Clique para Ouvir
publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 30 Julho , 2011, 10:24

 

Os vilacovenses já se habituaram. Todos os anos, na época de Verão, em espaço da “Várzea da Vila”, propriedade da casa do Convento, junto ao rio, grupos de escuteiros (e não só), acampam e tiram ganho do ambiente idílico do local, suavizado, neste período de canícula, pela brisa e fresquidão das águas do Alva.

Mas, estes grupos de escuteiros não se quedam ensimesmados durante os dias em que ali permanecem. Antes pelo contrário. Interagem em acções concertadas com a população, com actividades sociais e lúdicas.

Assim foi vê-los, um dia destes, a varrer ruas, a colaborar em actividades domésticas no Centro de Dia, em trabalhos do campo e da agricultura e, como o que aconteceu ontem à noite, em momentos de diversão, com breves trechos de teatro/comédia e música.

Os que cá estão neste momento pertencem à “Associação de Campos de Férias GBZ” (gambozinos), que integra bairros sociais de três núcleos: Braga, Peniche e Pragal. Conta, este grupo, que vem acompanhado pelo padre Abel, com trinta e oito participantes e dezasseis animadores, jovens pertencentes a bairros sociais e a um extrato da classe média alta.

Pois, Sr. Padre Abel e malta do “GBZ”. Votos de boa curtição. E voltem sempre.

 

Texto: Nuno Espinal

Foto: Manuela Antunes

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 28 Julho , 2011, 14:05

Esplanada em Coja.

Chegou, calções, t-shirt, chinelos, óculos escuros, ar pretensioso.

-O gajo está cheio de peneiras, é emigrante recente, está na Suíça, diz alguém.

Acerca-se de uma mesa e tufa. Pespega três beijos em cada uma de duas amigas.

Olha em redor a perscrutar o efeito. Será que toda a minha gente viu? É que três beijos não é para qualquer um! Atenção: são três beijos! À moda da Suíça. Outra gente, logo outro estatuto.

 

Esplanada em Coja.

Chegou, calções, t-shirt, chinelos, óculos escuros, ar pretensioso.

-A gaja anda armada em "tia", casou com um tipo de massa, vive em Cascais, diz alguém.

Ar superior, distante, saúda cada um dos amigos com um único beijo. Não mais que um beijo. Estilo e moda “jet set”.

 

Eis-nos no mundo dos estereótipos. Os complexos da superioridade do que é estrangeiro e do que é "finaço".

O beijo é o símbolo, ou melhor a quantidade de beijos.

Eu continuarei com os velhos dois beijos, conforme prática que me ensinaram. À moda antiga e bem portuguesa.

 

Três beijos? Não sou emigrante e muito menos emigrante saloio.

Um beijo? Não sou fino e muito menos finaço piroso.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 28 Julho , 2011, 00:10

 

Notícia retirada do Arganil.eu:

 

No passado dia 16 de Julho o jovem Joseph Paul Longley de 25 anos, residente em Vinhó, participou no famoso Bike Show que se realizou durante a 30ª Concentração motard de Faro.
Este ano a Concentração motard bateu todos os records, tendo cerca de 35 000 inscrições de pessoas vindas de todo o mundo, foi considerada a maior concentração motard da Europa.
O Bike Show fez despertar a atenção de todos os amantes de duas rodas. Joe como é mais conhecido, desde cedo tem demonstrado o seu talento para criar e transformar motas.
Foi no 20º Bike Show de Faro que conseguiu mais uma vez demonstrar o seu talento, tendo conseguido obter o 1º lugar na classe de street fighter.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 26 Julho , 2011, 17:48

 

É em especial no Verão que os músicos das Filarmónicas se metem à estrada e, por vezes, em prestações de grande sacrifício, se expõem a calores abrasadores, suportados pela sua dedicação à causa da música e das instituições que representam. Ademais, as participações em festas são um recurso que não podem desprezar, face às exíguas condições económicas que têm de vencer, perante despesas correntes e extraordinárias que atormentam, em especial, os seus dirigentes, sempre preocupados com os processos de as superar.

Basta acompanhá-los uma ou outra vez nas deslocações que têm calendarizadas para compreender quanto de esforço e sacrifício todos têm de suportar.

Daí a nossa palavra que lhes devemos de respeito, admiração e agradecimento. Bem Hajam.

 

Nuno Espinal

 

Nota: A Flor do Alva vai participar, no próximo dia 30, nos festejos da localidade de Dreia. (Um obrigado ao Fábio Leitão pela informação prestada)


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 25 Julho , 2011, 15:33

 

Fim de semana em grande, em Oliveira do Hospital, com dois excelentes espetáculos de música, integrados na Feira Regional daquela cidade. Ontem Domingo com a presença de Lloyde Colle, um ídolo de nacionalidade inglesa que se consagrou na segunda metade dos anos 80 com o grupo “The Commotions”. Recinto repleto de gente, com muito ingleses presentes, a maioria na casa dos 50 e 60 anos.

Sábado foi a vez de subir ao palco a jovem fasdista Cuca Roseta, que teve uma actuação de grande mérito, interpretando fados seus e outros que foram celebrizados por Amália Rodrigues. Uma voz potente e bonita, uma figura elegante e uns olhos morenos e lindos a transbordarem o sentimento do fado.

Cuca Roseta apresentou ainda no seu espectáculo vozes e instrumentistas do fado de Coimbra, uma feliz combinação que coroou o final desta presença do fado em Oliveira, com a fadista a interpretar, conjuntamente com as vozes da lusa-atenas, o célebre “Coimbra tem mais encantos…“ e a universalmente conhecida “Coimbra”, de Raul Ferrão e José Galhardo.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 24 Julho , 2011, 11:57

Discussão acalorada sobre as agências de rating, com a  Moody’s no centro do debate.

Diz um dos protagonistas:

“Esses gajos foram uns cabrões para Portugal, não tiveram em consideração o esforço do Governo. Chamarem-nos lixo?”

Diz o outro:

“È tudo muito bonito, mas só agora é que os atacas. Aqui há uns meses até lhes batias palmas…”

Volta o primeiro à carga:

“Tu afinal de patriota não tens nada… pelos vistos nem te ralas que os gajos desprezem Portugal…”

Responde o segundo:

“Sou capaz de ser mais patriota do que tu. O meu patriotismo não tem um mês, é de sempre…”

Surge um terceiro na conversa:

“Mas afinal o que é isso do «reite?  Só ouço falar nisso, mas ninguém me explica o que é!...”

Os outros dois, já mais apaziguados, riem-se, no pedestal dos seus convencimentos, e prestam-se de imediato à correção:

“Não é reite é reitingue, meu grande parvo…

De novo, o terceiro:

“Seja reitíngue ou o que vocês quiserem. Mas afinal, digam lá, o que é isso de reitingue?”

Silêncio e nem uma resposta.

A conversa até muda de agulha. O futebol passa para o centro da conversa. Um é do Benfica o outro do Sporting. Renasce a discussão. Só que agora até sabem do que falam…

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 23 Julho , 2011, 19:22

 

Olá, Nuno!

Sabes que o meu pai, Abílio Fonseca, também entrou nesse filme, como figurante?
Aparece a apontar para o céu, aquando da aparição da Virgem... nós achámos um encanto ter um pai a aparecer num filme!

 

Um abraço da M. Augusta


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 21 Julho , 2011, 22:33

 

 

Já lá vão mais de quinze anos quando Vila Cova foi invadida, durante largos dias, por gente do cinema, que aqui assentou arraiais para a filmagem de cenas da película  “Fátima”. O filme, uma co-produção entre Portugal e Itália, trouxe a Vila Cova gente famosa dos ecrãs, com destaque para Catarina Furtado, Diogo Infante e Joaquim de Almeida.

A relação criada entre hóspedes e vilacovenses foi de grande afabilidade e do convívio estabelecido contam-se histórias, algumas com certo pitoresco, que oportunamente traremos à publicação no Miradouro.  

Histórias que entrarão por certo no baú das memórias coletivas do Povo de Vila Cova.

Por hoje deixamos o registo de duas fotos captadas no frontal da Casa do Povo, em que surgem estes famosos atores, acompanhados por outros participantes do filme.

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 20 Julho , 2011, 21:26

 

Pouca gente, por enquanto, de veraneio na região. Coja, que nos poderá dar uma ideia do número de visitantes por esta altura, mostra-se, para já, pouco movimentada, ainda que se aguarde um significativo fluxo de visitas em Agosto.

Fala-se da crise como o principal motivo do actual alheamento. Por outro lado, as temperaturas do ar não se têm coadunado com o que é habitual neste mês de Julho.

Mas dias de calor virão e quem gosta de tomar uns refrescantes banhos no Alva pode estar tranquilo. As águas apresentam-se próprias e sem ameaças das que podem perigar a saúde.

Quem o diz é o “sítio” do Instituto Público da Região Hidrográfica do Centro, através de análises feitas por técnicos seus no passado dia cinco.

Nós, no Miradouro, fizemos uma pesquisa sobre o estado das águas das praias fluviais mais próximas de Vila Cova (Coja, Avô e Pomares) e podemos transmitir aos nossos leitores que as mesmas estão próprias e se recomendam.   

Contudo, para os leitores mais curiosos aconselhamos que visitem o site da Administração da Região Hidográfica do Centro (www.arhcentro.pt) e se inteirem de dados e informações sobre análises que com regularidade são efectuadas por técnicos daquele Instituto.

 

Texto: Nuno Espinal

Foto: Stella


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 20 Julho , 2011, 18:04

 

Chamam-lhe carinhosamente a Albertinita e hoje merece festejos especiais pois comemora o seu 83º aniversário. Por isso endereçamos à Dª Albertina Fonseca calorosos Parabéns e votos de boa saúde.


comentários recentes
Parabéns Vila Cova do Alva e toda a sua gente.Um g...
eu gostaria muito de estar a ai para ajudar porque...
Também digo em relação à minha terra - "Torroselo...
parabens para a dona natalia e muitos anos de vida
Os meus sentimentos a familia gostava muito desta ...
Já agora que pintem a fachada da igreja...serviço ...
Parabéns, D. Albertina, pelos seus 95 anos e desej...
parabens e muitos anos de vida gosto muito de si
parabéns dª Albertina muito anos de vida pela fren...
Julho 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

15

22

27
29

31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds