Clique para Ouvir
publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 30 Novembro , 2010, 08:48

 

Agora, já é tempo de ter passado a surpresa. Agora, já é tempo, isso sim, da certeza. A certeza de que o Vilacovense tem de facto uma grande equipa. O último jogo, disputado contra o Vasco da Gama de Seixo da Beira, confirmou um Vilacovense estruturado, seguro e confiante, com uma boa articulação entre a defesa, meio campo e ataque. O jogo foi de domínio permanente da equipa de Vila Cova que poderia, até, ter conseguido um resultado mais dilatado, perante as oportunidades de golo criadas. Um bom jogo, com resposta aguerrida por parte da equipa de Seixo da Beira.

 

Constituição da equipa:

 

Guarda Redes:  Vitor Travassos

Defesas: Fábio Leitão (Sérgio aos 60 minutos), António Cruz (cap), Bruno Lopes, Wilson e kikas;

Médios: Tiago Fernandes, Paulo Sérgio e Pedro (Daniel Nunes aos 50 minutos);

Avançado: Rui Mota (Ivo aos 73 minutos)e Diogo Godinho (João Antunes aos 73 minutos);

 

Suplentes não utilizados: Bruno Santos ; Nelson Amaral e Paulo

 

Os golos foram apontados por Rui Mota  (1) e Tiago Fernandes (2).

 

Treinador: Carlos Gomes

Massagista: Fernando Figueiredo

Delegado: José Santos

 

No próximo Domingo o Vilacovense desloca-se a Bobadela, para defrontar a equipa local às 15 horas.

 

 

Nuno Espinal/Fábio Leitão

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 29 Novembro , 2010, 23:50

 

Olá Nuno,

 

Não resisti a comentar o sono do teu gato no apontamento de sexta-feira passada que intitulaste muito apropriadamente "Fluir do tempo", e que me tocou especialmente. Foste capaz de transmitir, de uma forma muito bonita, aquela sensação de tranquilidade que a vida nos ensina a perceber nas pequenas coisas mais insuspeitas. Acho mesmo que são os anos, o fluir do tempo, que trazem até nós este sentir e esta compreensão. Talvez como compensação pelo que nos tira de excitação. Mas é tão reconfortante esta serenidade, este "está-se bem minimalista" que nos chega não sei bem de onde mas que sem dúvida nos faz cada vez mais saborear cada instante de forma plena. Beber o cálice até à última gota. E percebemos tão bem o David Mourão-Ferreira quando diz que a felicidade não existe mas há momentos em que ela acontece. São momentos perfeitos que salpicam a imperfeição das nossas vidas e nos dão alento para vivermos na sua procura incessante mas não ansiosa. Porque o que eu acho que aprendemos também é a sermos pacientes, com a certeza, porém, de que quando menos esperamos, somos surpreendidos. Por alguém, por uma imagem, por uma música, por uma cor, por uma paisagem, por um cheiro, por... E, nesse instante, tudo faz sentido. Obrigada. E um presente para ti na forma de um pensamento de que gosto muito:

 

“Aqueles que passam por nós não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós”. Saint-Exupéry

 

Abraço

Isabel Madeira


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 29 Novembro , 2010, 12:47

 

Iniciaram-se as obras de alteração do curso da “ribeira”, no terreno do centro de Dia. A máquina abre a vala que passará a ser o leito das águas da velha “ribeira”, que ao longo dos anos tem sido “escondida”, deixando, a partir de agora, de correr a céu aberto, em todo o seu percurso no tecido urbano de Vila Cova.

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 28 Novembro , 2010, 18:27


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 27 Novembro , 2010, 19:40

Em princípio, decorrerá a dia 2 de Janeiro de 2011 o Acto Eleitoral que decidirá os futuros membros dos Orgãos Sociais da Santa Casa de Misericórdia. Parece ser certo que Nuno Espinal e Margarida de Figueiredo concorrerão na mesma lista, respectivamente para os cargos de Provedor e de Presidente da Mesa da Assembleia Geral, cargos de que no exercício vigente já são titulares, acompanhados por José Carvalho, no cargo de Vice-Provedor.

De resto, sem se esperarem grandes alterações, é provável que um ou outro novo nome venha a integrar esta lista, nomeadamente para a Direcção que a ser eleita, terá, como incumbência o alargamento das instalações do Centro de Dia.

Entretanto, no terreiro do Centro de Dia já se encontram máquinas ali colocadas para o desvio da conduta da “ribeira”, obra que necessariamente antecederá a construção das novas instalações. 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 26 Novembro , 2010, 12:42

 

Lá fora um frio que eriça até os mais empedernidos.

Acomodo-me no aconchego do conforto da casa, dos aquecimentos, da lareira. E dou por mim deleitado no sono do gato, que se enrosca num dos maples da sala. E, como em clique, assola-me uma revelação. Aquela presença e aquela pose fazem-me parte de um hábito de há anos. 

Aos poucos, inconscientemente, tornaram-se-me uma necessidade. Tudo está perfeito. O bichano dorme tranquilo. E em mim tudo é tranquilidade.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 25 Novembro , 2010, 06:20

Chamamos-lhe o “escuro”.

Baptizado com este nome, o espaço do “mirante da zona das alminhas” é um ponto de encontro e de algazarra, nas noites de Verão, de todos os que deambulam nas fresquidões retemperadoras dos calores diurnos e em convívios de idades maioritariamente maduras, suscitadoras de histórias de cenas de uma Vila Cova das férias dos anos sessenta e setenta.   

Agora, no “escuro”, nestas noites de já quase inverno, adensam-se escuridão e silêncio. A friagem das noites desencoraja-nos a visitá-lo, mesmo que em saltada breve. Restam-nos memórias de noites de conversa e risadas. E de estas doces lembranças algumas trazidas por uma simples foto. Como esta da Guida Simões e do filho Diogo.

Olá Guida! Rio-me de gozo perante o teu espanto quando te confrontares, num intervalo das tuas análises, pareceres e interpretações jurídicas, perante este apontamento do “Miradouro”. E, claro, já te espero um comentário de entre os que frequentemente trocamos nas nossas páginas pessoais do facebook.

E já agora Guida, quero-te agradecer porque tu és uma das amigas frequentes do nosso Miradouro. Uma das amigas de entre os mais de mil amigos que atingimos, via Facebook, esta semana.

Sinto-me e sentimo-nos todos orgulhosos deste milhar obtido numa assentada. Um beijinho para ti Guida. Um abraço para todos.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 24 Novembro , 2010, 10:32

“Claro que estou de acordo com a greve”, dizia-me. E mais ainda disse: “Mas, fazer greve não faço. Greve é coisa lá das cidades”….

Pois é! Hoje, em Vila Cova não se passa nada…Vila Cova, Coja, Barril e por aí fora.

Eis pois, a mais enviesada assumpção do exercício da democracia representativa. Acto político só no voto. E mesmo aqui, para muitos, nem sempre.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 22 Novembro , 2010, 00:23

 

 

 

Quase em Dezembro e não tarda que tenhamos aí o Natal. E os preparativos de uma ou outra confraternização já estão em marcha...

 

Por exemplo, em Vila Cova já se prepara o Natal das crianças. Está marcado para dia 19 e este ano até terá uma peça de teatro em que os nossos pequenitos serão eles mesmos actores. Os ensaios, para que a coisa na altura resulte bem, já começaram, e a peça a interpretar será com quadros alusivos ao próprio Natal. Vai ser em grande!

Entretanto, uma vez mais, haverá distribuição de brinquedos e o Pai Natal promete não se esquecer de nenhum menino da freguesia.

Mas, para estas coisas é preciso que a bolsa se abra e a Junta, a organizadora desta festa, poderá não estar assim tão abonada. Mas, há sempre solução. Umas rifas que candidatarão quem as comprar a uns bem nutridos cabazes, cheios de tudo o que provoca gula e apetite. E quem se vai negar à compra de uma única rifa que seja?

Vamos lá então colaborar. E só uma rifa? Vá lá, é Natal, vamos ser solidários. Por mim venham lá umas dez rifas…e cada uma, como diz o outro, é só um aéreo!

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 20 Novembro , 2010, 00:34

 

Vai ser apresentado ao público mais um título (o 19º) do cojense, Dr. Nuno Mata.

Um livro de textos que se chamará “teu…”, com ilustrações do próprio Nuno Mata e ainda de Jorge Manuel Palha e Fátima Xavier.

Encadernado manualmente por Ricardo Nunes, que mantém a tradição da encadernação artesanal em Guimarães, o livro foi impresso na Tipografia do Jornal de Arganil.

A apresentação ao público será na página do facebook do autor, em 24 de Novembro, pelas 21:30.

Dos 72 exemplares a sair do prelo, apenas 60 serão disponibilizados ao público. Quem quiser adquirir o livro pode fazê-lo no “Clube de Video”, em Coja.


comentários recentes
os meus sentimentos a família
É COM SINCERA TRISTEZA E DESOLAÇÃO QUE VEJO, TAMBÉ...
ola tenho saudades do meu António neves e um grand...
Estes comentários tão sentidos do Nuno e do Zé, es...
Adeus meu Querido Alberto. Obrigado pela tua amiza...
Meu sentinentmis à famílus.awuele amigo abraço ami...
Como sempre, texto a condizer com a realidade dos...
Tão lindos! Beijinhos e boas férias para todos.
Muito bem.abraço a tds vós amigos de longa data
Novembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

18

21
23



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds