravação de spot's e organização de eventos);

Informamos ainda que anexamos as cartas enviadas para vossa documentação.

Agradecemos desde já a publicação no Vosso Prestigiado Órgão de Comunicação Social.

Sem mais nenhum assunto,

Despedimo-nos com consideração,

 

Natália Novais

João Ferreira

Zé Conde

 

Documento 2

 

Á Direcção do Rádio Clube de Arganil:

Serve a presente para informar que na sequência da minha demissão de Director de Programas em 31-12-2011, e da minha indisponibilidade para angariação, cobrança de publicidade e realização de spot's, que tive oportunidade de enviar a todos os Directores durante o mês de Janeiro, informo que a partir desta data deixarei também de realizar e apresentar os seguintes programas:

-Peça que Toca – Segunda-Feira e Sexta-Feira – 18:00h / 20h00 - Terça-Feira, Quarta-Feira e Quinta-feira – 17h00 / 20h00 (52 horas mensais)

-Hora de Coimbra – Segunda-Feira – 17:00h / 18:00h (4 horas mensais)

-Uma Voz na Madrugada – Terça-Feira e Sexta-Feira – 02:00h / 06:00h (16

horas mensais)

-Aguarela Portuguesa – Sábado – 22:00h / 24:00h (8 horas mensais)

 -Café da Manhã – Sábado – 08:00h / 11:00h – 13:00h / 16:00h (6 horas

mensais)

-Café da Manhã – Domingo – 08:00h / 12:00h (4 horas mensais)

-De Terra em Terra – Sazonal – Maio a Setembro – 09:00h / 13:00h (8 horas

Mensais)

-Organização de Festas convívio e Galas.

Informo que esta minha decisão de demissão de Director de Programas, angariação e cobrança de publicidade, gravação de spot's e Realização e Locução dos programas acima referidos, se baseiam nestes dois pontos exercidos por parte do Sr. Presidente da Direcção do Rádio Clube de Arganil:

-Abuso de Poder

-Assédio Moral

Concluindo, informo que deixarei de actuar nos sectores descritos anteriormente, a partir desta data.

OBS: Não entrego cópia das chaves porque não possuo nenhumas, visto sempre ter utilizado as chaves da minha Esposa Natália Novais.

Sem mais nenhum assunto,

(José Manuel Conde)

 

Documento 3

 

Á Direcção do Rádio Clube de Arganil:

Serve a presente para informar a Direcção do Rádio Clube de Arganil, da minha demissão de Vice-Presidente da referida Direcção.

Lamento ter de tomar esta posição numa Instituição que ajudei a criar desde a clandestinidade. O que me leva a tomar esta decisão é a discordância total de todos os procedimentos do Sr. Presidente da Direcção. Nesta sequência, obviamente, termino toda a actividade da realização e apresentação dos seguintes programas:

-Clube RCA – Segunda-Feira – 15:00h / 17:00h

-A Tia Preciosa – Terça-Feira – 20:00h / 22:00h

-Nós as Mulheres – Quinta-Feira – 15:00h / 17:00h

-Recordar – Sexta-Feira – 20:00h / 22:00h-Espaço 18-20 – Domingo – 18:00h / 20:00h

-Aguarela Portuguesa-Sabado-22:00h/24:00h

-Café da Manhã – Sábado – 08:00h / 11:00h – 13:00h / 16:00h

-Café da Manhã – Domingo – 08:00h / 12:00h

-De Terra em Terra – Sazonal – De Maio a Setembro – 09:00h / 13:00h.

Informo ainda que esta programação perfaz cerca de 54 horas de emissão mensais em

regime de voluntariado, não contabilizando as horas com a angariação de sócios e publicidade, sectores esses, que deixarei também de desempenhar a partir desta data.

OBS: Junto anexo cópia das chaves do Rádio Clube de Arganil.

Sem mais nenhum assunto,

(Natália Novais).

 

Documento 4

 

Para: Exmo. Sr. Presidente do Rádio Clube de Arganil.

Exmo. Sr. Presidente

Como vogal da direcção que o Sr. Preside, venho por este meio apresentar a minha demissão do cargo que exerço nesse orgão directivo, por já não suportar e não querer ser conivente com as seguintes posturas e atitudes ao longo destes últimos oito meses de exercício:

-sucessivas faltas no cumprimento da apresentação de actas de reunião;

-dualidade de critérios;

-postura parcial;

-gestão estrutural notoriamente desadequada e disforme;

-inexecução de despachos realizados pela direcção;

-abuso de poder.

OBS: Junto e em anexo vão as cópias das chaves que me foram entregues da Rádio.

Sem mais nenhum assunto,

(João Ferreira)


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 29 Janeiro , 2012, 17:28

Crónica mais tarde


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 28 Janeiro , 2012, 23:20

 

Estrada com “Piso Empedrado”

 

Correspondendo ao interesse dos vilacovenses, o “Miradouro” apurou as seguintes informações, prestadas pelo arquiteto Bruno, sobre o projeto das obras que estão a decorrer no espaço “histórico” da nossa aldeia, obras integradas no programa de “Vila Cova Aldeia do Xisto”.

Uma das intervenções que merece mais destaque relaciona-se com o troço da estrada entre a curva da Meda e o Portão da Casa do Convento (cerca de oito metros para lá em direção a Avô). Este troço vai ficar todo empedrado (granito), com passeios e bancos de jardim, colocados estes em sítios mais espaçados, como por exemplo na zona das tílias. Há a referir que os passeios terão muito pouca altura para permitir serem galgados quando se cruzem, no tráfego corrente, viaturas de maior porte.

Na zona das tílias serão mantidas as atuais três árvores e acrescentadas mais algumas do lado esquerdo da estrada na direção nascente.

Entretanto, neste projeto há duas ruas que merecem destaque especial. Uma é a rua que sai do Outeiro e segue em direção ao Adro (Rua Direita). A outra rua é a que passa por detrás das “tílias” e flete para a esquerda em direção à Praça. Estas duas ruas terão uma faixa ao centro em lajes de granito e nas suas entradas e saídas serão inscritas no chão as toponímias de outras ruas. As ruas secundárias que se cruzam com estas serão motivo de limpeza e em zonas mais degradadas proceder-se-á a alguns arranjos.

No Adro serão eliminados dois canteiros e mantido o canteiro da árvore maior. Pretende-se com esta medida proporcionar uma visão de maior dimensão ao local. O canteiro a manter será alargado e ficará com um banco de jardim. Outros bancos de jardim serão colocados no Largo, como será o caso de dois deles que ficarão colocados lateralmente às escadas que dão acesso à Igreja Matriz.

Na Praça será retirado o fontanário que será colocado ao fundo, incrustado numa das paredes da quinta da casa “Kessler”. Serão colocados em vários locais bancos e papeleiras e o beco, onde está configurado um pátio habitacional, ficará com o mesmo piso (atual empedrado) da Praça.

Finalmente a intervenção na escadaria do Convento, que adquire, pela sua imponência, uma grande importância. Os muros serão reconstruídos e rebocados, dando-se-lhe o aspeto originário. Serão também colocados, nos patamares da escadaria, bancos e papeleiras.

Esperamos apresentar brevemente aos leitores do Miradouro á planta do projeto.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 27 Janeiro , 2012, 18:06

 

As vitórias de uma associação, como a do Grupo Desportivo Vilacovense, não se conquistam só nas contendas desportivas. Há grandes vitórias conquistadas noutras vertentes, como, por exemplo, a da valiosa aquisição de uma viatura-carrinha, com a finalidade de apoiar as deslocações da equipa de futebol.

Estão por isso de parabéns a Direção e a Presidente do Vilacovense.

A referida viatura, da marca Hyundai, foi adquirida com o apoio da Câmara Municipal de Arganil que contribuiu com um subsidio extra no montante de 2500€, sem dúvida uma ajuda essencial, sem a qual o Grupo Desportivo não poderia suportar o custo total da referida viatura.

Da parte da Junta de Freguesia há também a promessa, dentro das possibilidades da autarquia, de apoio a esta aquisição.

Mas os apoios não se ficam por aqui. Após a chegada da viatura alguns e sócios e simpatizantes decidiram contribuir com donativos em dinheiro.

A Presidente do Vilacovense, Dr.ª Andreia Paiva, agradece a todos o apoio concedido e antecipa desde já agradecimentos a todos quantos, no futuro, queiram continuar a conceder donativos relativamente a esta compra.

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 26 Janeiro , 2012, 11:31

 

O Inverno tem sido frio, apesar de nos últimos dias a temperatura do ar, especialmente durante o final das manhãs e o período das tardes, ser amena, com um sol delicioso a brilhar num céu límpido. Mas, esta dádiva, em pleno inverno, pode vir a sair cara. As nascentes estão à míngua e o chafariz de São Sebastião é bem demonstrativo, no seu reduzido fio de água, das consequências desta persistência de tempo seco.

Respigámos dos jornais uma notícia que só adensa as preocupações que muitos, por saber e experiência, já manifestam:

 

«Portugal continental poderá enfrentar uma situação de seca extrema em fevereiro, caso se mantenha a falta de precipitação verificada em janeiro, disse agência Lusa o meteorologista Manuel Costa Alves.

"Tudo depende de fevereiro. Mas tem que ser um fevereiro muito chuvoso para inverter a situação. Se o comportamento de fevereiro for semelhante ao de janeiro chegaremos à seca extrema", sublinhou o especialista.

Manuel Costa Alves considera ser extremamente importante que os próximos meses possam trazer a chuva, mas explicou que "perdida a precipitação de inverno a precipitação da primavera nunca é suficiente para inverter a situação".»

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 24 Janeiro , 2012, 23:14

 

Vasco da Gama 0 Vilacovnese 1

 

Mesmo sem alguns dos seus habituais titulares, a equipa de futebol do Vilacovense tornou a demonstrar a sua real valia, vencendo com toda a justiça o conjunto do Vasco da Gama de Seixo da Beira e reforçando a ideia de que os resultados da primeira volta estão longe de corresponder à sua verdadeira qualidade coletiva e individual.

Bom jogo de futebol, com uma exibição muito personalizada do Vilacovense, perante um adversário difícil, em que pontificam jogadores com qualidade e  juventude.

Arbitragem com um outro erro, mas imparcial e sem influência no resultado.

 

Constituição da equipa:

 

Guarda-Redes: Adriano Silva;

Defesas: Fábio Leitão (Sérgio Fonseca aos 65 min.)António Cruz (cap), Wilson e Marco Oliveira (marcador do golo aos 82 min.);

Médios: Sérgio Gaspar, Luís Carlos, Filipe Tavares e Paulo Ribeiro;

Avançados: António Pereira e Eduardo Girio (Bruno Santos aos 78 min.).

 

Suplentes não utilizado: Rui Lourenço.

Treinador: Rui Mota.

Massagista: Fernando Figueiredo.

Delegado José Manuel Santos.

 

No próximo domingo o Vilacovense recebe o St. António do Alva, às 15 horas.

 

Nuno Espinal/Fábio Leitão


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 23 Janeiro , 2012, 23:34

Será que a identidade europeia tem características semelhantes à identidade de um qualquer cidadão relativamente à sua nacionalidade? É evidente que não. E falo também por mim. A minha identidade portuguesa tem vínculos umbilicais, havidos com a territorialidade do meu país, a sua cultura, a sua história, os usos, os costumes e tradições, as memórias e as vivências do presente. É um sentimento, um sentimento que sinto que me é espontaneamente natural. Bem diferente de uma identidade europeia, a que falta essa chama, essa afeição, um espontâneo auto-reconhecimento. Perguntar-se-á então: O conceito de “identidade europeia” está, assim, destituído de sentido? Também não reconheço que assim seja. Há de facto um “identidade europeia”, mas assente em razões e registos diferentes dos que vinculam uma identidade de um qualquer cidadão europeu relativamente ao seu país. Adquirimos uma “identidade europeia” através da consciência do que nos liga à condição de cidadãos da União Europeia. Diz o Tratado da União Europeia: – “É cidadão da União qualquer pessoa que tenha a nacionalidade de um Estado-Membro”. É pois a partir da assumção da condição de cidadania europeia que a “identidade europeia” se constrói. Esta condição nunca superará a condição da nossa nacionalidade. O próprio Conselho Europeu referiu, num dos seus comunicados, que a cidadania europeia “não substitui de modo nenhum a cidadania nacional” e que a União Europeia “respeita a identidade nacional dos seus membros”. Será, então, neste contexto, por via da cidadania, que os cidadãos dos Estados-Membros da União se percebem como cidadãos com uma “identidade europeia”. Como dizia Jurgen Habermas “numa democracia liberal os cidadãos devem ser leais e identificar-se não com uma identidade cultural comum, mas sim com princípios constitucionais que garantam plenamente os seus direitos e liberdades”.

 

Nuno Espinal


comentários recentes
os meus sentimentos a família
É COM SINCERA TRISTEZA E DESOLAÇÃO QUE VEJO, TAMBÉ...
ola tenho saudades do meu António neves e um grand...
Estes comentários tão sentidos do Nuno e do Zé, es...
Adeus meu Querido Alberto. Obrigado pela tua amiza...
Meu sentinentmis à famílus.awuele amigo abraço ami...
Como sempre, texto a condizer com a realidade dos...
Tão lindos! Beijinhos e boas férias para todos.
Muito bem.abraço a tds vós amigos de longa data
Janeiro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11

16
21

25



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds